5 curiosidades dos primeiros dias do bebê

· 27 de junho de 2017

Por mais experiência que tenhamos como mães, os primeiros dias de cada bebê são únicos. Sem querer fazer comparações com outros bebês, mas, em geral, essa fase é cheia de curiosidades.  O dia em que finalmente chegam ao mundo não vai mais ser um dia qualquer. Desde então vai ser adicionado ao calendário de aniversários. Isso sem falar que a festa começa com sua chegada ao mundo.

Sim, ao mesmo tempo, somos pais de primeira viagem. Nosso bebê nunca vai deixar de nos surpreender.  Além disso, as coisas que descobrimos são incríveis. E mesmo quando descobrimos as coisas aos poucos, há algumas que nunca percebemos. Certos detalhes passam despercebidos por diferentes motivos. Por exemplo, se o bebê chora, nos preocupamos mais pelo motivo que pelas lágrimas, por isso talvez nunca percebemos que elas não existem nos primeiros dias.

A seguir, contaremos 5 aspectos da vida do recém-nascido, recheadas de curiosidades que talvez você não sabia.

O acontece por trás do nascimento do bebê?

primeiros dias

Não importa quanto planejamento façamos, a chegada do pequeno acaba sendo um caos interminável. Começaremos a nos esquecer dos principais planos e começamos a pensar somente nele. Por sua vez, o recém-nascido também está se adaptando à sua vida fora do útero. Se percebemos que nossa vida muda, a dele se transforma completamente.

Sabe-se que o feto consegue perceber algumas coisas que acontecem no contexto extrauterino. No entanto, nem se imagina as mudanças pelas quais vão passar. As pessoas se geralmente se perguntam: Como será que é respirar dentro do útero?  Como essas funções se modificam? Como os bebês nos veem e nos ouvem? A seguir, explicaremos melhor como os pequenos se sentem.

Cabelo, olhos, boca e coração

  • O cabelo do bebê é tão frágil que pode cair apenas ao roçar nos lençóis. Por esse motivo, às vezes ficam careca rapidamente. Em seguida, alguns fios mais resistentes começam a crescer.
  • Os recém-nascido não possuem os canais lacrimais, por isso choram sem lágrimas nos primeiros dias.
  • Seus lábios são tão delicados que pequenas bolhas aparecem ao redor deles devido à sucção.
  • Nos seus primeiros dias de vida, o coração do bebê bate rapidamente. O pulso apresenta uma frequência até duas vezes maior que a de um adulto, pelo menos entre 130 e 160.

Aparelho respiratório

  • Uma coisa que nós adultos não fazemos é respirar e engolir ao mesmo tempo. Mas nos seus primeiros dias, os bebês conseguem fazer isso. Eles conservam essa habilidade até os seis meses de idade, para que consigam mamar no peito.
  • Pode nos preocupar que espirrem com tanta frequência, mas fazem isso com o propósito de desobstruir suas vias respiratórias.
  • O bebê não sabe respirar pela boca. Ele respira somente pelo nariz.
  • Os recém-nascidos são capazes de segurar a respiração embaixo d’água e, inclusive, possuem o instinto de nadar. Em pouco tempo essa capacidade desaparece.

Higiene dos bebês

primeiros dias

  • Os bebês não têm glândulas sudoríparas maduras, por isso não suam nos seus primeiros dias de vida.
  • O hálito dos recém-nascidos é sempre fresco, isso ocorre porque ainda não têm dentes. O mau hálito começa a aparecer por causa do acúmulo de bactérias nos dentes.

Os sentidos nos primeiros dias

  • Por meio do olfato o bebê reconhece sua mãe, além de outros detalhes. Esse é o seu sentido mais desenvolvido.
  • A partir dos quatro meses na barriga da mãe, o bebê é capaz de se esconder da luz e consegue reagir à ruídos altos.
  • Consegue focar apenas o que estiver posicionado a 25 cm dos seus olhos. Essa é a distância aproximada entre o bebê e a mãe quando amamenta.

Desenvolvimento de peso e tamanho

  • O bebê não cresce enquanto estiver com resfriado.
  • Aos seis meses, o pequeno vai ter duplicado o peso que tinha ao nascer. Quando completa o primeiro ano de idade, vai ter triplicado aquele peso.
  • O tamanho dos pés do bebê nos primeiros dias equivale a uma terça parque do tamanho que terá na vida adulta. Quando estiver com um ano, terá aproximadamente a metade.
  • Do momento da concepção até o nascimento, o peso do bebê vai ter multiplicado cerca de três milhões de vezes.
  • Apesar do recém-nascido ganhar mais peso no outono, ele cresce o dobro e de forma mais rápida na primavera.
  • Os nascidos no mês de maio podem ser 200 gramas mais pesados que os bebês que nascem nos outros meses do ano.

Imagem de capa: cortesia de mschalke