A dispneia durante a gravidez

· 4 de junho de 2018
A dispneia é um dos principais sintomas que dificultam a respiração das futuras mães durante a gravidez. Por isso, neste artigo, daremos alguns conselhos de como combatê-la para que você se sinta melhor enquanto espera pelo seu bebê.

A dispneia durante a gravidez é algo comum nas futuras mães. O conceito se refere à dificuldade que se apresenta ao respirar. É resultado da adaptação às mudanças corporais na gravidez e também próprio das complicações deste período. A dispneia se associa, principalmente, com o sistema cardiovascular e respiratório.

As dificuldades respiratórias durante a gravidez podem ser explicadas pelo crescimento do bebê, o efeito dos hormônios e a modificação do sistema respiratório. A combinação de todos estes fatores pode ser realmente inquietante para muitas futuras mães, já que mais da metade delas eventualmente sentirão falta de ar.

A dispneia durante a gravidez geralmente se experimenta ao realizar uma atividade ou em um período de repouso durante um tempo prolongado.

Existem dois tipos de dispneia: a aguda e a crônica. Na dispneia aguda, a falta de ar dura poucas semanas, ao passo que na crônica dura mais de um mês.

Por sorte, esse incômodo não é perigoso para o bebê e alguns exercícios podem aliviar um pouco o incômodo, ainda que só seja temporariamente.

Maior presença no terceiro trimestre de gravidez

Como mencionamos anteriormente, a dispneia causa dificuldade para respirar porque o útero exerce pressão sobre o diafragma, o que provoca dificuldades respiratórias. As complicações se acentuam e estão mais presentes no terceiro trimestre da gestação.

Neste, e inclusive no segundo trimestre de gestação, a cavidade uterina se expande devido ao crescimento do feto. Portanto, é provável que as mulheres experimentem dificuldade para respirar com maior frequência.

Se sentir gorda dura nove meses, mas a alegria de se transformar em mãe dura para sempre

– Nikki Dalton –

Sintomas comuns da dispneia durante a gravidez

Estes são alguns dos sinais e sintomas comuns da dispneia durante a gravidez:

  • Falta de ar.
  • Fraqueza corporal.
  • Cansaço.
  • Descoloração azulada das unhas e da pele.
  • Preocupação.
  • Padrões de respiração anormais.
  • Aumento da frequência cardíaca.

Conselhos para tratar a dispneia durante a gravidez

A seguir, enumeramos alguns métodos que te ajudarão a aliviar a dispneia na gravidez:

1.- Evite as tarefas que exigem força

O primeiro conselho é tentar relaxar de vez em quando durante a gravidez. Você não deve fazer muito esforço no trabalho nem nas tarefas domésticas, já que isso pode piorar ainda mais a dispneia.

Realizar descansos de vez em quando permitirá que seu corpo se recupere e que você fique mais relaxada. Isso contribuirá para melhorar seus problemas respiratórios nos nove meses de gestação.

2.- Pratique exercícios de respiração

Os exercícios de respiração são um dos melhores remédios para combater a dificuldade de respirar e para aliviar os sintomas da dispneia. Estas atividades te ajudarão a aumentar a capacidade pulmonar e, em consequência, te permitirão respirar melhor.

3.- Boa postura corporal

Uma boa postura corporal é muito útil para reduzir a dispneia. Enquanto estiver sentada, você deve manter os ombros para trás.

Esta posição proporcionará um amplo espaço para que os pulmões se expandam. Ao dormir, se recomenda manter o corpo levantado colocando mais almofadas atrás de suas costas.

4.- Mudar de posição

Se você se sente sem ar e incomodada em determinada posição, tente mudar para outra que te deixe mais relaxada. Isso te ajudará a respirar com maior facilidade.

5.- Exercícios aeróbicos

Por último, os exercícios aeróbicos leves sempre são bons durante a gravidez. Frequentemente, não estar em forma durante a gestação pode aumentar sua dificuldade para respirar. O bebê também precisa de oxigênio para crescer bem.

Portanto, você deve consultar também seu médico para aprender alguns exercícios aeróbicos a fim de se manter em forma. Estes treinamentos também mantêm o funcionamento do sistema cardiovascular e respiratório sem problemas.

É comum experimentar dispneia durante a gravidez; e as medidas anteriores serão de grande ajuda para tratar e controlar a dispneia. Caso você experimente sintomas graves, como enjoos, problemas respiratórios prolongados, esgotamento extremo ou dor severa no peito deve consultar seu médico imediatamente.

Se você não controlar a dificuldade para respirara falta de oxigênio pode fazer mal tanto para você quanto para o bebê em desenvolvimento. Em consequência, é extremamente importante ter cuidado com os sintomas preocupantes e trabalhar para realizar medidas para tratar a dispneia de forma efetiva.