6 posturas de yoga que melhoram a fertilidade

26 de junho de 2019
Prepare o seu corpo para a maternidade através dessas posturas de yoga.

As posturas de yoga que melhoram a fertilidade são convenientes ao conceber e também quando você está se preparando para a concepção. Mas por que se diz que esses exercícios ajudam as mulheres a se tornarem mães? A resposta está em todos os efeitos positivos que o yoga exerce sobre o organismo feminino.

Para começar, o yoga é uma ferramenta incrível para reduzir o estresse. Essa prática também permite desintoxicar o corpo, melhorar a circulação sanguínea e melhorar a função do sistema imunológico.

Além disso, um valor agregado desse tipo de exercício é que ele ajuda a assimilar tratamentos hormonais em mulheres com problemas de fertilidade.

“A gravidez normal pode ser um bom momento para começar a fazer yoga, já que a maioria das posturas pode se adaptar às modificações corporais sofridas pela gestante. A mulher poderá manter ou aumentar a força e o tônus dos músculos pélvicos e abdominais, melhorar a flexibilidade e reduzir a ansiedade.”

– Esther Azón López, Eduardo Mir Ramos –

As melhores posturas de yoga para a concepção e a gestação

1. Postura da pinça sentada

Com as pernas estendidas, a mulher deve inclinar as costas com os braços estendidos, tentando tocar as pontas dos pés. Essa postura específica permite que os músculos da lombar, dos quadris e os isquiotibiais relaxem. O relaxamento muscular revitaliza o sistema reprodutivo, especialmente os ovários e o útero.

2. Respiração da abelha

É uma postura ou asana ideal para aliviar o estresse, uma das grandes causas da infertilidade. Sente-se ereta, com os dedos indicadores nas cartilagens da orelha, e então respire profundamente.

Em seguida, pressione suavemente a cartilagem e expire imitando o som de zumbido de abelha (a isso se deve o nome da técnica). Repita de 6 a 7 vezes.

As melhores posturas de yoga para a concepção e a gestação

3. Postura da deusa reclinada

Nesse asana, você deve se deitar em uma superfície confortável, com as costas apoiadas e o pescoço sobre um travesseiro. Então, com as solas dos pés fixas no chão, dobre os joelhos e deixe-os cair para os lados.

Essa é uma das posturas de yoga que servem para exercitar a parte interna das coxas e os músculos da virilha. Alivia os desconfortos físicos que podem ocorrer em processos como a fertilização in vitro, além do estresse e das cólicas menstruais.

O ideal é manter a postura por cerca de 10 minutos. Nesse intervalo, mantenha uma respiração adequada e também evite os movimentos bruscos ao mudar de posição.

4. Postura da vela

Com essa postura, a glândula tireoide é estimulada. Lembre-se de que um funcionamento deficiente dela é outra das causas mais comuns de infertilidade.

Deite-se com as costas apoiadas no chão, as pernas estendidas e os braços ao lado do tronco, com as palmas voltadas para cima. O próximo passo é levantar as pernas para formar um ângulo de 90 graus. Então, com as mãos, segure os quadris e eleve as pernas.

Mantenha a posição por aproximadamente um minuto e meio. Em seguida, abaixe as pernas lentamente até que o corpo fique paralelo ao chão novamente.

5. Postura das pernas na parede

Essa posição deve ser mantida entre 15 e 20 minutos. A mulher se deita no chão, eleva as pernas e as apoia na parede. Diz-se que, quando esse asana é realizado após uma relação sexual, a possibilidade de gravidez aumenta. Essa crença se baseia na ideia de que o espermatozoide permanece dentro do corpo em um local próximo ao útero.

6. Postura da cobra

Primeiramente, deite-se de bruços, com as palmas das mãos tocando o chão e os pés apoiados no peito do pé. Inspire e expire de forma lenta e calma enquanto você eleva o tronco. As costas são cuidadosamente arqueadas para cima e as mãos, pés e quadris devem empurrar para baixo.

A postura da cobra é uma das posturas de yoga mais recomendadas para aumentar a fertilidade, pois melhora a circulação sanguínea em direção ao sistema reprodutivo. Também ajuda a criar um equilíbrio hormonal e a construir o muco cervical que facilita a fertilização do óvulo durante a relação sexual.

Postura da cobra

Faça um super treino para o momento da concepção e depois para a sua gravidez. Dessa forma, além de ver efeitos físicos positivos, você também vai se sentir mais relaxada, sem estresse e ansiedade.

De fato, apenas 45 minutos ou uma hora por dia são suficientes para dar um alívio ao seu corpo e à sua mente. Então, aproveite os enormes benefícios do yoga!

  • Barbira Freedman F. (2005). Yoga para embarazo, parto y más. Madrid: Tursen & H. Blume;