A melhor viagem da minha vida é estar junto a você

· 28 de outubro de 2018
Desenterrei lembranças empoeiradas, daquelas que acalentam a alma e abraçam os corações. Olhando as velhas fotos de família descobri algo tão curioso quanto surpreendente.

Observando fotos de belas férias e paisagens oníricas, confirmei minha teoria: a melhor viagem de minha vida é estar junto a você.

Pode ser que não exista uma fotografia específica que seja capaz de lembrar e remeter a uma só lembrança.

Mesmo assim você deixa gravada na memória uma infinidade de momentos mágicos que passamos.

São as histórias mais lindas que uma pessoa pode guardar na mente e no mais profundo do ser.

Essa viagem, felizmente, realizada junto a você foi, sem dúvida, a melhor escolha.

Pode ser que não seja semelhante à aventura de uma viagem de avião, mas sim a ousadia de dar a vida.

Pode ser que não provoque ansiedade pela chegada do dia, mas sim a ansiedade por fazer o melhor possível pelo seu bem.

Com certeza, não serão loucas aventuras vivenciadas em culturas exóticas, diferentes das nossas, as que eu devo narrar maravilhada.

Mas, guardo milhões de sorrisos, conversas e gestos para apreciar como o tempo passa rápido e para ser feliz nesse caminho de ida porque a melhor viagem da minha vida não poderia ser outra se não a realizada junto a você.

Minha viagem de ida, junto a você

junto a você

Quem disse que todas as viagens são de ida e volta? Eu consegui conhecer uma com um final mais que feliz, que não tem volta.

Um caminho tão atraente que se torna possível dar um passo atrás. É porque, sem dúvida, a maternidade é uma verdadeira viagem de ida.

Então, é um prazer transitar todos os dias da minha vida junto a você. Estar ao seu lado, sem dúvida, é uma bênção do céu.

Esta mãe orgulhosa se sente feliz, agradecida e, acima de tudo, extremamente grata. Isso porque não é pouco ser capaz de compreender o significado daquilo que chamam de “o milagre da vida”.

Sentir a vida se agitando em seu interior. Materializar tamanha dor no mais profundo e verdadeiro amor. Talvez o mais perfeito, sem condições nem limites possíveis. Infinito, eterno, imortal.

Morrer de amor em um primeiro encontro, às cegas, que não dá brecha para erro algum.

Sentir a imensidão da paisagem das suas bochechas rosadas. Entender o poder do mais imponente e entusiasmado sorriso.

Compreender a inevitável atração do mais delicado e doce dos olhares. Viciar-se em um aroma peculiar, o famoso “cheiro de vida”.

Definitivamente, a natureza é sábia. Olhando para você, nunca poderia dizer outra coisa.

Não haverá, então, presente maior que a humanidade possa me dar. Não existe satisfação maior do que aquela trazida por essa gratificante viagem de ida, junto a você.

junto a você

Meu sol, muito mais lindo do que um amanhecer de um sonho. A estrela que ilumina esse caminho que escolhi para a minha vida.

Qual a importância de dias tristes se tendo você ao meu lado qualquer dia é capaz de ganhar cor? Minha vida ficou colorida de felicidade, esperança e alegria.

Junto a você, minha esperança se reanima

A melhor viagem da minha vida foi a que fiz junto a você. Certamente, uma viagem que representa o caminho necessário com destino à esperança.

Um percurso glorioso que reaviva minha esperança. Sua existência representa a mais colorida e memorável das paisagens.

E o que importa se nosso trajeto for complicado quando o destino final inevitavelmente tem você como protagonista?

Sua vida é a melhor atração que eu já assisti junto ao seu pai. E o que importa se essa viagem foi ou não planejada?

A verdade é que foi igual ou mais esperada do que qualquer outro projeto de vida, o mais desejado e, desde já, o mais amado.

Meu eterno bebê, não houve melhor caminho que ter escolhido você. Eu repetiria mil e uma vezes mais se fosse necessário.

Minha vida mudou, ganhou uma beleza única e especial por causa de você.

Meus dias ficaram abrilhantados pelo seu ser, sempre sem dar espaço para tristeza para inserir no vazio somente alegria e felicidade.

Obrigada, meu amor, por essa viagem sonhada e ideal!

Imagens, cortesia de Mónica Carretero