6 dicas para prevenir resfriados

2 de março de 2019
A mudança repentina do clima é uma das principais causas da proliferação do resfriado comum ou da gripe em adultos, jovens e crianças. Quais medidas tomar para evitar essas doenças?

As mudanças no ambiente dão origem a novos vírus, alguns deles muito fáceis de contrair. Por isso, devemos estar sempre um passo à frente e tomar precauções. Evitar resfriados é uma das muitas coisas que podemos conseguir por meio de receitas, remédios naturais ou colocando em prática algumas dicas úteis.

O corpo humano responde muito facilmente a doenças que estão no ambiente. A gripe e o resfriado são muito comuns, e as crianças sempre são as mais afetadas, pois é nas escolas que há uma abundância desses vírus.

Ter uma boa alimentação é fundamental para manter o corpo saudável. Nesse sentido, a ingestão de alimentos contendo vitamina C vai ajudar a fortalecer as defesas. Consequentemente, isso vai ajudar a evitar qualquer desconforto. Alimentar-se pelo menos três vezes ao dia, de forma saudável, é sinônimo de bem-estar.

Como os resfriados podem ser evitados?

O resfriado é transmitido principalmente por contato direto. Por essa razão, é muito difícil se isolar completamente de qualquer possibilidade de contágio.

No entanto, podemos colocar em prática alguns hábitos simples para evitar, na medida do possível, ser vítima desse vírus. Entre eles, podemos mencionar:

Lavar as mãos

Esse hábito pode reduzir a incidência do resfriado em 60%, uma vez que essa condição é transmitida pelo contato. É aconselhável lavar as mãos com água e sabão constantemente.

Além disso, para uma maior segurança, é útil sempre ter disponível um gel antibacteriano que ajude a eliminar qualquer tipo de micróbio que permaneça, devido a tocar ou ter contato com objetos e pessoas.

Como os resfriados podem ser evitados 

O gel antibacteriano não pode faltar na mochila da escola do seu filho. Desde muito pequeno, você deve criar o hábito de pegar uma pequena quantidade e esfregá-lo nas mãos com frequência, principalmente depois de atividades físicas e de brincar ao ar livre.

Ingerir muito líquido

A maioria dos resfriados geralmente afeta primeiramente a garganta. De fato, desconforto, coceira, ardor ou irritação são sintomas que anunciam o aparecimento de um resfriado.

Posteriormente, vêm a febre, a congestão nasal e a dor de cabeça. Por isso, é indispensável ingerir muito líquido para proteger a mucosa e as cordas vocais de agentes infecciosos.

Evitar lugares fechados com aglomeração de pessoas

Muitas vezes, lugares fechados, tais como hospitais, ônibus ou aeroportos, estão lotados de pessoas que transportam e compartilham diferentes vírus através do ar. Devemos, na medida do possível, evitar frequentar esses espaços, principalmente quando o tempo estiver chuvoso ou muito frio.

Não fumar

É essencial evitar o consumo de cigarros ou tabaco ao pressentir a chegada de um resfriado. Os fumantes são mais propensos a contrair esse vírus, bem como a ter os sintomas agravados, como por exemplo a inflamação da garganta, graças à constante exposição do trato respiratório a substâncias nocivas.

A ingestão de alimentos contendo vitamina C vai ajudar a fortalecer as defesas. Consequentemente, isso vai ajudar a evitar qualquer desconforto.

Manter uma dieta saudável

Uma boa alimentação permite fortalecer as defesas. Frutas e vegetais ricos em vitaminas – principalmente a vitamina C – e minerais que ativem o sistema imunológico são essenciais para proteger o corpo de agentes externos. É aí que mora a importância de manter uma boa dieta.

Proteger-se do frio

Ao sair, devemos usar roupas que nos agasalhem bem, além de um cachecol para cobrir adequadamente o pescoço, principalmente em dias chuvosos ou frios.

As mudanças de temperatura trazidas pelas estações do ano como o inverno e o outono geralmente vêm com fortes ventos e muitas chuvas.

 Proteger-se do frio

Assim, como podemos ver, não é difícil evitar um resfriado, embora a eficácia dessas medidas, logicamente, não esteja completamente garantida. Se o vírus for contraído apesar de colocar em prática tudo o que foi dito acima, a melhor coisa a fazer é descansar bem em um ambiente fresco e silencioso.

Com um descanso adequado, assimilamos melhor os medicamentos que tomamos. Dessa forma, enfrentaremos essa doença com determinação.

Por fim, utilizar remédios naturais, tais como um chá de ervas quente e outras infusões, será muito útil para combater o vírus, além dos medicamentos populares que existem no mercado para esse mal-estar.

Se for um resfriado comum que transcorra sem complicações, podemos fazer uso deles. No entanto, se apresentarmos outros sintomas além dos normais, é melhor ir ao médico e, certamente, evitar a automedicação.

  • Giesbrecht, G. (2001). Exercise in a cold environment. Deutsche Zeitschrift Fur Sportmedizin.
  • Van Straten, M., & Josling, P. (2002). Preventing the common cold with a vitamin C supplement: A double-blind, placebo-controlled survey. Advances in Therapy. https://doi.org/10.1007/BF02850271
  • Hemilä, H., & Chalker, E. (2013). Vitamin C for preventing and treating the common cold. Cochrane Database of Systematic Reviews. https://doi.org/10.1002/14651858.CD000980.pub4