Valor educativo do conto

4 de janeiro de 2020
O hábito da leitura deve ser cultivado desde as idades mais precoces, porque representa uma fonte indiscutível de prazer e de cultura. Nesse sentido, neste artigo queremos destacar o valor educativo que o conto tem dentro da literatura infantil.

É impossível negar o valor educativo do conto, já que é um excelente recurso que promove, desde as idades mais precoces até a vida adulta, o gosto pela leitura e o desenvolvimento integral das pessoas.

Na etapa infantil, as crianças encontram nos livros de contos as suas primeiras experiências imaginativas, conseguem satisfazer a sua constante curiosidade e podem colocar em imagens e palavras as suas sensações.

O conto e as suas características

De acordo com Gianni Rodari, um conto pode ser definido como um relato breve, simples e linear, oral ou escrito, de fatos reais ou imaginários e fictícios.

Ele tem um argumento simples (introdução, desenvolvimento, conclusão), com pouca descrição dos cenários, e a sua trama é protagonizada por um número reduzido de personagens pouco caracterizados. A finalidade dos contos costuma ser moral ou recreativa.

A estrutura de um conto se configura pela apresentação de seus personagens e a descrição de uma situação conflituosa. Essa situação deverá ser resolvida pela ação dos personagens se desenvolvendo e, assim, chegando à conclusão do conto.

Valor educativo do conto

Características principais de um conto

  • Permite o desenvolvimento da imaginação.
  • Desperta emoções e sentimentos (alegria, ira, tristeza, admiração).
  • Combina a realidade com a fantasia.
  • Transmite valores (bondade, justiça, respeito, lealdade, compaixão, solidariedade, amizade, superação).
  • É um recurso para refletir sobre as condutas, sobre o que é bom e o que é ruim.
  • Possibilita a resolução de conflitos e a diminuição de temores.

O valor educativo do conto

O valor educativo dos contos e a sua função pedagógica e didática e, portanto, a sua importância, residem no fato de que eles facilitam a transmissão da herança cultural, além de favorecer o desenvolvimento da linguagem e influenciar o desenvolvimento psicológico das crianças.

Escutar e ler contos permite que as crianças possam ampliar o seu vocabulário e conhecer novos modelos expressivos, progredindo na compreensão de formas cada vez mais complexas de textos escritos.

Ao mesmo tempo, essas histórias promovem o desenvolvimento cognitivo, pois permitem que os pequenos possam transferir situações vividas nos contos a outras situações de sua vida cotidiana.

Além disso, por meio dos contos, as crianças exercitam a memória, aperfeiçoam a sua capacidade de atenção e de concentração, e conseguem melhorar a sua estruturação e a sua organização temporais por meio de acontecimentos que marcam um antes e um depois.

Num nível afetivo e social, ajuda a compreender o significado de certos valores por meio das ações tanto positivas quanto negativas dos personagens que compõem as histórias, e as crianças vão aprendendo e assumindo progressivamente determinados papéis e normas sociais.

Em um plano psicológico, por meio das histórias dos contos e dos seus personagens, as crianças podem se identificar e se ver refletidas ali. Um conto pode permitir que tanto uma criança quanto um adulto encontre respostas aos seus medos, às suas necessidades e às suas contradições.

valor educativo do conto

Definitivamente, desde que adaptados às idades e às etapas educativas de modo concreto, os contos satisfazem o desejo das crianças de saber e de conhecer mais, seja sobre os ambientes, seja sobre as pessoas, as situações ou as sensações.

Importância da narração de um conto

É importante, sobretudo na etapa infantil, levar em conta a diferença que existe entre contar um conto e narrá-lo. Quando um conto é narrado, cria-se um clima harmônico e de atenção que convida a apreciar a história e os seus personagens. Por isso, quem for narrar deve saber como fazê-lo.

Para alcançar uma boa narração, deve-se modular bem a voz e falar de forma tranquila e pausada, imitando o tom e as vozes dos personagens e fazendo as pausas e os silêncios necessários, requeridos pelo enredo.

Também é importante estar perto e na mesma altura dos ouvintes, sobretudo se forem crianças, com as quais deve-se criar uma energia de cumplicidade e confiança.

Afinal, um conto…

É uma viagem ao desconhecido, é um passeio compartilhado por um caminho que convida a descobrir e a investigar enquanto se cresce e se progride. Um conto é fundamental para o desenvolvimento emotivo e afetivo, intelectual e linguístico das crianças e dos adultos também. Esse é o seu valor educativo.