A geração do futuro: crianças millennials

02 Setembro, 2018
Neste artigo, vamos comentar tudo o que você precisa saber sobre as crianças millennials.

Se você é do tipo que acredita que tem uma criança malcriada, que na idade em que está não deveria tomar certas decisões e que não há nenhuma razão para ser tão impaciente, então pode ser que você tenha em casa uma criança millennial. Continue lendo e descubra as características dessa geração.

Desde a década de 1980, o mundo tem dado boas-vindas à geração de crianças chamadas “millennials”.

Elas são identificadas assim por referência à véspera do novo milênio e cujo nascimento coincidiu com um marco importante na história da humanidade pela aparição e difusão do uso da Internet.

As crianças millennials são independentes, curiosas e possivelmente irão se tornar adultos com uma admirável capacidade de resistência. Sendo assim, você não tem nada com o que se preocupar.

Não apenas a pouca paciência, a curiosidade e a manipulação de dispositivos de tecnologia com pouca idade são características das crianças millennials. Elas também são mais desapegadas, independentes e inconformistas.

Sempre irão exigir mais! Mais atenção, mais amor, mais espaço, mais dinheiro e, acima de tudo, irão querer saber mais.

O nascimento da geração millennials coincidiu com o uso em massa da Internet

Então, se sua intenção é dar pequenas doses de realidade para o seu filho pequeno porque quer protegê-lo do mundo que o rodeia, devemos avisá-la de que há pouco que você pode fazer a respeito. Uma vez que seu filho irá descobrir por conta própria tudo o que quiser saber e muito mais.

Ao contrário do que muitos dizem, sobre como é difícil lidar com esse tipo de crianças, a boa notícia é que um futuro promissor as espera devido a suas ânsias por informação, desejos de experimentar coisas novas e sua comprovada habilidade com as novas tecnologias.

Cinco coisas que definem as crianças Millennials

crianças millennials

Como bons filhos de uma geração que soube questionar fortemente instituições como a Igreja e o Estado, as crianças millennials muitas vezes são céticas.

Elas não acreditam em algo só porque seus pais dizem que é verdade. Em vez disso, preferem experimentar e formar sua própria opinião.

Uma característica fundamental é a manipulação de todos os tipos de aparelhos tecnológicos, como computadores, smartphones, tablets e smart TVs.

Não admira que nossos pequeninos aprendam antes de nós todas as funções da nova TV que adquirimos em casa. Eles simplesmente nasceram para estar em contato com a tecnologia.

Perante essa tendência natural para a tecnologia, as crianças pertencentes a essa geração não se sentem atraídas pelos brinquedos tradicionais com os quais seus pais certamente brincaram. Por exemplo, irão preferir se sentar na frente de um jogo de vídeo game do que andar de bicicleta.

As mamães e os papais devem tomar um cuidado especial com a avidez de informação que os millenials apresentam. Porque essa inquietude por saber tudo pode levá-los a consumir informação para as quais simplesmente não estão preparados.

O futuro que aguarda os nossos filhos é simplesmente promissor

Qual o futuro das crianças millennials?

crianças millennials

Os filhos sempre irão surpreender seus pais com as suas competências e habilidades. Nesse sentido, os millennials não são exceção já que darão uma mudança significativa em relação à forma de conceber suas responsabilidades, seus deveres e seus direitos dentro da sociedade.

Ao se tratar de crianças com uma preparação excepcional, devido a todas as ferramentas que possuem à disposição dentro e fora da escola, no futuro não serão profissionais submissos e nem complacentes. Pois a irreverência é uma parte essencial de sua personalidade.

Tudo indica que irão perseguir os maiores objetivos no caminho profissional que decidirem percorrer. Mas isso não significa que dedicarão sua vida exclusivamente ao trabalho.

Pelo contrário, vão encontrar a fórmula para dividir seu tempo e energia entre todos os assuntos que sejam de seu interesse, como viajar, conhecer outras culturas, as relações interpessoais, estudar outro idioma e, ao mesmo tempo, serão bem-sucedidos em suas profissões.

Nesse contexto, nós pais devemos concentrar nossos esforços em canalizar o caráter independente e irreverente dessas crianças, com o propósito de formar adequadamente homens e mulheres que irão guiar o mundo nos próximos anos.