A síndrome do pai deslocado

· 2 de junho de 2018
O seu bebê nasceu, mas você se sente isolado da família, é possível que tenha a síndrome do pai deslocado. Mas não se preocupe, você pode se sentir melhor colocando alguns conselhos em prática.

O momento esperado chegou: seu bebê nasceu. Como pai, você sonhou com esse momento muitas vezes, mas às vezes a realidade é um pouco diferente do que você imaginava.

Se você se sentir invisível, sem reconhecimento e um tanto isolado, é possível que sofra da síndrome do pai deslocado. Não se desespere, seguindo alguns conselhos, você poderá superá-la em pouco tempo.

Causas da síndrome do pai deslocado

A comoção do hospital já passou: eram momentos caóticos, sem muito tempo para aproveitar o recém-nascido. Você, sua parceira e seu bebê já estão em casa. Por fim, você poderá aproveitar mais o seu filho e começar a criar o vínculo que deseja. Embora possa acontecer que ainda não seja possível fazê-lo.

As visitas não param de chegar, querem conhecer o novo membro da família. Todo mundo segura o bebê no colo, se preocupam com a mãe e fazem você ir e vir sem lhe dar uma folga. Ninguém percebe que você acabou de se tornar pai também e que precisa de um tempo sozinho com seu bebê.

Faz sentido que a mãe tenha mais crédito, já que ela colocou o corpo, o esforço e realizou o trabalho mais difícil. Mas você também se dedicou e colocou tudo da sua parte para tornar a gravidez a melhor possível. Você também estava lá para dar o apoio que sua parceira precisava o tempo todo.

Além disso, ocorre quando você quer ter um espaço com seu bebê, dizer algumas palavras. Quando você quer colocá-lo em seu peito para que ele também reconheça seu batimento cardíaco ou quando você quer acalmá-lo para dormir e descansar juntos, no entanto você não consegue fazer isso.

Os motivos que te impedem podem ser:

  • As pessoas não param de chegar na sua casa.
  • A mãe se encontra sensível e não consegue se desapegar do bebê.
  • Seus familiares dizem como você deve pegá-lo, quando e porquê não fazê-lo em determinadas situações.
  • Você tem tanto para fazer que seus planos paternais acabam ficando em segundo plano.
A síndrome do pai deslocado

Como evitar e fazer desaparecer a síndrome do pai deslocado?

Assuma o controle da situação. Hoje existem muitos canais de comunicação e você pode informar sua família e amigos sobre o melhor momento para fazer uma visita.

Você e sua parceira estarão esgotados, e mais visitas envolvem mais trabalho. Crie um grupo WhatsApp, envie fotos do recém-nascido e da mãe para que todos possam ficar calmos.

“A síndrome do pai deslocado surge quando você sente que ninguém reconhece seus esforços e sua parte. Você se sente invisível e impotente, pendente de tudo sem ninguém perceber “

Você também pode organizar uma pequena reunião, após uma ou duas semanas, para que possam ir e conhecer o bebê. Desta forma, você evitará que eles cheguem toda hora e, sem querer, interrompam o momento paternal de que você precisa.

Outra boa ideia é atribuir tarefas. Você vai ouvir muitas vezes: “Se você precisar de qualquer coisa é só avisar.” Bem, ouça e expresse suas necessidades. Pode ser para comprar fraldas ou preparar algo para comer. Até para fazer companhia à sua parceira enquanto você coloca o bebê para dormir, seja o que for que possa ajudar a diminuir seu fardo.

Mantenha a comunicação com sua parceira

Certamente você não quer sobrecarregá-la com o que está acontecendo com você e isso é muito atencioso da sua parte. No entanto, para que você não sofra da síndrome do pai deslocado, é necessário que ela entenda que você precisa de algum tempo com o bebê.

Muito em breve você terá que retornar às suas obrigações diárias e o tempo para criar um vínculo com seu filho será reduzido ainda mais. Portanto, você deve expressar suas necessidades como pai.

A síndrome do pai deslocado

Divida as tarefas; obviamente você não pode amamentar, mas você pode trocar a fralda ou a roupa, por exemplo. Você também pode fazer o bebê dormir quando acordar à noite. Quando a mãe se recuperar do parto, poderá fazer outras coisas enquanto você cuida do bebê.

Seu bebê ouviu sua voz durante a gravidez, sussurre em seu ouvido para que ele te reconheça. Você verá que é fácil criar uma ligação com ele; abrace-o, você só precisa de tempo. Faça com que se sinta em casa e não espere que os outros façam isso por você. Por fim: não fique frustrado e aproveite esta bela fase de suas vidas.