A surpreendente causa de miopia em crianças

18 de julho de 2018
Dados recentes revelam que a miopia nas crianças se transformou quase em uma pandemia. A surpreendente causa do elevado número de casos dessa doença foi descoberta onde menos esperávamos.

Aparentemente, a miopia poderia ser provocada pela carência de vida ao ar livre.

De acordo com os estudos realizados pelo Kings College de Londres, mais da metade das crianças na Europa apresentam miopia. Os números aumentam no caso de crianças sul-coreanas e chinesas. Entre elas, os números de crianças com miopia supera os 90%. Em relação à população europeia em geral, estima-se que um quarto sofre dessa doença, sendo as pessoas entre 25 e 29 anos as mais atingidas.

Os especialistas perceberam um aumento nos casos de miopia nos últimos sessenta anos. Os números revelam aumentos impressionantes. Há mais ou menos seis décadas, essa doença afetava aproximadamente 20% da população nas regiões com maior incidência. Atualmente, podemos falar de uma porcentagem alarmante de 96% na Coreia do Sul, região mais afetada até agora.

Como encontrar a causa de miopia em crianças?

Como já mostramos, o número de casos dessa doença tem alarmado os especialistas. Por essa razão, foram realizados diferentes estudos que revelaram possíveis causas. De acordo com experimentos do setor ótico, os genes podem determinar que as crianças apresentem predisposição para desenvolver a miopia. No entanto, isso não explica a mais recente explosão de casos. Por isso, os estudos se voltaram a outras possíveis causas.

causa da miopia

Para explicar o fato de que pelo menos 25 milhões de espanhóis possam estar sofrendo de miopia na atualidade, teríamos que falar de uma modificação genética. Porém essa explicação não é plausível em um espaço de tempo tão curto. Portanto, novas pesquisas se dedicaram a determinar outra provável causa para esses novos casos. Surpreendentemente, a descoberta acabou sendo um fator externo muito comum para crianças que vivem nas cidades: a falta de contato com ambientes ao ar livre. E, por consequência, pouca ou nenhuma exposição à luz solar.

De acordo com os argumentos da organização de Medicina Preventiva e Saúde Pública e em Ciências da Visão, mais de 50% da população mundial pode ser míope dentro de aproximadamente 35 anos. Nesse sentido, segundo a causa revelada, são as crianças que vivem em ambientes urbanos que correm maior risco.

Luz solar vs luz artificial

Acredita-se que o olho humano conseguiu se adaptar à luz artificial com muito esforço. Durante anos, tanto a luz do dia quanto a luz da noite foram substituídas pela iluminação elétrica. Esse tempo que passamos em ambientes internos nos deixou sem a possibilidade de regular nossa visão durante o processo em que a luz natural diurna se transforma na escuridão da noite.

De acordo com os estudos, a falta de exposição à luz natural afetou nossa saúde visual há muitos anos. Mas somente recentemente essa carência de contato com a luz natural aumentou. Nossas crianças têm cada vez menos contato com ambientes externos e, consequentemente, deixaram de ser estimuladas pela liberação de dopamina.

A falta de estimulação na retina induz a um alargamento excessivo da mesma durante a infância. Ao final desse período, esse alargamento provoca a miopia. A Universidade Nacional da Austrália determinou que um ambiente iluminado artificialmente não atinge o mínimo de luxes (unidade que mede a intensidade de iluminação)  necessária para estimular a retina. Esse mínimo seria de pelo menos 10 mil luxes. Em um ambiente artificialmente iluminado se atinge somente 500 luxes.

causa da miopia

 É possível prevenir a miopia?

Os pesquisadores realizaram estudos para garantir que as necessidades de luz natural sejam fornecidas como medida de proteção e prevenção da miopia. Por isso, eles sugerem que crianças e adolescentes deveriam ficar pelo menos três horas por dia em ambientes externos. No entanto, para prevenir a doença, cientistas taiwaneses estudam a possibilidade de estabelecer o mínimo de exposição diária à luz solar em 80 minutos.

O estudo mostrou uma diminuição na quantidade de casos de miopia quando se estabeleceu como regra a exposição solar de 80 minutos diários. Nesse sentido, poderíamos considerar que a exposição é um mecanismo efetivo de prevenção. Além de proteger a visão da crianças, estimula a substituição de atividades que poderiam ser prejudiciais à visão como ver televisão ou ficar em frente a telas de outros aparelhos eletrônicos durante muito tempo.