6 causas do baixo desempenho escolar nas crianças

Aprenda a identificar as causas do baixo desempenho escolar nas crianças e compreender o que está por trás de cada uma delas.

O baixo desempenho escolar nas crianças é um aspecto que deve receber a devida atenção. Não apenas pela questão acadêmica, mas também em prol do bem-estar dos pequenos. Certamente, a primeira coisa que se deve levar em consideração é a causa. Dessa maneira, poderemos ser assertivos na hora de propor e aplicar soluções.

As causas podem ser externas ou internas. As primeiras correspondem a fatores como: ambiente escolar, interação social, professores e técnicas de ensinamento. Ao passo que as internas se relacionam a problemas em casa, estado emocional e maturidade da criança, principalmente.

Independentemente de qual possa ser a causa, o baixo desempenho escolar nas crianças não é uma situação que deve ser castigada. Não se trata de colocar a culpa em alguém, mas de observar as falhas e solucioná-las.

Em outras palavras, uma atitude proativa será o mais benéfico tanto para as crianças quanto para os pais. Por outro lado, a colaboração de professores e terapeutas também será muito importante.

Se for possível estabelecer bons hábitos de estudo em crianças com baixo desempenho escolar, tudo vai depender de ter paciência, estabelecer rotinas e guiar os pequenos para que, pouco a pouco, não se sintam excessivamente pressionados.

6 causas do baixo desempenho escolar nas crianças

1.- Ambiente permissivo em casa

baixo desempenho escolar nas crianças

Muitos pais não são firmes com seus filhos na hora de criar e manter uma rotina nem na hora de ensinar valores como a responsabilidade, a perseverança e afins.

Na maioria dos casos, os pais nem sequer se interessam em saber quais são os tarefas da escola dos filhos. Portanto, é evidente que a atitude incorreta dos pais influencia significativamente no baixo desempenho escolar nas crianças.

O fato de as crianças evitarem cumprir com seus deveres escolares porque seus pais dão um mau exemplo prejudica em curto, médio e longo prazo. Por outro lado, quando os pais delegam suas responsabilidades para a tecnologia, também provoca baixo desempenho escolar nas crianças.

O uso excessivo da Internet, dos smartphones e de outros aparelhos eletrônicos ocupam a maior parte do tempo e anulam progressivamente o interesse pelo âmbito acadêmico. Isso pode acontecer porque os pais têm uma disciplina relaxada que não estabelece limites para o uso desses aparelhos.

2.- Problemas em casa

O baixo desempenho escolar nas crianças pode ser um reflexo dos problemas em casa. Entre os mais comuns se destacam:

  1. Maus-tratos
  2. Abuso sexual
  3. Dependência química
  4. Alcoolismo
  5. Problemas financeiros
  6. Doenças sem cura (de um dos pais ou de algum familiar próximo) e, em especial, quando a pessoa está em fase terminal.

Os maus-tratos infantil provocam baixo desempenho escolar nas crianças. Nesse sentido, o estresse e o medo ao chegar em casa provocam uma inquietação que impede a concentração no âmbito acadêmico.

Os problemas financeiros em casa e os problemas de saúde também podem influenciar significativamente no desempenho escolar das crianças. Por exemplo, uma mãe com câncer pode ser um motivo de preocupação grave para uma criança e isso pode deixá-la constantemente dispersa.

3.- Estresse pós-traumático e mal-estar emocional

O estresse pós-traumático pode provocar baixo desempenho escolar nas crianças. Nem sempre é fácil de perceber, mas uma vez que se nota, é preciso tratar com ajuda profissional. Esse tipo de doença costuma se manifestar através de:

  • Medo.
  • Pesadelos.
  • Irritabilidade.
  • Isolamento.
  • Nervosismo.
  • Desmotivação.
  • Adoção de comportamentos atípicos. 

Transtornos associados ao baixo desempenho escolar nas crianças

baixo desempenho escolar nas crianças

4.- Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade

Trata-se de uma doença presente em 3% da população mundial ao nascer. O TDAH pode ser percebido por uma agitação acentuada (correr, pular e dificuldade para seguir orientações em sala de aula), assim como dificuldade para prestar atenção.

Infelizmente, a falta de informação faz com que se recorra ao rótulo “criança problema” e que a condição não seja cuidada da forma correta. No entanto, identificar e tratar o transtorno a tempo vai ajudar a melhorar o desempenho escolar das crianças.

Em média 50% de quem sofre de TDAH na infância também vai sofrer na vida adulta.

5.- Dificuldades específicas de aprendizagem

As dificuldades de aprendizagem são mais comuns do que se pensa. Vale destacar que as dificuldades de aprendizagem não implicam um atraso mental.

As dificuldades podem afetar em maior ou menor medida, segundo o caso, e sempre será necessário colocar em prática uma estratégia que permita não apenas resolver o problema em curto prazo, mas que seja duradouro. Pelo bem da criança.

As dificuldades como a dislexia ou a discalculia são causas comuns do baixo desempenho escolar nas crianças

6.- Desnutrição e maus hábitos alimentares

Uma má alimentação incide significativamente no desempenho escolar das crianças. A falta de nutrientes faz com que as crianças não tenham energia suficiente para realizar suas atividades e se concentrar na sala de aula. Por outro lado, uma dieta pobre vai provocar um desenvolvimento biologicamente inadequado.

Recomendados para você