Você é o pai ou a mãe malvada ao educar os seus filhos?

Alguns pais são mais rígidos do que outros. No entanto, se houver regras na sua casa, elas devem ser cumpridas. Este não é um jogo de malvados e bonzinhos.
Você é o pai ou a mãe malvada ao educar os seus filhos?

Última atualização: 25 julho, 2022

Quando permitimos que as crianças façam o que querem, estamos enviando uma mensagem equivocada e perigosa. Isso ocorre porque a ausência de limites e regras em casa é um dos grandes inimigos ao educar os filhos. No entanto, em algumas ocasiões, alguns pais são mais permissivos do que outros, fazendo com que os pequenos entendam coisas que não são verdadeiras.

Hoje, vamos explicar como você pode evitar que as crianças vejam você como a malvada da história quando você estabelece limites e regras em casa. E, por sua vez, como é preciso envolver o parceiro no processo. A educação em valores é essencial para formar bons adultos e, por isso, deve ser uma tarefa conjunta.

5 dicas para educar os seus filhos com limites e valores

Dentro de uma criação positiva, o exemplo e a educação fornecida em casa são os pilares na formação das crianças. Por esta razão, tanto a mãe quanto o pai devem estar de acordo para que, juntos, possam transmitir boas lições aos filhos, independentemente de um dos dois ser mais permissivo que o outro.

Estas são algumas dicas que podem ser muito úteis para educar com limites:

1- Não desautorize o seu parceiro

Quando se estabelecem limites em casa, a ideia é preservar o bem-estar das crianças e a convivência saudável com os outros. Não se trata de caprichos sem sentido apenas para irritar os pequenos. Portanto, procure sempre respeitá-los para não fazer com que os seus filhos acreditem que um dos pais é o bonzinho enquanto o outro é o malvado.

Tanto a mãe quanto o pai têm o mesmo grau de autoridade em casa. Portanto, tente não desautorizar as decisões tomadas para o bem-estar da família.

Talvez comer na cama não seja algo tão grave para você, mas, se esta for uma das regras da casa, é preciso cumpri-la sempre. Independentemente de não ser algo tão significativo para você. As crianças devem entender que tanto a mãe quanto o pai têm a mesma autoridade e que elas devem respeitar e escutar a ambos.

2- Transmita os limites de maneira positiva

A forma como nos referimos às crianças e as palavras que usamos têm muito poder. Por isso, tente ensinar aos seus filhos a importância dos limites para o seu próprio bem e para o bem dos outros. Quando se explica de forma positiva que há certas coisas que não se deve fazer, isso ajuda os pequenos a entender que devem se comportar.

3- Seja um exemplo para os seus filhos

Os limites e valores familiares existem para ser respeitados. E, conforme mencionamos anteriormente, os pais são os principais modelos para os filhos. Então, se você quer que o seu filho não levante a voz quando estiver com raiva, por exemplo, certifique-se de que ele nunca veja você agindo dessa forma. Ou, se você quiser que ele não use a força física como resposta, seja consistente com esse pensamento e também não a utilize.

Além de ser um modelo para que o seu filho possa ser melhor a cada dia, ensine-o a usar o diálogo como forma de expressar os sentimentos e resolver os problemas.

Os limites e as regras devem fazer sentido para as crianças, pois elas devem entender por que eles existem e do que as protegem. Não se trata de imposições dos adultos para acabar com a diversão, mas sim de regras de convivência para viver em harmonia com os outros e com nós mesmos.

4- Aprenda a corrigir com amor

Quando as crianças ultrapassam os limites que deveriam ser respeitados, é preciso corrigi-las através do amor e sempre priorizando o diálogo como ferramenta de resolução.

Portanto, ensine que as suas ações têm consequências e que, se ultrapassarem os limites, elas deverão responder pelas suas ações. Tente manter a calma e explique por que você não poderá ignorar a situação.

5- Incentive a empatia e o respeito pelos outros

Talvez possa parecer difícil para as crianças aprenderem a regular os seus sentimentos em relação aos seus desejos. No entanto, é crucial ensiná-las que todas as pessoas merecem respeito e que não devemos passar por cima de ninguém buscando o nosso próprio benefício.

Ensinar a estabelecer limites permite que as crianças tratem os outros como gostariam de ser tratadas e tentem ser boas versões de si mesmas.

Coloque essas dicas em prática ao educar os seus filhos

As regras e os limites existem para ser seguidos e os pais devem trabalhar em equipe para proporcionar aos filhos uma educação em valores sólida e consciente. Portanto, procure respeitar ao máximo os acordos estabelecidos em casa e não desautorize o seu parceiro como um sinal de cumplicidade com os seus filhos. Isso só envia mensagens equivocadas que acabam afetando o seu comportamento.

É melhor educá-los com amor, disciplina e respeito para que entendam que há certas coisas que não são permitidas em nenhuma circunstância. E que a dinâmica funciona dessa forma para o bem deles e dos outros.

Pode interessar a você...
5 histórias infantis para educar seus filhos em valores
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
5 histórias infantis para educar seus filhos em valores

A educação em valores é muito importante, principalmente hoje. Conheça as cinco melhores histórias infantis para educar seus filhos em valores.