6 lições de O Pequeno Príncipe

24 de agosto de 2019
A melhor parte da literatura é descobrir as lições de vida que cada história nos mostra. A seguir, vamos apresentar algumas de O Pequeno Príncipe.

O Pequeno Príncipe é uma das obras da literatura que, apesar da passagem do tempo (porque já se passaram 76 anos desde a sua publicação), continua sendo um clássico dos clássicos. Embora seja classificado como uma obra infantil e juvenil, em muitos casos, crianças e jovens não entendem o significado da história que é contada nas suas páginas.

Um dos aspectos mais importantes que devem ser levados em conta ao ler um livro são as lições e valores que nos ensinam. Por essa razão, hoje vamos falar sobre algumas das lições mais importantes que O Pequeno Príncipe ensina em suas páginas.

Dessa forma, e diante da possível falta de compreensão da obra entre os jovens, os adultos têm um papel fundamental para que o entendimento seja mais fácil através das lições aplicadas.

Lições de O Pequeno Príncipe

1. “O essencial é invisível aos olhos”

Uma das frases mais importantes e de maior destaque no livro O Pequeno Príncipe é a seguinte: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”.

O essencial é invisível aos olhos

Com esta frase, Antoine de Saint-Exupéry, o autor, quer demonstrar que a aparência das pessoas não é importante, pois devemos conhecer o seu interior e eliminar os preconceitos que tivermos.

Outro aspecto que esta frase quer transmitir, juntamente com o mencionado acima, é que as coisas realmente importantes da vida não são compradas com dinheiro nem são coisas materiais, muito pelo contrário. Amor, amizade e respeito, entre outros, são os valores que realmente movem a vida das pessoas.

2. Descobrir coisas novas

Sair da zona de conforto e descobrir sensações e experiências é uma das coisas que todas as pessoas deveriam fazer na vida.

Se nunca sairmos dessa zona de conforto, estaremos nos perdendo e evitando coisas que a vida pode nos oferecer, tanto boas quanto talvez não tão boas. Pois, no final das contas, é esse tipo de experiência que faz com que uma pessoa aprenda as lições que a vida oferece e dá.

3. A importância do valor da amizade

Um dos capítulos mais importantes de O Pequeno Príncipe é o do protagonista e da raposa, que estabelecem uma verdadeira amizade. Com esses sinais de afeto entre ambos, o autor quer enfatizar a importância de ter bons amigos por perto, mas ainda mais a importância de cultivar e manter esse tipo de amizade.

Muito próximo do valor da amizade, o autor deste clássico também quer enfatizar a importância de dedicar tempo às pessoas que realmente amamos. Pois só assim poderemos criar relacionamentos pessoais realmente importantes para cada um de nós.

Outras lições de O Pequeno Príncipe

4. Buscar os sonhos e se superar todos os dias

Uma das frases mais significativas do livro é aquela que diz: “É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou”.

O que o autor quer nos dizer com esta frase é que, apesar dos obstáculos e dificuldades que a vida às vezes pode impor às pessoas, não devemos desistir. Devemos continuar lutando por aquilo que mais queremos alcançar, até conseguir.

Outras lições de O Pequeno Príncipe

5. Conhecer a si mesmo, uma das melhores lições de O Pequeno Príncipe

Antes de mostrar amor pelos outros e até mesmo de conhecer e julgar as pessoas ao nosso redor, devemos conhecer a nós mesmos.

Só assim saberemos até onde podemos chegar. Além de conhecer os nossos limites, devemos ser capazes de fazer uma autocrítica sábia antes de julgar os outros. Só assim a nossa mente e o nosso coração estarão em paz e harmonia com o mundo.

6. A vida é uma só

Uma das lições de O Pequeno Príncipe que mais se manteve ao longo da história é: por mais que as crianças cresçam e se tornem adultas, elas sempre devem preservar o seu lado infantil. Essa parte infantil se refere à ideia de que, apesar das dificuldades que a vida adulta pode apresentar, é necessário ter momentos para aproveitar e viver.