A música como forma de aprendizagem

23 de maio de 2018
Está comprovado que a aprendizagem de uma disciplina artística na infância, como a música, oferece muitos benefícios para as crianças. Descubra quais são a seguir.

A música como forma de aprendizagem está cada vez mais integrada à educação das crianças. Ela tem um impacto muito positivo nas diferentes etapas de seu desenvolvimento pessoal.

Trata-se de uma das atividades mais emblemáticas para crianças, já que mistura sua maior motivação, a brincadeira, com a aprendizagem em várias formas: línguas, matemática, habilidades psicomotoras, socialização e criatividade, entre outras.

Benefícios da música como forma de aprendizagem

A música é uma perfeita aliada para que as crianças aprendam enquanto se divertem. Em si, traz muitos benefícios. Vamos apresentá-los a seguir.

1.- Memória

A música desenvolve habilidades de memória. Esta pode ser estimulada por todos nossos sentidos e, especialmente, pela audição. Ao escutar melodias, as emoções e os sentimentos relacionados com elas serão reativadas pelo cérebro.

2.- Criatividade

A música, como forma de aprendizagem, desenvolve a criatividade e o pensamento artístico das crianças. Em especial, a música clássica demonstra ser muito efetiva para estimular a imaginação.

Se seu filho toca algum instrumento, escutar a música de seus colegas também será uma grande fonte de inspiração para compor suas próprias músicas.

3.- Antiestresse e ansiedade

A música é mais efetiva e mais saudável que os antidepressivos, já que tem um efeito relaxante tanto no corpo quanto na mente.

Em momentos de estresse, aprender música pode ajudar a dormir melhor e a relaxar. O prazer de escutar ou tocar música favorece a liberação de endorfinas, que ajudam a superar as ansiedades causadas pelos conflitos da vida cotidiana.

Tocar um instrumento musical ajuda na concentração

4.- Tocar um instrumento musical ajuda na concentração

Escutar música antes de trabalhar em uma tarefa importante aumenta a concentração e a atenção. No entanto, recomenda-se fazê-lo com músicas instrumentais, já que distraem muito menos que as interpretações vocais.

Tenha em mente que tocar um instrumento é uma excelente maneira de exercitar a atenção e melhorar as habilidades de concentração.

5.- Fonte de alegria

A música como forma de aprendizagem é uma excelente maneira de melhorar a confiança e a autoestima. Para os músicos, tocar para boa plateia é, por exemplo, uma grande fonte de alegria. Por outro lado, para os amantes da música, escutar suas canções favoritas ajuda ao cérebro a liberar dopamina, a molécula do prazer.

6.- Capacidades intelectuais

Em crianças pequenas e adolescentes, a música aumenta as capacidades intelectuais e sensoriais. 

Uma educação musical desde cedo contribui para um melhor desenvolvimento cognitivo, o que afetará as capacidades intelectuais, a memória e a criatividade. Essas capacidades levam a melhores resultados em matérias como matemática, leitura ou a escrita.

“O ensinamento que deixa marcas não é o que se faz de boca a boca, mas de coração a coração”
–Howard G. Hendricks–

7.- Sensibilidade e empatia

Praticar regularmente um instrumento permite desenvolver duas qualidades essenciais para o bom desenvolvimento pessoal: a sensibilidade e a empatia. Estas virtudes são as forças motrizes na aprendizagem de violão, piano ou qualquer outro instrumento, assim como o canto.

8.- Linguagem

A música compartilha uma área do cérebro com a linguagem. O cérebro da criança não distingue entre os dois porque aprende palavras através da música. Ademais, a escrita de música, com seus símbolos inscritos no pentagrama, facilita a aprendizagem de outros idiomas.

9.- Raciocínio lógico-matemático

A música é composta por ritmos e pausas, divisões de tempo, variações de intensidade, entre outros elementos. O que é um sinônimo de matemática pura.

Portanto, facilita a aprendizagem da matemática, já que estimula as capacidades de análise, síntese e raciocínio; ademais, ajuda a estruturar os caminhos do pensamento.

10.- Promove o controle do corpo e a psicomotricidade

A música fomenta o desenvolvimento psicomotor das crianças. A aprendizagem e o conhecimento do ritmo através da percussão ou dos instrumentos requer um processo de coordenação e controle do movimento que se completa com a leitura da partitura. Além disso, escutar música promove uma boa posição da coluna vertebral.

11.- Emoções

A percepção da música é universal; permite experimentar uma grande variedade de sentimentos. Um bom exemplo é que algumas sensações podem ser mal interpretadas pela linguagem e, às vezes, são mais fáceis de interpretar através da música.

Fator de socialização

12.- Fator de socialização

A música como forma de aprendizagem promove um clima de colaboração e respeito, não só quando as crianças escutam, mas também quando brincam e criam para outras pessoas de maneira individual ou coletiva. O fato de escutar a si mesma e prestar atenção aos demais promove a abertura e a receptividade às relações externas.

13.- Autoestima

Aprender a tocar música requer esforço e perseverança, valores que às vezes parecem ter desaparecido na atualidade. Com o trabalho, as conquistas musicais serão gratificantes para as crianças e as deixarão orgulhosas. Ademais, o fato de tocar em público permite que superem certos medos e ganhem confiança.

Essa lista composta pelos benefícios da música como forma de aprendizagem servirá para que você compreenda ainda mais a importância desta atividade. A partir de agora, você pode considerar incluir atividades musicais que estimulem o crescimento pessoal de seu filho.