A higiene do umbigo do bebê

12 de julho de 2018
É importante que o recém-nascido esteja sempre limpo, mas o cordão umbilical deve receber uma atenção ainda mais especial. Veja como cuidar do umbigo do bebê.

O umbigo do bebê é uma das regiões que não pode deixar de ser limpa todos os dias. A questão é que nem todo mundo dá a devida atenção a esse tecido que fica pendurado na barriguinha do bebê.

Em Sou Mamãe falaremos sobre isso.

O cordão umbilical

O cordão umbilical é basicamente um cordão que conecta o feto à placenta que o protege, dentro da qual ele se desenvolve. Essa conexão possibilita ao embrião receber sangue rico em oxigênio e composto em sua maioria por células-tronco. Além disso, por meio dele o feto recebe os alimentos que o sustentam enquanto está dentro do útero.

Todas as vezes que um ser humano nasce e o cordão umbilical, que o unia a sua mãe, é cortado, este deixa de ter importância para a sobrevivência do novo ser. No entanto, o pedaço que sobra pode causar um ou outro contratempo.

umbigo do bebê

O umbigo do bebê

O cordão umbilical de alguns bebês seca e cai facilmente, como se fosse uma folha que cai da árvore. Após 6 dias, esses recém-nascidos ganham uma cicatriz que vai ser a lembrança eterna do primeiro laço de dependência e amor que tiveram com suas mães.

O cordão umbilical de outros bebês demora mais para cair. O processo leva aproximadamente 10 dias e deixa como resultado um umbigo seco, limpo e bem formado. Mas há alguns umbigos que demoram mais de 2 semanas para secar por completo e cair. Tudo depende de cada corpo.

Problemas no umbigo do bebê

O umbigo de algumas crianças exige mais cuidados que de outras. Não somente devido ao tempo que demora a cair e ficar limpo, mas também porque causa algumas sensações de mal-estar.

Algumas vezes, após a queda do cordão umbilical, aparece uma substância amarelada no umbigo dos recém-nascidos. Se o fluido para de ser expelido após alguns dias e a cicatriz parece estar saudável, não há com o que se preocupar. Mas se a secreção não desaparece é preciso procurar ajuda médica porque pode ser um dos sintomas de uma infecção.

As infecções no umbigo dos bebês são pouco comuns. Além do sintoma já mencionado, existem outros também evidentes:

  • Coloração avermelhada da pele ao redor do cordão
  • Choro ou incômodo do bebê ao encostar nessa região
  • Mau cheiro na região do umbigo
  • Febre
umbigo do bebê

Outro problema que o cordão umbilical pode apresentar, apesar de menos provável, é sangramento. Sair algumas gotas de sangue do umbiguinho do seu bebê é normal. Você só deve se preocupar e levar seu bebê ao médico quando o sangramento for contínuo. Entre outros motivos, pode haver algum problema com a coagulação.

Você deve sanar qualquer dúvida que tiver sobre o umbigo do seu bebê com o pediatra.

Como deve ser a higiene do umbigo do bebê?

O umbigo do bebê deve permanecer seco e limpo. Para conseguir isso, em Sou Mamãe recomendamos manter o umbigo descoberto. Se a fralda do seu bebê encobre o umbigo, é recomendável abaixar um pouco ou dobrar a parte superior dela para baixo para que, assim, a pele da região possa respirar livremente.

Aproximadamente duas vezes ao dia, pela manhã e, sobretudo, após o banho, você deve limpar a base do cordão umbilical. Para isso, levante um pouco o cordão de forma a deixar a base dele ao ar livre. Mas não o puxe. Você deve levantar somente a parte que estiver solta.

Enrole uma gaze esterilizada ao redor do dedo ou pegue um cotonete, molhe no álcool e passe várias vezes ao redor do umbigo, dando prioridade aos lugares mais úmidos. A seguir seque o álcool com outra gaze limpa para que a região não fique úmida e deixe o cordão voltar ao seu lugar original.

Há pais que preferem pular a parte do álcool e alguns especialistas também não a recomendam. Eles consideram que é melhor manter o umbigo higienizado com água e sabão e secá-lo bem após o procedimento. O método a ser escolhido depende de você.

Recomendados para você