Os amores de verão na adolescência

20 Fevereiro, 2020
O seu filho se apaixonou durante o verão? Informe-se sobre o porquê dos amores de verão na adolescência e o que você pode fazer a respeito.

Os amores de verão na adolescência marcam uma etapa importante para os jovens. É frequente que eles voltem das férias com uma grande ilusão, e talvez o primeiro amor.

No entanto, apaixonar-se no verão pode ter consequências para os jovens. Por essa razão, você precisa estar atenta ao comportamento do seu filho e saber como oferecer apoio e orientação para ele.

Por que é comum o desejo de se apaixonar durante o verão?

Muitas vezes, o verão é a época na qual chegam os novos amores, pois nesse período a testosterona, o principal hormônio do amor e do desejo sexual, aumenta.

Além disso, durante essa estação, os jovens têm mais tempo livre. Por essa razão, costumam sair de férias para se divertir e conhecer pessoas, o que, então, favorece que eles sintam o desejo de começar uma relação.

Durante a flor da juventude, os desejos sexuais e os sentimentos se acentuam. Para os jovens, trata-se de uma nova emoção. Portanto, provoca nervosismo, perturbação e até mesmo falta de confiança. Ainda assim, o desejo de se apaixonar é natural e envolve a escolha de duas pessoas e o desenvolvimento de um roteiro amoroso.

Quando isso ocorre, chega o primeiro amor do seu filho. Assim, essa é a primeira tentativa dele de transformação em direção à vida adulta. Esse processo pode determinar para toda a vida os parâmetros afetivos do jovem e as suas relações futuras.

Ainda que os romances dos jovens no verão costumem ser efêmeros, eles são vividos com grande intensidade. Para o adolescente, pode ser um assunto muito sério. Aliás, em alguns casos, pode gerar sofrimento para ele se o amor terminar no final do verão. Por isso, é vital que você ofereça ao seu filho o apoio necessário.

Os amores de verão na adolescência

Amores de verão na adolescência: o papel dos pais

Embora os amores de verão na adolescência constituam uma etapa bonita na vida do seu filho, também envolvem riscos. Por esse motivo, é necessário que eles recebam educação sexual desde cedo. Dessa maneira, é possível evitar sofrimentos e problemas.

É importante também que os pais saibam como reagir diante da situação do adolescente. Você precisa saber o que fazer antes e durante essa fase do seu filho.

“O desejo de se apaixonar é natural e envolve a escolha de duas pessoas e o desenvolvimento de um roteiro amoroso. É a primeira tentativa do seu filho de transformação em direção à vida adulta”.

Antes e durante a adolescência

A cada dia, as crianças são expostas ao assunto do sexo e do amor em idades mais precoces. De fato, é comum observar que os jovens vejam esse tema como uma simples brincadeira.

Portanto, é importante conversar sobre esse assunto desde cedo. Assim, quando chegarem os amores de verão na adolescência, os jovens poderão enfrentá-los e vivê-los sem sofrerem consequências indesejadas.

É vital que, durante a infância, você converse com o seu filho sobre as mudanças na puberdade e sobre a sexualidade. Além disso, você deve avisá-lo sobre os perigos de ter relações sexuais sem proteção.

Converse com os adolescentes sobre as emoções que vão experimentar. Também é importante ensinar a respeitar os sentimentos dos demais, pois isso será uma qualidade útil ao se apaixonarem.

Ainda que para muitos pais seja um grande desafio falar sobre esse tema, você conseguirá. Procure momentos tranquilos em situações cotidianas para conversar com o seu filho, mas sem forçar. Talvez quando vocês estiverem jogando em casa ou caminhando pelo parque possam ser boas ocasiões.

Por fim, lembre-se de manter o vínculo afetivo com o seu filho. Isso vai estreitar os laços entre vocês e proporcionar a confiança necessária para que ele comente com você os problemas dele.

Os amores de verão na adolescência

Durante o primeiro amor de verão

Na adolescência, é comum se confundir com os sentimentos experimentados. De fato, os amores costumam ser passageiros e volúveis. Geralmente, os romances durante a época de verão são propícios a ter finais repentinos. Ainda assim, o estado de paixonite altera o estado vital do adolescente, ou seja, tudo passa para segundo plano.

Durante esse processo, é necessário o apoio da família. Ao descobrir ou receber a notícia de que o primeiro amor de verão do seu filho chegou, não se assuste. Tente compreender o seu filho, escute com atenção o que ele tiver para contar e o incentive a expressar o que sente. Além disso, evite dar conselhos antes que ele termine de falar.

Por outro lado, ajude-o a ver como controlar os seus impulsos. É importante que ele reconheça que não tem por que ceder às pressões dos demais.

Em conclusão, o surgimento dos amores de verão na adolescência é um período pelo qual quase todos os jovens passam. Sem dúvida, é uma experiência que repercute na vida do seu filho. Portanto, ajude-o a fazer com que seja inesquecível sem sofrer consequências negativas.