12 Recomendações para evitar que as crianças se resfriem

23 Agosto, 2017
 

O resfriado é uma infecção do aparato respiratório causado por um vírus. Essa doença é mais comum em crianças e bebês, principalmente durante a época em que faz muito frio. Normalmente as crianças se resfriam entre 3 a 8 vezes por ano. A duração de cada resfriado costuma ser de aproximadamente uma semana.

Os resfriados contagiam rapidamente crianças e bebês, já que é transmitido por contato. Quer dizer, contamina através das mãos e de maneira oral quando eles estão contagiados e tossem ou espirram. Estes vírus entram  através das fossas nasais após o esfriamento das mucosas quando faz frio e assim penetram no organismo.

Ainda que a maioria dos resfriados seja viral, em alguns momentos podem se tornar mais complexos, caso uma bactéria se aproveite das baixas defesas da criança. Isso pode causar algumas complicações nos bebês como a bronquite e a pneumonia. Nas crianças são mais comuns essas duas condições. É importante que os pais conheçam algumas recomendações para evitar os resfriados em seus filhos.

Como evitar o resfriado nas crianças?

Como dissemos, o resfriado é uma das infecções mais comum nos pequenos. Portanto, é difícil evitar 100% o problema. Entretanto,  pode-se reduzir a quantidade de contágios que sofre a criança durante o ano. Estas recomendações podem ser de muita utilidade.

 

Manter as mãos limpas

As mãos são uns dos principais transmissores do vírus por contato. Por essa razão, é importante ensinar as crianças a como lavar bem as mãos. Também se recomenda organizar uma rotina que os lembre de lavarem as mãos frequentemente. Isso permite manter uma higiene adequada e assim evitar as bactérias.

Tapar a boca

Da mesma maneira que ensinamos as crianças a lavar as mãos, nós pais devemos ensiná-las sobre a necessidade de tapar sua boca com um lenço,ou mesmo com o braço, quando tossir ou espirrar. Não é conveniente tapar com as mãos pela razão anteriormente explicada. Cada vez que tenham tosse ou que espirrem e coloquem as mãos na frente devem lavá-las de imediato.

Brinquedos à prova de vírus

Os brinquedos devem ser lavados regularmente já que também são um dos transmissores do vírus. Esses objetos estão sempre em contato com os bebês, que além disso tem o costume de levá-los à boca.

Evitar a fumaça e os lugares fechados

 Os pais que fumam não devem fazê-lo perto de seus filhos. Além disso, é recomendado evitar que outras pessoas fumem perto deles, e ventilar espaços que estavam fechados. Um humificador seria perfeito.

O resfriado prolifera na umidade

Evitar o ar seco. Um ambiente que está muito úmido não é o adequado para uma criança. É interessante utilizar um umidificador para ter um ambiente ligeiramente úmido e adequado para as vias respiratórias.

Hidratação adequada

É importante dar às crianças abundante líquido para beber. Uma boa hidratação ajuda a prevenir o resfriado. Por essa razão devemos acostumar as crianças a beber água frequentemente.

 

Regular a temperatura

Deve-se evitar as mudanças bruscas de temperatura. O corpo quando passa de uma temperatura à outra tem mais probabilidades de apanhar um resfriado. Normalmente isso acontece com as crianças.

Vitamina C contra o resfriado

Incorpore na dieta da criança a vitamina C. Cuide da alimentação e introduza alimentos que contenham essa vitamina, tais como laranjas, limões ou kiwis. Alguns pediatras recomendam a vitamina C porque ela permite elevar as defesas das crianças e assim evitar o resfriado.

Proteger os pés do frio

Procurar sempre que as crianças mantenham os pés quentes, e que não se esfriem. Uma recomendação, é colocar meias para dormir e usar durante o dia e se certificar que estejam sempre calçados. Procure evitar que eles coloquem os pés em contato com o piso que está frio e normalmente cheio de bactérias.

Evitar fogueiras e calefação

Os especialistas indicam que as lareiras e os aquecedores podem ressecar o ambiente. Por essa razão, o umidificador pode ser utilizado para tornar o ambiente agradável.

Ventilação contra o resfriado

Recomenda-se ventilar a casa diariamente, isso evita a concentração dos vírus em um espaço fechado de casa. Nos casos em que seja indispensável o uso de lareiras ou aquecedores, a ventilação é de suma importância para evitar ambientes secos.

 

Cuidado especial ao ar livre

Ainda que faça frio, as crianças devem continuar brincando ao ar livre. Estar em atividade física favorece muito o corpo, mantendo as defesas ativas. Brincar ao ar livre favorece a baixa concentração do vírus no organismo. É importante que as crianças continuem brincando nos parques e aproveitando a natureza.