Não, a maternidade não nos afasta dos amigos

21 de dezembro de 2018
Quando nos tornamos mães, muitas coisas mudam. É uma época bonita, mas também triste, porque muitas vezes comprovamos que existem pessoas que não sabem lidar com isso.

Algumas pessoas que pensávamos que iam nos acompanhar nessa etapa, escolhem se afastar de nós. Às vezes culpamos nossa nova situação, mas nem sempre é assim. A maternidade não nos afasta dos amigos: faz com que permaneçam os que valem a pena.

Também é preciso ter em mente que temos que analisar a nossa contribuição. Na maioria dos casos, a culpa não é apenas de uma das pessoas. Pode ser que no nosso novo papel de mãe, tenhamos nos afastado das pessoas que sempre nos apoiaram.

Talvez nós mesmos tenhamos nos distanciado, ou talvez tenhamos gerado algum mal entendido. Ou pode ser que, simplesmente, aquelas pessoas a quem chamamos de amigas simplesmente não são tão amigas assim.

O que posso fazer para recuperar os meus amigos?

Se você acredita que é a causadora do distanciamento, não fique agoniada. O importante é ter consciência dos erros e tentar remediá-los.

Para isso, tente voltar a entrar em contato com seus amigos e convidá-los a fazerem parte da vida do seu filho.

Peça perdão

É uma forma sensata de assumir a sua responsabilidade. Se você acredita que feriu os sentimentos de alguém, peça desculpas.

Aceite que pode ser que você não tenha agido corretamente e demonstre que continua sendo a mesma pessoa. Quando a amizade é de verdade, a outra pessoa sabe perdoar.

Mostre interesse por eles

Demonstre que você não é uma pessoa egocêntrica e pergunte como eles andam. Você não é a única pessoa com problemas no mundo. Tente apoiá-los, escutá-los e se mostre interessada. Ninguém gosta de gente que apenas se preocupa consigo mesma.

dos amigos

Não seja monotemática

A vida não se reduz a falar de fraldas e mamadeiras. É bom que você fale do seu bebê, mas não monopolize sempre a conversa.

Se você sempre fala de si e do seu filho, suas amigas acabarão se cansando. A maternidade não significa deixar de lado seus outros interesses vitais.

Tente envolvê-los na vida do seu filho

Convide-os para participar da vida da criança. Muitas vezes os amigos são a família que a pessoa escolhe, já que a família biológica não pode ou não quer estar presente.

Algumas crianças possuem como padrinhos ou madrinhas os melhores amigos dos pais e os amam como se fossem seus próprios tios. Além disso, quem melhor para cuidar do seu filho do que alguém em quem você confia cem por cento?

Mantenha-se conectada

Hoje em dia, graças à internet e às redes sociais, é muito difícil perder o contato. Continue falando com os seus amigos sempre que puder, conte seus progressos e ouça suas histórias.

Não é preciso ficar o dia inteiro conectada, mas o suficiente para se informar das últimas notícias. Não importa se estão próximos ou longe, você sempre poderá contar com eles.

“A única forma de ter um amigo, é ser um”

– Ralph Waldo Emerson-

Quando a maternidade não muda você, mas sim os outros

dos amigos

Se os outros é que se afastam e você sabe que está agindo corretamente, alegre-se. A vida tirou do seu entorno pessoas tóxicas que apenas estavam contigo por interesse.

Você tem o direito de se sentir decepcionada e triste, mas não pense muito nisso. É preciso saber reconhecer as pessoas que não acrescentam nada e nos afastar delas o máximo possível.

Algumas características das pessoas tóxicas

  • Não se preocupam com você, nem com o bebê. Nunca perguntam pela sua saúde, nem oferecem ajuda.
  • São hipócritas. Às vezes fingem preocupação, mas quando você precisa de ajuda nunca estão presentes.
  • Mentem.
  • Sempre que você convida para algum evento do seu filho encontram alguma desculpa para não ir.
  • Atendem o telefone ou leem suas mensagens quando têm interesse.
  • Fazem você se sentir sozinha e isolada.
  • Criticam você o tempo inteiro. Não entendem que as suas prioridades não são mais as mesmas.

Se você conhece alguém próximo a você que se comporta dessa forma, afaste-se. Não é possível confiar nessas pessoas e elas não merecem estar na sua vida.

Aproveite essa nova etapa, em que você tem a oportunidade de conhecer pessoas novas. Muitas delas na mesma situação que você.

Colégios, parques e creches são bons lugares para conhecer outras mães, além de te levar a estar presente na vida do seu filho. Você também pode se inscrever em algumas associações, cursos e grupos do seu interesse.