5 atividades para ensinar as crianças a superar seus medos

· 23 de abril de 2018
Caso seu filho esteja lutando para superar os medos, aqui você tem alguns truques que o ajudarão a enfrentar as situações de pânico próprias da vida cotidiana.

Ensinar as crianças a superar seus medos não é uma das tarefas mais fáceis. Nessa fase tão complexa, porém natural nas crianças, você seguramente precisará de muita paciência e da aplicação de alguns conselhos que demonstraremos a seguir.

Como mãe é provável que ensinar as crianças a superar seus medos irracionais seja um dos momentos mais frustrantes. Nada do que você diz parece ajudá-las a superar essas situações de angústia e não é incomum que você termine achando que não sabe como agir nesses casos.

As crianças podem ter medo de circunstâncias ou objetos que os adultos não consideram ameaças. Trata-se de um fato que ocorre em todas as culturas. Além disso, devemos levar em conta que os medos infantis são um fato completamente normal de seu desenvolvimento

A necessidade de ensinar as crianças a superar seus medos costuma ocorrer por volta do primeiro ano de vida, ainda que se acentue entre os 4 e os 6 anos de idade. A grande maioria dos temores são simplesmente uma etapa a mais do desenvolvimento, ainda que em alguns casos excepcionais possa ser necessária ajuda psicológica.

As fontes do medo podem mudar à medida que a criança amadurece. Por exemplo, o medo do escuro ou dos monstros debaixo da cama, podem dar lugar aos medos de roubo ou violência.

Aspectos que devem ser levados em conta

Durante o processo e o tempo que se gastará ao ensinar as crianças a superar seus medos, lembre-se:

  • Enganar a criança ou obrigá-la a enfrentar seu medo somente vai piorar a situação.
  • Você pode ajudar seu filho levando a sério seus medos e o incentivando a falar sobre seus sentimentos.
  • Nunca critique seu filho porque ele sente medo e nem o force a enfrentar as situações que o atemorizam.
  • Para ajudar a superar o medo, você deve dar credibilidade a seus sentimentos.
  • Motivar seu filho a falar sobre suas ansiedades dará a ele a oportunidade de enfrentar seus medos no próprio ritmo e com seu apoio.

Fatores que influenciam

Algumas crianças são mais medrosas que outras. Abaixo citamos os fatores que contribuem para que as crianças tenham medo:

  • Suscetibilidade genética: algumas crianças são inatamente mais sensíveis e emotivas no seu temperamento.
  • Ansiedade dos pais: as crianças aprendem como se comportar observando seus pais.
  • Superproteção por parte dos pais: é muito mais provável que uma criança dependente se sinta impotente e isso pode causar uma ansiedade generalizada.
  • Eventos estressantescertos acontecimentos, como a separação dos pais, uma lesão ou a hospitalização podem afetar seu filho de maneira considerável.
criança com medo abraçada a mãe

5 atividades para ensinar as crianças a superar os medos

Abaixo, citamos 5 atividades que ajudarão seu filho a superar os medos. Trate de colocar em prática estes truques, para contribuir no amadurecimento da criança:

1.- Faça com que ele leia livros que tratem sobre o medo

Contar histórias, representar situações ou ler livros sobre uma situação de medo em particular pode ajudar as crianças a superá-los.

Essa estratégia se chama biblioterapia, ou cura através dos livros. É bastante útil porque as crianças geralmente se identificam com o personagem que sofre com o mesmo problema.

2.- Realize trabalhos manuais

As atividades de natureza artística permitirão que a criança regresse a seus medos de maneira inconsciente. Quando uma criança não pode falar de seus medos, uma folha em branco pode ser uma solução adequada.

Assim que ela termine de desenhar seu medo, converse e analise a situação para encorajá-la a resolver.

“Antes de mais nada, nunca critique seu filho porque ele sente medo, nem o force a enfrentar as situações que o atemorizam.”

3.- Elabore uma escala de medo

Uma vez que tenha feito uma lista de situações que provoquem medo, ajude seu filho a organizar os itens desde o menos assustador até o mais apavorante.

Da mesma forma, use o termômetro do medo para ajudar seu filho a realizar as avaliações. Possivelmente as crianças menores não terão condições de classificar, porém geralmente podem contar quais são as situações que produzem mais medo que outras.

Quando seu filho tiver classificado cada situação, utilize o formulário da escala de medo para fazer uma lista final.

menina com medo

4.- Brincar de esconde-esconde

A popular brincadeira de esconde-esconde, além de ser divertida, ajuda a superar o medo do abandono e da separação. Essa atividade permitirá que a criança enfrente de uma maneira individual o medo de ficar sozinha.

5.- Conte seus próprios medos

Expressar seus medos e especialmente as ações que você realiza para superá-los é de extrema importância para seu filho. A partir de seu exemplo, poderá contribuir enormemente para que ele atravesse essa etapa tão difícil.

Ele imita você e as emoções que você sente e demonstra. Esse testemunho pessoal também permitirá ao seu filho aprender a contar suas próprias experiências.

As ações que você pode implementar são variadas e sua escolha dependerá da personalidade de cada criança. O importante é que você a acompanhe e a apoie; ela precisa de você ao lado para crescer e superar os traumas e medos próprios da infância.