5 dicas para evitar que as crianças rabisquem as paredes

· 25 de dezembro de 2017

O ato de rabiscar as paredes reflete uma coordenação motora ainda pouco desenvolvida, que faz com que a criança ache menos interessante rabiscar em uma folha de papel sentada de frente a uma mesa.

Para evitar que as crianças rabisquem as paredes, não há nenhum regra padrão. Tudo se resume a ser criativo e ter bom senso. Se nos focarmos na busca de soluções, em vez de recriminar as crianças pela espontaneidade, conseguiremos fazer com que elas nos entendam melhor. Dessa forma, vamos evitar ser os verdadeiros vilões que apenas querem restringir os interesses dos pequenos.

Uma fase normal do crescimento

Todas as crianças que têm por volta de dois anos de idade, iniciam essa fase artística caracterizada por rabiscar as paredes. Durante essa fase, as paredes se transformam na tela ideal pois proporcionam o apoio das mãos para o desenho num ângulo ideal.

Certamente, todos nós nos sentimos tocados por esse tipo de ação do nosso filho, principalmente quando parece que ele se esforçou como um artista para fazer sua obra. No entanto, não é viável pintar regularmente as paredes da nossa casa devido às habilidades artísticas do nosso filho.

rabisquem as paredes

5 dicas para evitar que as crianças rabisquem as paredes

1.- Papel de parede com efeito de lousa

Tanto em lojas de artigos escolares quanto em lojas online, é possível encontrar papéis de parede com efeito de lousa de vários tamanhos. Trata-se de uma superfície lisa que tem um efeito de lousa completamente funcional. Para o uso desse tipo de papel, o ideal são os gizes.

Os papéis de parede com efeito de lousa podem ser colocados em qualquer superfície plana. Por isso, são excelentes para evitar que as crianças rabisquem as paredes se forem colocadas nas partes inferiores de alguma parede.

Em relação à localização na casa, o ideal é que sejam colocados no quarto da criança, mas melhor ainda é colocar no lugar que mais desperta a atenção artística do seu filho para que, assim, não se transformem apenas em mais um enfeite no quarto da criança.

2.- Lousa de giz

Geralmente, a lousa de giz é a mais indicada para esses casos. No entanto, se a criança for alérgica ou sofrer de asma, é preferível evitar esse tipo de objeto, pois o pó do giz pode aumentar ainda mais os sintomas. Por outro lado, a lousa de giz conta com a facilidade de poder ser reutilizada constantemente sem representar nenhuma situação de conflito.

Se a criança tiver entre 3 e 4 anos de idade, ela vai conseguir valorizar mais ainda o fato de a lousa ser uma área livre para realizar seus desenhos. Nessa idade, a capacidade de comunicação permite entender que a lousa vai se ajustar ao que a criança quiser desenhar.

3.- Tintas ou giz de cera de fácil limpeza

Existem no mercado tintas para parede que contam com um revestimento antiaderente que permite limpar qualquer risco de giz de cera ou caneta como se fosse uma sujeira de na mesa, ou seja, são antiaderentes a outros tipos de tinta.

No mesmo sentido, mas mais prático, você também pode encontrar gizes de cera especiais cujos traços podem ser removidos facilmente com um pano seco ou semi-úmido. Esse método não evita exatamente que as crianças risquem as paredes, mas nos livra do problema de ter que lidar com o fato de repintar a casa.

4.- Criatividade e responsabilidade

Embora a criança já tenha uma área estabelecida para rabiscar, seja uma lousa ou um papel de parede, algumas delas têm a incrível capacidade de transformar qualquer superfície lisa em sua própria tela.

Uma boa forma de evitar que as crianças rabisquem as paredes quando quiserem ir além dos espaços permitidos é inclui-las na limpeza das suas criações. Nesse sentido, é muito importante normalizar e incorporar as responsabilidades de forma natural, sem castigos ou exigências, ao seu comportamento.

A ideia por trás de a criança ajudar a limpar os rabiscos que ela mesma fez é mais uma atividade educativa e didática do que um castigo, já que torna as crianças conscientes das suas ações. Também permite às crianças aprenderem mais sobre a natureza e a importância de serem responsáveis.

As crianças devem aprender a regra básica que permite uma convivência harmônica em qualquer lar: limpar o que sujamos.

rabisquem as paredes

5.- Papel ou cartolinas em tamanho grande

Existem cartolinas com efeito de lousa que são práticas porque podem ficar coladas na parede por muito tempo, como uma lousa. Se você deseja testar essa opção ou simplesmente não tem como tentar a opção citada no item 1 por causa da textura da sua parede, você pode usar essas folhas de papel grandes ou cartolinas de tamanho grande.

Essas cartolinas são coladas na parede com fita transparente e, assim, a criança não vai tentar rabiscar outras superfícies. Nesse sentido, as cartolinas vão servir para evitar que as crianças rabisquem as paredes e também para dar à inspiração artística do seu filho um suporte adequado.

A única desvantagem das cartolinas ou dos papéis de tamanho grande consiste no fato de que elas devem ser trocadas com certas regularidades, pois não é fácil reutilizar quando a criança já tiver rabiscado dos dois lados. No entanto, algumas mães testaram uma técnica especial para reutilizar esses papéis e, assim, gerar a menor quantidade de dejetos possível.

Quando a criança já tiver desenhado dos dois lados do papel, a proposta é que elas façam marcas das suas mãos com tintas coloridas nesses papéis. Dessa forma, o papel é aproveitado mais uma vez e, ao mesmo tempo, as crianças têm mais uma forma de expressar seu impulso artístico.

Conselhos adicionais

  • Como já mencionamos, as crianças rabiscam nas paredes não apenas porque é algo divertido, mas porque é mais confortável desenhar em pé e em uma superfície vertical lisa. Com o passar do tempo, as habilidade motoras do seu filho vão se desenvolvendo. É importante encontrar outra maneira de proporcionar essa possibilidade para os seus filhos, ao mesmo tempo em que se evita as paredes.
  • Os gizes coloridos e os gizes de cera são a melhor opção para seu filho desenhar. Evite comprar canetas e tintas, pois lembre que as paredes não são a única coisa que pode ser pintada, também há móveis que podem ser rabiscados. Nesse sentido os gizes e os gizes de cera são mais fáceis de remover caso seja necessário.