Aparelhos ortodônticos em crianças: recomendações

· 29 de abril de 2019
Problemas na mordida e na posição dos dentes são comuns e podem ser detectados em idade precoce. Portanto, ver crianças com aparelhos ortodônticos é cada vez mais comum, uma vez que visa a obter uma arcada simétrica, corrigir problemas funcionais ou melhorar a estética bucal. No entanto, é aconselhável colocá-lo quando a dentição já estiver completa.

Os especialistas recomendam que os primeiros exames odontológicos das crianças sejam feitos aos 7 anos, quando os molares e incisivos já tiverem saído e for mais fácil avaliar sua posição. Se houver um problema, é hora de iniciar um tratamento. Crianças com aparelhos ortodônticos devem ser avaliadas gradualmente para obtenção de resultados satisfatórios.

A saúde bucal é muito importante. Na verdade, poucas pessoas gozam de uma bela dentição por natureza, por isso a maioria precisa de um tratamento ortodôntico.

No entanto, as perguntas mais frequentes que os pais se fazem, e talvez você também, são: quando recorrer aos aparelhos ortodônticos? O que é necessário para um tratamento ortodôntico?

Quando recorrer aos aparelhos ortodônticos?

Embora em tenra idade você possa iniciar tratamentos ortodônticos, é melhor fazê-lo quando a maior parte dos dentes já tiver surgido, ou seja, entre 9 e 12 anos de idade.

Porém, também pode haver crianças mais jovens com aparelhos ortodônticos. Isso geralmente se deve a fatores diferentes, como mordida cruzada, problemas genéticos no palato, uso de chupeta ou dedo na boca.

Para que servem?

Os aparelhos ortodônticos têm pelo menos três objetivos fundamentais:

  • Conseguir simetria na dentição.
  • Corrigir problemas funcionais.
  • Melhorar a aparência física ou a estética bucal.

Recentemente, concluiu-se que a saúde bucal afeta o bem-estar de todo o organismo. É por isso que os tratamentos dentários preventivos e corretivos evoluíram.

menina de aparelho ortodôntico

Além disso, a conscientização dos pais permitiu mais crianças com aparelhos ortodônticos. Isso impede que elas tenham baixa autoestima, melhorando sua aparência e saúde no futuro.

Quando as anomalias dentárias são atendidas em uma idade precoce, processos irritantes e mais caros são evitados no futuro, talvez devido a ter que realizar outro tipo de tratamento, como os cirúrgicos.

Além disso, durante a infância, será mais fácil reordenar e corrigir a posição da arcada dentária, uma vez que a criança está no início de sua formação e será mais calma.

Instrumentos de acordo com o problema a corrigir

As inovações médicas chegaram aos tratamentos odontológicos. Atualmente, existem vários tipos de aparelhos recomendados para diferentes condições em crianças que necessitam de aparelhos ortodônticos.

Existe até aparelhos ortodônticos interceptivos, que são colocados mesmo que o seu filho ainda não tenha trocado todos os dentes.

As ferramentas para correção de malformações dentárias são de dois tipos: aparelhos ortodônticos fixos e aparelhos ortodônticos removível.

Aparelhos ortodônticos fixos

Esses aparelhos permanecem ligados aos dentes e alguns se tornaram muito populares, como os brackets. Estes servem para redirecionar os dentes para lhes dar a simetria e o alinhamento correto. Outros têm o objetivo de corrigir maus hábitos.

Aparelhos ortodônticos removíveis

Eles podem ser manipulados pelo usuário, são de material leve e ficam presos com um pequeno gancho aos molares. Seu uso é muito específico, então o resultado dependerá do tempo que seu filho o usar.

O interessante é que os avanços tecnológicos e médicos aplicados pelos ortodontistas permitiram que esses aparelhos se tornassem mais leves, de maior qualidade, confortáveis ​​e seguros. Muitas vezes passam despercebidos devido ao design.

“Recentemente, concluiu-se que a saúde bucal afeta o bem-estar de todo o organismo.”

O que é necessário para um tratamento ortodôntico?

O seu médico especialista deve realizar certos testes, incluindo uma radiografia maxilo-facial ou panorâmica. Dessa forma, será possível determinar onde está o problema e buscar o melhor tratamento no caso de cada criança.

Recomendações para crianças com aparelhos ortodônticos

Você pode levar em consideração essas diretrizes para que a vida de seus filhos que usam aparelhos ortodônticos seja mais fácil:

  • No caso de aparelhos ortodônticos removíveis, a criança deve carregar um estojo onde possa guardá-lo com segurança enquanto estiver comendo.
  • Tanto a higiene como a escovação da boca serão essenciais, assim como a limpeza delicada ou atenta do aparelho.
  • Comparecer sem falta às consultas de manutenção necessárias, de modo a não atrasar o progresso do tratamento.
menino no dentista

Seguir essas recomendações pode impedir que a criança tenha que usar a aparelhos ortodônticos por mais tempo do que o necessário. Assim, o dentista poderá fazer maiores ajustes em cada consulta de acordo com o consequente desconforto físico, principalmente no caso do aparelho ortodôntico com brackets.

Lembre-se de que os problemas de mordida cruzada e outros relacionados à dentição são mais comuns do que você imagina. Eles podem até condicionar o modo de falar, mastigar e respirar de seu filho.

Portanto, não pense que é bobagem: leve seus filhos a uma consulta odontológica para começar a cuidar de sua saúde de todas as maneiras.