7 erros frequentes na educação dos filhos

24 de março de 2019
Você tem medo de cometer erros no processo de educação dos seus filhos? A seguir, vamos apresentar os erros mais comuns e como você pode evitá-los para, dessa forma, ter filhos íntegros e bem-sucedidos no futuro.

Muitos pais experimentam insegurança e angústia quando se trata de educar os filhos. Isso ocorre porque surgem dúvidas sobre como dar a melhor orientação e disciplina a essa pessoa que eles amam tanto.

As perguntas mais frequentes são: como faço para que me obedeçam? Eu sou muito rígida, autoritária ou muito mole? Eu deveria tê-lo castigado? Para ser uma boa mãe ou um bom pai, você deve evitar erros frequentes na educação dos seus filhos.

Erros frequentes na educação dos filhos

Pode ser útil saber uma série de erros que você não deve cometer quando se trata de educar o seu filho. Ter essas precauções será importante para que você não cause prejuízos e feridas emocionais, e também para que a criança não cresça sem um norte para seguir.

1. Disparidade na autoridade

A falta de união de critérios entre ambos os pais é um dos grandes erros na criação. Isso porque se a criança receber mensagens contraditórias, ela não vai saber a quem obedecer. Como consequência, ela vai se sentir desorientada, sem referências claras.

Para evitar que a criança passe por essa situação, se os pais não tiverem certeza de qual é a melhor decisão, recomenda-se dizer algo como: “Vamos conversar sobre isso e depois te damos uma resposta”. Dessa forma, transmitimos que a família é sólida e confiável.

2. Falta de continuidade

Os pais não devem ser influenciados pelo estado de humor na hora de disciplinar. Ou seja, não devemos permitir ou negar determinados comportamentos porque estamos felizes, zangados ou cansados.

Se isso acontecer, as crianças podem receber uma mensagem confusa e até mesmo inconveniente, já que as decisões não teriam fundamentos. Os pais devem ter em mente que a educação deve ser justa e racional em todos os momentos.

limites claros

3. Usar frases depreciativas sobre as crianças

Infelizmente, é muito comum ver pais falando com as crianças com desrespeito. Por exemplo, usando expressões tais como: “Você não serve para nada”, “Eu sabia que você ia quebrar”, “Você sempre me decepciona”.

Os adultos devem tentar manter o seu papel e controlar a sua atitude, mesmo que a criança os provoque.

4. Promessas não cumpridas

Muitas crianças ficam desmotivadas e decepcionadas porque os pais lhes prometem presentes ou prêmios se cumprirem suas obrigações escolares, se fizerem alguma tarefa em casa ou então pela obediência delas em geral.

No entanto, mesmo que elas se esforcem para conseguir o prêmio, não o recebem, já que os pais não cumprem o prometido. Para que isso não aconteça, é melhor que os adultos sejam realistas ao prometer recompensas e, naturalmente, que as cumpram.

5. Não estabelecer limites claros

Muitas vezes, os erros frequentes na educação dos filhos ocorrem por não existir um objetivo definido sobre como educá-los. Dessa forma, os pais não são coerentes em seus critérios e também não estabelecem regras.

Quando as crianças são pequenas, é mais fácil resolver as dificuldades que aparecem. No entanto, na adolescência, o controle e a autoridade são perdidos, dificultando o cumprimento das diretrizes estabelecidas. O melhor a fazer é definir normas e regras específicas que possam ser obedecidas.

Os pais não devem ser influenciados pelo estado de humor na hora de disciplinar.

6. Ser amigo dos filhos

É um erro tratar os filhos como amigos, já que o papel de mãe e pai deve ser exercido. As crianças precisam ter essa figura de autoridade que corresponde aos pais. Logicamente, sempre dentro de uma estrutura de bons tratos e confiança recíproca.

7. Mau exemplo

Em geral, os pais pedem aos filhos que não façam determinadas coisas porque são erradas. No entanto, mais tarde, as crianças os veem fazendo essas coisas.

Essas inconsistências são prejudiciais e afetam a criança de forma negativa. Além disso, também reduz a legitimidade e a autoridade do pai, bem como sua força moral.

 Sugestões para a educação dos filhos

Sugestões para a educação dos filhos

Por fim, vamos apresentar algumas ideias que você pode colocar em prática para que, dessa forma, não cometa os erros frequentes na educação dos filhos que mencionamos anteriormente.

  • Estabeleça limites claros e razoáveis, pois é um ato de amor profundo.
  • As crianças precisam de estrutura, ordem e regras fixas.
  • Permita que as crianças experimentem as consequências de suas ações, pois isso facilita a sua autonomia e independência.
  • Atribua tarefas de acordo com a idade das crianças.
  • Não deixe passar comportamentos indesejáveis que, a longo prazo, geram um mau comportamento.

Em suma, os erros frequentes na educação dos filhos trazem como consequência maus comportamentos que são mantidos até a idade adulta. Contudo, ao identificar esses erros, você pode evitá-los com os seus filhos e, assim, obter sucesso na educação.