Alimentos funcionais para crianças

10 de janeiro de 2020
Os alimentos funcionais para crianças são principalmente os probióticos e os prebióticos, que contribuem para melhorar a saúde da criança.

Os alimentos funcionais são alimentos que, independentemente do seu valor nutricional, têm um efeito benéfico para a nossa saúde, melhorando ou reduzindo o risco de doenças. Existem alimentos funcionais destinados à população infantil. Descubra quais são os alimentos funcionais para crianças e os efeitos que eles proporcionam.

Quais são os alimentos funcionais para crianças?

Um alimento funcional pode ser:

  • Um alimento natural
  • Aquele ao qual foi adicionado ou removido algum componente por meio de alguma tecnologia ou biotecnologia.
  • Quando a natureza de um ou mais componentes foi modificada.
  • A biodisponibilidade de um ou mais de seus componentes foi modificada.
  • Qualquer combinação possível dos itens acima.

Nesse conjunto de alimentos funcionais encontramos os probióticos e os prebióticos, que são os mais utilizados na nutrição infantil. Os probióticos e prebióticos modificam a flora intestinal para que efeitos benéficos possam ser obtidos pela criança.

Há também a combinação de pró e prebióticos, que são os simbióticos. Todos eles estimulam o crescimento seletivo de um número limitado de bactérias no cólon.

Alimentos funcionais para crianças

Probióticos

Esse grupo inclui os microrganismos vivos (bactérias e leveduras) que exercem um efeito positivo na saúde. Eles são usados ​​em alimentos como o iogurte, outros laticínios fermentados ou até mesmo produtos fermentados à base de carne.

Os microrganismos mais comumente utilizados ​​são as bactérias ácido-lácticas (Lactobacillus, Streptococcus e Bifidobacterium). Os mecanismos pelos quais exercem ações benéficas são:

  • Maior equilíbrio da microbiota do cólon e prevenção da diarreia causada pelo rotavírus no bebê.
  • Competição com microrganismos patogênicos pelos receptores e locais de ligação.
  • Produção de citocinas (proteínas capazes de coordenar a resposta do sistema imunológico).
  • Maior resposta da IgA secretora. 

Atualmente, existe um grande interesse em demonstrar uma relação entre os probióticos e as seguintes ações:

  • A prevenção e o tratamento do eczema atópico.
  • O tratamento da doença inflamatória intestinal.
  • prevenção da alergia alimentar.

Iogurte

É um excelente alimento para aumentar o suprimento de cálcio e outros nutrientes, principalmente para bebês e crianças com ingestão insuficiente de fórmula ou leite.

O iogurte é um tipo de leite fermentado, acidificado e coagulado através da ação do L. bulgaricus e Str. Thermophilus. adição de Lactobacillus casei ou outros lactobacilos ao iogurte parece aumentar a proporção fecal de lactobacilos, de modo que efeitos benéficos poderiam ser obtidos.       

Fórmulas infantis suplementadas com probióticos

No mercado, existem diferentes tipos de fórmulas infantis que podem ser divididas entre aquelas que possuem apenas prebióticos adicionados, aquelas que possuem prebióticos e probióticos ou aquelas que possuem probióticos exclusivamente.

A declaração da European Society for Paediatric Gastroenterology Hepatology and Nutrition (ESPGHAN) aprova a adição de probióticos às fórmulas de segmentomas não às de partida, uma vez que estas são espécies diferentes da flora intestinal da própria criança.

Portanto, devido ao estado do sistema imunológico do recém-nascido, somente pode haver probióticos nas fórmulas de segmento.

Alimentos funcionais para crianças

Prebióticos

Outro grupo de alimentos funcionais para crianças são os prebióticos. Os prebióticos são substâncias que não são digeríveis pelos seres humanos e que, como parte dos alimentos, podem proporcionar benefícios por meio da estimulação seletiva do crescimento ou da atividade de um grupo de bactérias intestinais.

A inulina e os frutooligossacarídeos (FOS) provêm, a nível industrial, da chicória, mas também estão presentes no trigo, na cebola, na banana, no alho e no alho-poró. Os FOS desempenham um papel importante no desenvolvimento da flora bacteriana intestinal.

A sua fermentação no cólon produz ácidos graxos de cadeia curta, tais como o acético, o propiônico e o butírico:

  • São uma fonte de energia para o colonócito.
  • Melhoram a biodisponibilidade de cálcio, magnésio, zinco e ferro.

Fórmulas infantis suplementadas com prebióticos

O leite maternocontém uma elevada quantidade de galacto-oligossacarídeos (GOS) complexos que agem como prebióticos naturais, promovendo o desenvolvimento das bifidobactérias. Por isso, existem fórmulas infantis com prebióticos para imitar a composição do leite materno.

As fórmulas com FOS e GOS favorecem o crescimento das bifidobactérias e lactobacilos da própria criança, tanto na parte superior do cólon quanto na parte inferior. Como o desenvolvimento da flora é característico de cada criança, eles podem ser incluídos tanto nas fórmulas de partida, quanto nas de segmento e crescimento.

  • Ewaschuk, J. B., & Dieleman, L. A. (2006). Probiotics and prebiotics in chronic inflammatory bowel diseases. World journal of gastroenterology12(37), 5941–5950.
  • Manual práctico de nutrición en pediatría. (2007) . Asociación española de pediatría.
  • Moro, G., Minoli, I., Mosca, M., Fanaro, S., Jelinek, J., Stahl, B., & Boehm, G. (2002). Dosage-related bifidogenic effects of galacto-and fructooligosaccharides in formula-fed term infants. Journal of pediatric gastroenterology and nutrition34(3), 291-295.
  • Oliveros Leal, L., & Moreno Villares, J. M. (n.d.). Prebióticos en fórmulas infantiles. Anales de Pediatría, Unidad Clínica del Hospital12.
  • Vitoria Miñana I. (2006). Alimentos funcionales en pediatría. En:AEPap ed. Curso de Actualización Pediatría 2006. Madrid: Exlibris Ediciones; 2006. p. 111-7.