10 truques para cortar as unhas do seu bebê sem morrer tentando

15 de novembro de 2016

Uma tarefa tão simples como cortar as unhas representa um verdadeiro desafio quando se trata de bebêspois eles são muito delicados e pequenos. Os dedinhos de um bebê são pequenininhos e suas unhas ainda mais; muitas vezes pode-se confundir a pele com a unha e por isso existe o medo de causar uma ferida.

A delicadeza do bebê é um dos primeiros desafios na hora de oferecer a ele os cuidados básicos, é por isso que nos preocupamos com sua alimentação, sua higiene e a roupa, assim como em comprar todos os produto de cuidado e sua respectiva utilização.

Pelo que parece o trabalho de cortar suas unhas, requer mais prática do que poderíamos imaginar. Por isso, às vezes os pais podem fugir disso por muito tempo, o que não é recomendável. E assim tomamos a decisão de deixar nas mãos de alguém que tenha mais experiência ou mais disponibilidade para fazê-lo.

As unhas dos bebês crescem tão rápido quanto as dos adultos, inclusive mais, porque o crescimento é notado muito mais rápido. Sabemos que cortá-las é um trabalho difícil, por isso neste artigo falaremos sobre dez truques para que seja possível melhorar estar tarefa. Confira.

10 truques para cortar as unhas do seu bebê

Cortar as unhas de seu bebê e não morrer na tentativa é possível quando você adota as recomendações dos especialistas. Esclarecemos que especialistas podem ser tanto os pediatras como as mães, porque a experiência se consegue com a prática.

shutterstock_50755732-500x334

Há dois fatores básicos que deve-se ter sob controle: a boa visão de uma unha e o movimento do bebê. Ainda que estas sejam as principais razões para que a tarefa se dificulte, são as chaves para segurar a tarefa pelos chifres.

Os truques para cortar as unhas do bebê são os seguintes:

  • Aproveitar enquanto a criança dorme. Isso evitará o medo de que a criança se mexa, mas gera inquietude de acordar o bebê no processo; assim que, se a criança estiver acordada, faça isso com a ajuda de outra pessoa.
  • Use os implementos adequados. É preciso que use-se tesouras com bordas redondas ou um cortador de unhas desenvolvido especialmente para bebês; não usar as ferramentas adequadas torna mais difícil o trabalho e corre-se mais riscos.
  • Criar o hábito. Deve-se começar a cortar as unhas dos bebês desde que nascem porque elas crescem rápido e logo podem se transformar em um perigo, pois a criança pode arranhar o rostinho. Não há impedimento para desempenhar esta tarefa desde o primeiro dia, além disso, não fazê-lo é prejudicial.
  • Outras técnicas. É muito fácil cortar cada fragmento, já que as unhas são delicadas e se quebram de forma simples, por isso também é recomendável usar uma lixa elétrica ou manual que possa tirar os excessos sem a necessidade de cortar, isso só quando as unhas estiverem muito compridas.
  • É conveniente que sejam cortadas depois do banho para que fiquem mais molinhas. Também é aconselhável que não sejam cortadas muito rentes ao dedo, a fim de evitar cortar na raiz.
  • Melhore a posição. Costuma-se levantar o dedo e colocar a unha para cima, mas isso dificulta a visão; é preferível colocar a unha para baixo e fazer pressão no centro para que se separe um pouco para trás.
  • Escolha o lugar adequado. Ainda que esteja tentando melhorar sua comodidade e por isso prefira deixá-lo no berço, recomendamos que procure um lugar iluminado e ventilado a fim de evitar que por falta de visão possa machucar o bebê.
  • Seja prudente, mas não tenha medo. A firmeza com a qual se faz o corte das unhas é a principal chave para ter sucesso. Se estamos nervosos nos tornaremos menos certeiros e colocaremos a saúde de nosso pequeno em risco.
  • Use uma distração. Quando o bebê estiver maior, suas unhas estarão mais fortes e sua pele será menos delicada; mas também será mais inquieto, o que compromete muito o corte das unhas. Para crianças maiores você pode usar a técnica da distração, para que se fixe em outra coisa e não se mexa.
  • Limpar depois do corte. Ainda que apareçam pedaços pequenininhos e inofensivos as unhas que cortou representam um perigo para o bebê porque podem chegar à sua boca ou aos olhos. Por isso é recomendável limpar suas mãozinhas, roupas e o espaço onde a criança ficar.
shutterstock_296736416-500x334

Sabemos que esses conselhos vão fomentar a motivação dos pais para melhorar esta saudável e vital prática, mas é sabido que, só com o tempo os pais obterão a experiência para realizar essa tarefa.

Isso faz com que seja possível que se aperfeiçoem e tenham segurança, tudo de acordo com as características de seus filhos e os instrumentos ao seu alcance.