Amor na adolescência: como enfrentar com sucesso

7 de março de 2018
É bom ajudar os adolescentes a viver com consciência sua primeira relação amorosa, pois provavelmente vai marcar os seus relacionamentos futuros. Nesse sentido, eles precisarão da orientação de seus pais para acompanhá-los a enfrentar esse primeiro amor.

Os profissionais afirmam que o amor na adolescência determina os parâmetros emocionais das pessoas durante toda a vida. Isso significa que, se durante este período a pessoa viver seu primeiro amor saudável e bonito, irá experimentar seus relacionamentos futuros da mesma maneira.

Por outro lado, se, pelo contrário, viver um relacionamento desagradável ou amargo, é possível que sempre repita essa experiência ruim.

Se sentir amado é uma condição inata do ser humano. E é na adolescência que as mudanças físicas e hormonais intensificam os sentimentos ou as emoções. Você quer acompanhar seu filho para viver o amor na adolescência de maneira saudável? Descubra aqui o que você pode fazer.

Qual tipo de amor o adolescente sente

Existem diferentes tipos de amor na vida do ser humano, entre eles temos amor fraternal, o filial e o de amizade. Alguns deles são sentidos desde o momento em que nascemos.

Um exemplo é o amor filial; o que os filhos recebem de seus pais. No entanto, o amor romântico começa a despertar durante o período da adolescência.

O amor na adolescência: principais características

O amor romântico, às vezes, vem de uma relação anterior de amizade que se tem com uma pessoa. Além disso, é caracterizado por duas qualidades muito relevantes:

Intensa atração sexual

É natural que os jovens sintam atração física por uma pessoa em particular e desejem estar com ela o tempo todo. Este desejo é acompanhado pela necessidade sensorial de se beijar, se tocar, se acariciar e até mesmo de ter relações sexuais com essa pessoa.

Apego emocional

É o vínculo de um tipo afetivo criado em relação à pessoa amada pelo jovem. Esta qualidade se distingue pelo compartilhamento de pensamentos, sentimentos e gostos em comum que não se sente com mais ninguém.

Conselhos para os pais dos adolescentes no primeiro amor

Para muitos pais, descobrir que seus filhos estão apaixonados é algo que lhes causa angústia e preocupação. A seguir, daremos algumas recomendações sobre o que você deve e não deve fazer diante desta situação:

  • Respeitar a privacidade do adolescente. Deixe que seja o jovem a tomar a iniciativa de falar sobre suas experiências. Não insista em conversar sobre isso se ele não quiser.
  • Nunca zombar dos sentimentos que seu filho está experimentando. Isso pode fazer o jovem evitar falar livremente sobre seus sentimentos. Tenha cuidado com o que você diz.
  • Deixar que expressem o que sentem. Viver a primeira paixão pode fazer com que o jovem queira compartilhar sua felicidade com as pessoas de quem gosta. Você não deve reprimi-lo. Permitir que seu filho diga o que sente irá ajudá-lo a se tornar um adulto emocionalmente saudável.
  • Não falar mal da pessoa por quem seu filho se apaixonou. Isso vai fazer com que ele se irrite com você e vai reduzir a confiança que ele depositou em você até agora. Se você precisa dizer algo a respeito, deve fazer isso com amor, paciência e respeito.
  • Fortalecer a autoestima. Isso irá ajudá-lo a lidar com os sabores amargos que o amor muitas vezes deixa, tais como a rejeição ou a dor.

“Os profissionais sustentam que o amor na adolescência determina para toda a vida os parâmetros afetivos das pessoas”

  • Conversar sobre sexualidade. O amor nesta fase da vida dos jovens é um momento essencial para tocar no assunto do sexo. O ideal seria que o tema surgisse naturalmente, e não que você forçasse a conversa. Lembre-se de que pode causar muita vergonha falar sobre isso, então você deve ser delicada e compreensível ao fazer isso.
  • Dar conselhos. Seus filhos já estão começando a amadurecer e é por isso que você deve falar com eles de forma clara, direta e sincera. Você não deve enganá-los ou dizer coisas apenas para ficar bem.

  • Não se esquecer de manter a disciplina. Eles podem se sentir mais velhos por causa das mudanças que estão vivendo, talvez porque tenham uma namorada ou um namorado. Mas isso não os livra de cumprirem seus deveres dentro de casa, se certifique de que te obedeçam.

Em conclusão, experimentar o amor na adolescência é um sentimento que deixará uma marca na vida do jovem. A maneira mais saudável de viver esse momento é com o apoio e a companhia dos pais.

Portanto, você deve ser uma aliada e conselheira nesta linda fase da vida.