Alergia ao suor em crianças

· 14 de março de 2019
Muitas crianças sofrem de alergia ao suor devido a muitos fatores. No artigo a seguir, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

A sudorese é a resposta do corpo ao aumento da temperatura, já que o suor que evapora da pele resfria o corpo. No entanto, casos de alergia ao suor em crianças podem ocorrer. As causas comuns de sudorese que podem piorar esses sintomas são: fazer atividades físicas, altas temperaturas e estresse emocional.

Como consequência, o suor pode produzir uma reação atópica na forma de erupções ou manchas vermelhas. De qualquer forma, se isso acontecer com o seu filho, é necessário consultar o pediatra para que ele analise a causa e indique qual é a medicação necessária.

A pele sensível de bebês e crianças e o aumento da temperatura corporal é o que produz a alergia da qual muitas crianças sofrem. Embora seja verdade que as erupções cutâneas podem aparecer em qualquer parte do corpo, são mais comuns no tórax e nas extremidades.

O aparecimento de manchas geralmente causa coceira e desconforto nas crianças. Da mesma forma, esses sintomas podem ser acompanhados por dores de cabeça ou palpitações.

Tipos de alergia ao suor em crianças

Problemas tais como dermatite, urticária ou disidrose estão associados à alergia ao suor em crianças, na qual podemos distinguir três tipos como os mais comuns.

1. Dermatite atópica

A dermatite atópica é caracterizada pela vermelhidão no rosto. Aparece na testa e nas bochechas, além da cabeça, dos pulsos, cotovelos, joelhos, tornozelos e do pescoço.

Em geral, o aparecimento da dermatite atópica é promovido pelo contato com substâncias irritantes; tais como sabão e detergente, mas também pode ser causado pelo calor e pelo suor.

Por este motivo, recomenda-se enxaguar e secar suavemente a pele da criança. Isso vai evitar que o suor ou que outros produtos irritantes entrem em contato com a sua pele.

 Tipos de alergia ao suor em crianças

2. Urticária

Esse segundo tipo de alergia ao suor se manifesta na pele com manchas vermelhas e, às vezes, coceira. A inflamação afeta principalmente os braços, as pernas e o peito, mas também pode aparecer em qualquer parte do corpo do bebê ou da criança.

A urticária pode desaparecer sozinha em algumas horas ou dias. No entanto, essa condição é muito desconfortável. Por isso, consulte o médico do seu filho para que ele possa prescrever um medicamento para reduzir o inchaço e a coceira.

3. Disidrose

A sudorese e a umidade são fatores que causam esse distúrbio dermatológico, às vezes doloroso, nos bebês. Esse tipo de alergia é conhecido como um distúrbio de pele semelhante ao eczema, que geralmente afeta as mãos e os pés.

Essa condição cutânea aguda ou crônica é caracterizada pela formação de lesões bolhosas. O tratamento geralmente é local e se baseia na aplicação diária de um antisséptico e uma pomada anti-inflamatória para aliviar a dor.

Embora seja verdade que as erupções cutâneas podem aparecer em qualquer parte do corpo, elas são mais comuns no tórax e nas extremidades.

O que você pode fazer para evitar a alergia ao suor em crianças?

Na maioria dos casos, a reação ao suor nas crianças desaparece em poucos dias. Para ajudar a aliviar os sintomas, tenha em mente que o creme hidratante é o ideal, pois alivia a sensação de coceira e limita as erupções cutâneas.

De qualquer forma, é melhor prevenir do que remediar. Por isso, preparamos uma lista com algumas indicações simples que permitem saber como se deve tratar a alergia ao suor em crianças. Tome nota!

  • Cuidado com os produtos químicos, pois os sintomas aumentam com o seu uso.
  • Quando a criança tomar banho, devemos utilizar água morna ou fria a fim de reduzir a possibilidade de ter erupções cutâneas posteriormente.
  • Opte por roupas de algodão em vez de tecidos sintéticos, pois ajudam a transpirar melhor.
  • Escolha roupas respiráveis ao fazer atividades físicas, principalmente para evitar a transpiração excessiva.
  • Você deve evitar esponjas para que a criança não se machuque.
O que você pode fazer para evitar a alergia ao suor em crianças

  • Corte as unhas da criança para evitar que causem ferimentos nas áreas afetadas.
  • Cremes anti-inflamatórios podem ser uma solução perfeita para reduzir o inchaço.
  • Não agasalhe a criança em excesso e tenha cuidado com as mudanças de temperatura ao ir de um lugar para outro.
  • Mantenha a pele da criança limpa e hidratada.

Consulte o médico

Antes de finalizar, você deve saber que essa alergia em crianças é algo comum e que ocorre devido à reação da sua pele sensível perante a transpiração.

Em todo caso, você não deve se preocupar excessivamente, pois essa condição geralmente melhora tomando as devidas precauções. Além disso, à medida que a criança for crescendo, esse tipo de problema desaparece completamente.

De qualquer forma, como mãe, o mais importante é que você saiba como agir. Consultar um dermatologista é essencial a fim de identificar a causa e definir qual é a medicação que a criança precisa.

  • Boguniewicz, M., Covar, R. A., & Fleischer, D. M. (2010). Trastornos alérgicos. In W. W. Hay, M. J. Levin, J. M. Sondheimer, & R. R. Deterding (Eds.), Diagnóstico y tratamiento pediátricos, 19e. McGraw-Hill Education. https://doi.org/10.1016/j.biocon.2004.03.011
  • http://www.simphmedicalfitness.es/index.php/blog-sergio-simphronio/item/65-urticaria-colinergica-la-alergia-al-al-ejercicio-fisico-ii