7 segredos que se revelam na segunda gravidez

· 2 de agosto de 2017

Em grande medida, durante a segunda gravidez a experiência é um vantagem que se pode aproveitar muito bem. Esta etapa pode ser enfrentada com maior segurança e confiança no processo. Entretanto, nunca haverá uma gravidez igual à outra. Em geral os tempos de adaptação e reações do corpo da mulher tendem a serem mais curtos na segunda gestação.

Outras mudanças podem ocorrer, as quais talvez sejam muito diferentes da primeira gravidez. Em consequência, os segredos que se revelam na segunda gravidez podem ser insuspeitos.

Que segredos se descobrem?

  1. O corpo muda na segunda gravidez

  • Na primeira gravidez: em alguns casos a primeira barriga cresce lentamente e fica pequena. Perde-se peso de maneira mais fácil e rápida.
  • Na segunda gravidez: neste momento a barriga cresce mais e muito rápido, desde o primeiro momento. Depois do parto é difícil baixar de peso.

  1. O tempo se reduz

  • Com o primeiro filho: não se tem tempo suficiente para realizar as coisas que se quer fazer. Durante o pós-parto geralmente as mulheres se sentem cansadas, esgotadas pelas noites sem dormir, ter que atender ao bebê, sem ter tempo para ela.
  • Com o segundo filho: as obrigações se multiplicam por dois. Agora com dois filhos o trabalho se duplica, a comida, as compras, lavar a roupa, dar banho. Se com o primeiro bebê não havia tempo suficiente, imagine com dois, será muito difícil ter tempo para si própria.
  1. Os ciúmes do irmão mais velho, inevitável

  • Com o primeiro filho: é normal que quando o bebê esteja sozinho, ele vai se acostumando a ter suas coisas sem ter de compartilhá-las com outra criança. É fácil ter o quarto só para ele, toda a atenção, o carinho e o amor. A família o consente por ser o primogênito, todos os brinquedos e presentes são para ele.
  • Com o segundo filho: aqui o primeiro filho se converte no irmão mais velho, tem que compartilhar tudo, o quarto, os brinquedos. No momento em que nasce o segundo bebê toda a família foca a atenção nele. Para o primeiro filho a chegada do irmãozinho será uma mudança muito drástica. Os ciúmes aparecerão no instante em que a criança observe que todas as coisas que faziam com ele, estão sendo feitas para o segundo bebê.
  1. O segundo parto foi muito melhor

  • Na primeira gravidez: a mulher em seu primeiro parto pode chegar a ter medo ou ter ficado nervosa de que as coisas não corram bem. Uma nova experiência pode resultar em muitos traumas, ainda assim, esperando que tudo corra bem e que o bebê esteja vivo e saudável.
  • Na segunda gravidez: já com a experiencia da primeira gravidez não se sente insegura e em dúvida. Se sente mais tranquila, dependendo das dores que possa sentir, como se disse anteriormente, nenhuma gravidez é igual. Entretanto, ainda que a maioria diga que teve um parto mais fácil, a ansiedade ainda pode existir por não saber exatamente o que esperava.

  1. O estresse não foi tanto

  • Com o primeiro filho: o estresse era demasiado, sempre pensando no que fazia bem ou mal ao bebê. Colocando muita atenção nas noites, se respirava bem, em que posição estava, todas essas coisinhas que se deve ter cuidado, porém sem se preocupar tanto. Isso poderia acontecer somente às mães de primeira viagem, para quem todas as experiências são novas.
  • Com a segunda gravidez: nesta oportunidade já não se tem a mesma preocupação que com a primeira. Como temos dito, já se tem a experiência, se tem um conhecimento maior e informação sobre os cuidados que se deve ter. Já não é necessário ir ao pediatra frequentemente por qualquer coisa que tenha o bebê.
  1. O esquecimento dos detalhes

Durante a primeira gravidez, aconteceram muitas mais compras de roupa, de berço, cercadinho, diversos brinquedos. Porém, com a segunda gravidez a roupa do primeiro filho será reutilizada com o segundo. Em algumas ocasiões pode se comprar algo, mas tudo o que o irmão deixou de usar ele usará.

  1. Aprendendo muito mais

Depois de todas essas coisas que mencionamos anteriormente, descobrimos que cada filho tem seu caráter. Poder criá-los de maneira que eles mesmos demonstrem que sempre ficam coisas por aprender, é um segredo revelado.