Abandono emocional: carta de uma filha ao seu pai

· 10 de outubro de 2017

Lamentavelmente a dor é uma realidade na nossa sociedade. Há muitas famílias que se desfazem por diversos motivos. Um dos mais dolorosos é o abandono emocional.

Hoje apresentamos para você a carta de uma filha ao seu pai. Nela descobriremos que o abandono emocional infantil é ainda mais difícil que o abandono físico que as crianças sofrem.

Abandono emocional infantil

Quando os pais se separam ou se divorciam é uma situação bastante difícil para as crianças. Elas não entendem o porquê, ou simplesmente não querem aceitar essa situação. Ao mesmo tempo é bem difícil explicar com palavras os sentimentos tão intensos que a separação dos pais pode provocar.

O abandono emocional infantil envolve desde crise de identidade até baixa autoestima. Essas crianças podem ter problemas para se relacionar com outras pessoas, podem desenvolver inseguranças e costumam pensar que nunca serão suficientemente valiosas para ninguém.

As crianças acham que fizeram alguma coisa errada para que um dos pais tenha escolhido ir embora.

Para uma criança é muito difícil aceitar que um dos seus pais preferiu outra família, e que decidiu nunca mais voltar para aquela que deixou para trás. Para as crianças,o processo de adaptação é bem difícil e elas precisam de estabilidade e amor constante, um refúgio emocional.

O abandono emocional infantil pode ser realmente doloroso. A seguir você vai encontrar a carta de uma filha para o pai que a abandonou.

Dizem que não conhecemos nossa própria força até o momento em que ser forte é a única opção que nos resta. Essa menina decidiu ser forte e curar as feridas com esta linda carta.

Carta de uma filha ao seu pai

Papai, quero que você saiba que penso em você o tempo todo.

Todos os dias eu me pergunto o que teria acontecido se você não tivesse ido embora, mas imagino que seja melhor assim.

Eu descobri minha paixão: a arte. Se você estivesse comigo, eu lhe pediria que me levasse em museus, exposições fotográficas e galerias de arte. Também pediria para me levar em peças de teatro, concertos musicais e lançamentos de livros. Tenho certeza de que ia ser muito legal.

A arte me ajudou a descobrir muitas coisas, a observar as pessoas e a deixar minha imaginação voar. Hoje a única coisa que eu queria era poder saber como é o seu sorriso.

Eu me pergunto como são seus olhos quando você fica triste, ou como sua testa enruga quando você fica bravo. Eu ia tirar muitas fotos suas, porque finalmente tenho a câmera que sempre quis e que tanto pedia.

Às vezes sonho em caminhar com você, e passear na rua enquanto descanso minha cabeça no seu ombro. Sempre tive vontade de saber o que eu sentiria se você me dissesse: “Que bonita você está!”. É uma pena que isso nunca tenha acontecido.

Não tem problema papai, eu entendo que você está muito ocupado.menina andando sozinha em uma estrada carregando um bicho de pelúcia

 

Você foi embora. Eu sei que não foi por minha culpa nem da mamãe. Eu sempre quis ser tão forte quanto ela, mas não consegui, porque apesar de tudo, sinto muito a sua falta.

Eu ainda me lembro do dia em que você foi embora. Eu queria ter sabido naquele momento que você nunca mais ia voltar, para poder lhe abraçar mais forte e lhe dizer que vou lhe amar para sempre.

Por que você não me disse a verdade, papai? Se você tivesse dito, hoje tudo seria mais fácil.

Eu queria que você tivesse escolhido eu e a mamãe. Eu precisava de você. Escutar suas palavras de conforto todas as manhãs, seus conselhos e, principalmente, escutar você deixar claro que nenhum homem deveria me tratar mal, para eu saber como sou importante. Hoje eu sei de tudo isso, mas teria sido mais fácil para mim se tivesse escutado essas palavras do meu pai.

Eu não lhe culpo. Não lhe culpo pelas minhas inseguranças, pelo medo terrível que eu tenho do abandono, pelo vazio que eu sinto. Muitas vezes achei que meus defeitos fossem maiores que minhas qualidades. Tudo isso está na minha mente, e eu devo aprender a lidar com essas coisas.

Eu tentei preencher de muitas maneiras esse vazio profundo que sinto, inclusive com formas que não me deixam orgulhosa.

Meus relacionamentos amorosos foram desastrosos pelo medo que eu sinto que me deixem. Às vezes eu chorava por pensar que não conseguiria me casar e isso me fez ser muito covarde no amor. A verdade é que eu não gostaria de sofrer o que a mamãe sofreu ao seu lado.

Para que servem as promessas se não são cumpridas?

moça com as mãos na cabeça sentindo abandono emocional

A mamãe e eu nos damos muito bem, e eu a admiro muito. Ela sempre está ao meu lado. Ela me ensinou que não importa o quanto a vida esteja difícil, sempre fica melhor quando sorrimos. Ela é uma mulher de verdade.

Quando eu olho pra mamãe, fica difícil entender a sua partida. Às vezes eu penso que você sentia medo da força e da vontade de seguir em frente dela. Por não se sentir capaz, você fugiu. Embora não caiba a mim julgar.

Eu sei que, se tivesse que escolher de novo com quem ficar, eu escolheria ela. Eu também sei que você ficaria com a sua outra família.

Espero de todo coração que você seja para sua esposa e para seus outros filhos, aquilo que não conseguiu ser para nós: um pai e um companheiro fiel. Eu me despeço com os olhos secos porque as lágrimas já não são mais necessárias hoje em dia.

Eu sei que disse que sempre ia lhe amar, mas hoje estou convencida de que a única coisa que eu amo é a ideia do que poderia ter sido. Eu só queria lhe agradecer pela vida, porque esse foi o maior presente que você já me deu. De verdade, espero que você esteja bem. Lhe mando um abraço e um beijo de despedida, onde quer que você esteja.

Hoje estou curada.