A melhor disciplina: o reforço positivo

18 de junho de 2018
A disciplina é necessária para a educação dos filhos e, certamente, todos os pais querem o melhor para seus pequenos. Mas qual será a melhor disciplina para eles? Nesse artigo, vamos falar sobre a melhor disciplina: o reforço positivo para uma boa educação.

Nas últimas décadas, a vida das famílias tem mudado muito. Antes, os pais mandavam e os filhos obedeciam. Mas agora é comum que os filhos mandem e os pais obedeçam. É comum ver crianças fazendo birra no chão nas lojas para conseguir convencer os pais a ceder, e ganhando o que querem.

Certamente, ser um bom pai não é nada fácil. Mas se você não der a devida correção a seus filhos, as coisas irão ficar cada vez piores. Por quê? Porque os filhos vão fazer o que quiserem e você ficará frustrada.

A realidade é que em muitos lares os pais toleram o mau comportamento dos filhos, cedem aos seus caprichos e os livram das consequências de seus atos. 

“É cada vez mais comum ver pais que cedem sua autoridade aos filhos. Há pouco tempo, os filhos sabiam quem mandava e tinham certeza de que não eram eles.”

O livro da epidemia do narcisismo

reforço positivo

Para que os filhos aprendam quem manda, é preciso disciplina. Naturalmente, não existe um livro com todas as regras que se deve impor aos filhos. Isso é um assunto familiar e vai depender da criança e suas circunstâncias.

Disciplinar os filhos com carinho e equilíbrio os ajuda a pensar e se comportar da melhor maneira. Também proporciona a orientação necessária para tomar boas decisões e se tornar pessoas boas.

A verdadeira disciplina

A palavra disciplina não significa exatamente o mesmo que a palavra castigo. É usada, sobretudo, para falar de ensinar, educar e corrigir. Não tem nada a ver com abuso ou crueldade.

Os pais educam seus filhos usando diversas técnicas. Uma delas é a disciplina, a qual devem aplicar de vez em quando com o objetivo de corrigir desde cedo as tendências inadequadas no comportamento dos filhos e ajudá-los a crescer no “caminho” certo.

Contudo, assim como o jardineiro deve podar com delicadeza uma planta para não danificá-la permanentemente, os pais devem disciplinar seus filhos com amor e carinho.

A Disciplina: como e quando

Com Amor

Haverá ocasiões em que você vai se sentir a ponto de perder as estribeiras. Mas, quando isso acontecer, lembre-se de que, geralmente, o castigo aplicado em momentos de raiva e frustração é excessivo e produz o efeito contrário ao que se buscava. Isso não é disciplinar, é perder a cabeça.

Em contrapartida, se você se controla e disciplina seu filho com amor, é mais provável que obtenha bons resultados. É melhor escutar com calma a explicação da criança, talvez deixar o assunto para o dia seguinte e impor restrições quando estiver mais calma.

Para que tenha efeito, a disciplina deve ser aplicada com amor, não com raiva. Quando você enfrentar uma situação difícil, adie a disciplina até que esteja mais calma.

Com Medida 

  • Leve em consideração a idade da criança e seu nível de maturidade.
  • Avalie se a situação é um incidente isolado ou um costume.
  • É fundamental que você seja realista no que espera de seu filho, mas sem justificar ou ignorar as más condutas ou atitudes.
  • Tenha consciência da capacidade, das limitações e de outras circunstâncias de seu filho. Você deve discipliná-lo com medida e equilíbrio.
reforço positivo

Com Coerência

A comunicação entre os pais é indispensável para disciplinar com coerência. Alguns filhos se aproveitam da falta de comunicação e pedem permissão à mãe primeiro, então, se a resposta for negativa, pedem ao pai para ver se recebem outra resposta. Se os pais tiverem opiniões diferentes sobre um assunto, o ideal é conversar e chegar a um acordo, mas longe dos olhos e ouvidos dos filhos.

A disciplina deve ser aplicada com amor, medida e coerência. Você pode ficar tranquila, pois o reforço positivo vai beneficiar seu filho. Com limites, disciplina, carinho e orientação, você poderá ajudar seu pequeno a se tornar um adulto maduro, responsável e equilibrado.