A segunda gravidez: qual é a diferença?

· 14 de maio de 2018
Se você já é mãe e está esperando outro bebê, você deve considerar alguns detalhes pois é normal existir diferenças entre a primeira e a segunda gravidez.

Nem todos os bebês tem necessidades iguais. Por isso, é bem comum ter que lidar com situações diferentes em cada gravidez e cada parto. É preciso levar isso em consideração para cuidar bem de cada gestação. Apesar disso, é possível fazer algumas generalizações e determinar algumas diferenças em linhas gerais entre a primeira e a segunda gravidez.

Pode ser que no processo do segundo parto você se faça algumas perguntas e fique ansiosa para saber as respostas. Não se preocupe! À medida que a gravidez for evoluindo, você vai começar a notar as diferenças sozinha. Mas se você quiser ter uma ideia geral de quais podem ser essas diferenças, apresentamos a seguir as mais comuns.

9 diferenças entre a primeira e a segunda gravidez

As diferenças costumam ser bastante perceptíveis. Basta se lembrar dos sintomas e incômodos que você sentiu no primeiro parto para perceber como o segundo é bem diferente. Entre essas diferenças se destacam:

Mais cansaço

Uma segunda gestação vai deixar você mais cansada, o que pode ser bastante extenuante. Talvez você comece a se descuidar de algumas coisas que no primeiro parto fazia sem nenhum problema, como cuidar da sua aparência física ou fazer um pouco de exercício.

Ganho de peso

Na segunda gravidez, você vai perceber que não vai ganhar tanto peso quanto na primeira. Embora pareça espantoso, isso não vai afetar em nada a saúde do seu bebê. Pelo contrário, é comum que seu segundo filho tenha mais peso ao nascer do que seu irmão mais velho.

a segunda gravidez

Menos estresse

Você vai ficar mais relaxada durante a espera do segundo filho. Isso acontece porque você já sabe como é o processo pelo qual vai passar e o que vai acontecer no momento do parto. Além disso, os cuidados com o bebê serão mais fáceis e naturais.

Transformação física diferente

A transformação física durante a segunda gravidez é diferente da que ocorre na primeira. A barriga geralmente começa a crescer antes porque a pele e a musculatura já passaram por esse processo antes. Assim, a barriga da segunda gravidez fica visível mais cedo.

Mais incômodos

No segundo parto, geralmente há mais sintomas e incômodos do que no primeiro. A mulher costuma sentir mais dores nas costas e aparecem mais varizes. Esses problemas ocorrem porque já houve anteriormente um estiramento de ligamentos, articulações e vasos sanguíneos.

Parto fácil

O segundo parto costuma ser mais curto, pois a dilatação é mais rápida. As estruturas internas também já estão mais flexíveis.

Aleitamento materno

O fato de já ter passado pela experiência de amamentar torna mais fácil o ato de se adaptar às necessidades do seu bebê. Você também poderá perceber que seus seios estarão mais acostumados à sensação.

Menos depressão pós-parto

O fato de já ter sido mãe enriqueceu seu leque de experiências. Por isso você vai se sentir mais segura de si mesma e conseguir superar mais facilmente esse processo hormonal que ocorre depois do parto.

a segunda gravidez

Recuperação mais dolorosa

O útero demora muito mais para voltar ao seu tamanho normal. Isso pode ser muito doloroso no terceiro ou quarto dia depois do parto.

Cuidados necessários para a segunda gravidez

O fato de já ter passado por essa experiência não significa que você não deve cuidar de si mesma na segunda gravidez. Na verdade, os cuidados devem ser os mesmos que você teve na primeira.

  • Faça consultas pré-natais. É importante porque você poderá estar ciente de como está o desenvolvimento do seu bebê. O médico também poderá indicar o que você deve evitar e o que deve fazer nesse processo.
  • Mantenha uma alimentação saudável. Você deve ter bons hábitos alimentares. Inclua na sua dieta alimentos que forneçam nutrientes e vitaminas, por exemplo, o ácido fólico.
  • Pratique exercícios. Há várias atividades que podem ajudar a ser mais ativa e evitar a fadiga como, por exemplo, ioga, pilates, caminhadas ou natação.
  • Hidrate-se constantemente. É recomendável beber dois litros de água por dia. Se você ficar desidratada, poderá causar problemas para o bebê. Portanto, nunca se esqueça de sempre ter uma garrafa de água à mão.
  • Evite os vícios. São grandes inimigos para o desenvolvimento do bebê. Alguns vícios comuns podem ser drogas, cigarro ou álcool.
  • Evite consumir alimentos crus. Quando você consome alimentos crus, corre o risco de entrar em contato com alguma bactéria.
  • Faça exercícios perineais. Assim, você terá um bom parto sem nenhum problema.

É verdade que você já tem experiência. Entretanto, não se esqueça de que cada parto é diferente e cada bebê tem necessidades diferentes. Assim, com certeza você também vai aprender muito com esse segundo parto.