Dentição em bebês: o que fazer para aliviar a dor?

· 20 de janeiro de 2019
Quando a dentição vai surgindo nos bebês, podem aparecer sintomas de desconforto, dor e sensação de mal-estar. Para evitar tudo isso, existem alguns bons hábitos que podem ser implementados, além de remédios caseiros muito eficazes.

O sorriso do bebê começa a ser pintado de branco. Os primeiros dentes aparecem entre o terceiro e o sexto mês de vida. Para alguns pequeninos, essa novidade é apenas um incômodo que diminui com o mimo da mamãe. Para outros, no entanto, significa desconforto, dor e mal-estar. Como aliviar a dor da dentição em bebês?

A dor e o desconforto vêm da inflamação da gengiva. Na dentição dos bebês, o surgimento dos dentes incisivos inferiores pode ser a primeira coisa a acontecer.

Esse processo depende de fatores genéticos ou dos meses de gestação que se passaram. No entanto, qualquer que seja o mês, o surgimento dos dentinhos pode ser muito irritante para os pequenos.

Sintomas de desconforto da dentição em bebês

A pressão do dente na gengiva produz uma sensação de desconforto que, às vezes, é difícil de lidar. Geralmente acontece que os bebês tocam suas gengivas com as línguas quando seus primeiros dentes começam a surgir.

Eles percebem a inflamação, ao mesmo tempo em que sentem a dor. Por essa razão, eles costumam colocar coisas na boca em busca de alívio.

Outro sinal de dentição em bebês é a típica “baba”. Isso ocorre porque o movimento constante da língua em contato com a área inflamada faz com que mais saliva seja secretada.

Por sua vez, a saliva começa a escorrer porque os pequenos ainda não incorporaram o reflexo de engolir em ritmo regular.

É provável que o bebê chore e acorde mais frequentemente à noite durante o estágio da dentição. Isso acontece porque a dor das gengivas adota o ritmo cardíaco. À noite e deitado, a dor latejante tende a se intensificar.

Dentição em bebês

Por outro lado, devemos nos lembrar que a dor pode preceder o aparecimento dos primeiros dentes em até três semanas. Ocasionalmente, a inflamação pelo surgimento do broto dentário causa traços de febre nos bebês.

Desconforto secundário devido à dentição em bebês

Além da dor causada pela inflamação, alguns efeitos secundários podem surgir. O primeiro é que a saliva constante no queixo faz com que, em poucos segundos, o bebê acabe encharcado.

Para resolver esse tipo de problema, nada melhor do que um típico babador e, além disso, lavar a área do queixo para evitar vermelhidão. No entanto, é muito provável que outras soluções sejam necessárias quando a saliva é abundante.

Em segundo lugar, o bebê pode ter a área de contato do corpo com a fralda irritada. Isso acontece porque a primeira dentição altera o pH da saliva. Como consequência disso, há uma mudança no pH da própria urina.

Para que a pele em contato com a urina não fique irritada, é melhor trocar a fralda toda vez que estiver molhada.

“A pressão do dente na gengiva produz uma sensação de desconforto que, às vezes, é difícil de lidar”

Como aliviar a dor

Além da dose de paracetamol e ibuprofeno que os pediatras recomendam, existem alguns truques caseiros tão antigos quanto a própria dor. Estes são os mais conhecidos:

  • Massagem suave: enquanto os bebês ainda não têm suas habilidades motoras desenvolvidas, não conseguem se massagear. Se a gengiva estiver muito inflamada, é melhor não tocá-la.
    • Porém, caso não esteja, você pode pressionar suavemente a área ou simplesmente esfregá-la suavemente com o dedo o mais gelado possível.
  • Sorvete de leite: seja leite materno ou não, o importante é que o bebê goste o suficiente do sabor para tomar sem esforço. O gelo é a primeira coisa que se aplica nesse tipo de inflamação.
    • O sorvete pode ser feito em forminhas de gelo ou em moldes específicos.
Dentição em bebês

  • Mordedores: há novos colares para mães ou pais com mordedores incluídos. Os específicos para a dentição em bebês são aqueles que têm água e que podem ser colocados geladeira.
    • Além disso, existem géis especiais vendidos em farmácias que também proporcionam alívio às crianças.
  • Toalhas úmidas congeladas: essa é uma boa opção para os bebês que acham o mordedor comercial muito duro ou desconfortável.
    • Toalhas são fáceis de segurar, embora seja conveniente que uma parte esteja seca para que as mãos não gelem.

Considerações finais

A dentição em bebês aparece simetricamente entre as gengivas superiores e inferiores. Começa antes dos seis meses e termina aos dois anos, com os segundos molares.

Embora a dor e o desconforto sejam normais durante esse estágio, você deve estar sempre alerta para outros sintomas

Febre acima de 38°C deve ser controlada por especialistas, assim como qualquer comportamento do bebê que os pais interpretem como incomum.