5 exercícios para melhorar a caligrafia das crianças

· 26 de abril de 2019
Estabeleça uma rotina simples com o seu filho para melhorar a sua caligrafia com as atividades que vamos propor a seguir. Elas não apenas vão melhorar a sua caligrafia, mas vocês também vão se divertir enquanto passam um tempo juntos.

Melhorar a caligrafia das crianças também é melhorar as suas habilidades motoras e a sua coordenação cerebral. Embora possa parecer uma tarefa simples, usar o lápis para escrever envolve processos simultâneos que nem sempre são automáticos.

Também é necessário esclarecer que o processo de leitura e escrita depende diretamente do desenvolvimento muscular das mãos.

“O desenvolvimento psicomotor é estabelecido com base em dois princípios gerais: do global ao seletivo e do proximal ao distal, o que indica que, inicialmente, o desenvolvimento da musculatura e da habilidade motora ocorre a partir do tronco, depois segue até os ombros e posteriormente até as mãos e os dedos”.

– Tracy Le Roux –

Seguindo essa linha de raciocínio, não é possível pensar em uma escrita correta sem que o seu filho tenha adquirido certas habilidades físicas antes. Uma delas é a aquisição da posição de pinça trípode para segurar o lápis corretamente. Nela está o segredo para melhorar a caligrafia das crianças e para que os traços sejam fluentes.

Como um marco geral, espera-se que, por volta dos 6 anos, as crianças tenham passado pela preensão pentadigital até atingirem a tridigital. Com este tipo de posição, os exercícios de escrita que você verá a seguir serão mais eficazes.

Dicas para melhorar a caligrafia das crianças

1. Segurar o lápis corretamente

Para começar, é necessário que a ferramenta seja segurada com o polegar, o indicador e o dedo médio. Outro aspecto importante é que o comprimento e a espessura do instrumento sejam apropriados para o tamanho da mão da criança. Além disso, a posição deve ser firme, mas sem muita pressão.

2. Manter as proporções

Uma das razões pelas quais a escrita é difícil de entender, ou pouco estética, é a falta de consistência. Assim, se você quiser corrigir esse aspecto, é importante usar um caderno de caligrafia e diferenciar letras maiúsculas e minúsculas.

Chaves para melhorar a caligrafia das crianças

3. Usar métodos divertidos para motivar a prática

Algumas atividades que podem ajudar a melhorar a caligrafia das crianças são as brincadeiras tradicionais. Ligar os pontos em figuras, fazer sopa de letrinhas e a “forca” serão formas divertidas de manusear melhor o lápis.

4. Fortalecer os grupos musculares

Como você já sabe, a habilidade motora fina das crianças depende do desenvolvimento muscular. Por isso, é essencial exercitar os dedos e os pulsos diariamente. Algumas maneiras simples de fazer isso são: brincar com areia, com blocos de construção, usar os talheres na mesa, colorir, cortar papel ou modelar com argila.

5. Aumentar o tempo dedicado à leitura

É isso mesmo: a leitura não só melhora o desenvolvimento criativo e cognitivo, como também favorece o modo de escrever. Quanto mais familiarizada a criança estiver com traços definidos e proporcionais, mais fácil será para que ela tenha imagens mentais mais concretas. Dessa forma, ela poderá imitar as letras mais facilmente.

Outras dicas importantes:

  • Verifique se há algum problema oculto. Muitas crianças têm problemas com a caligrafia que vão mais além e escondem dificuldades de ortografia ou problemas de atenção. Uma escrita pouco clara também pode refletir uma falta de interesse nas questões escolares.
  • Proporcione um ambiente amigável e positivo. Assim, seu filho não pensará que praticar exercícios de caligrafia é uma punição. Escolha um lugar onde a postura e a iluminação sejam propícias e permitam que ele exercite essa habilidade sem problemas.
Aumentar o tempo dedicado à leitura

  • Evite pressioná-los. Certamente a calma e a paciência ajudam os filhos a se sentirem mais seguros e capazes. Apressá-los e forçá-los a escrever bem e rapidamente pode ser contraproducente e causar uma frustração desnecessária.
  • Use cartilhas com planos e moldes. Há um grande número de livros com traços e ilustrações que exercitam a caligrafia. Além disso, muitos deles também estimulam outras habilidades motoras finas, tais como colorir, perfurar e desenhar.
  • Estimule habilidades artísticas. Pintar ou fazer esculturas, por exemplo, não apenas estimula a criatividade, mas também ajuda a melhorar a coordenação, uma condição fundamental para que as crianças consigam traçar corretamente cada uma das letras do alfabeto.

Em suma, melhorar a caligrafia das crianças não é uma tarefa impossível se for exercitada constantemente. Aplicar as estratégias apropriadas contribui para que a escrita não seja uma atividade tediosa, mas sim um momento de compartilhamento. Faça com que adquirir essa habilidade seja uma diversão, e você verá resultados maravilhosos.