O que é a aprendizagem por pesquisa?

21 Janeiro, 2021
Surge uma interessante abordagem do ensino, denominada aprendizagem por pesquisa, que tem como objetivo promover uma atitude ativa dos alunos através da pesquisa como uma forma de aprendizagem.

Para que um aluno aprenda, não basta que ele memorize conceitos. Também é preciso que o seu interesse por um problema seja despertado e que ele se sinta motivado a buscar soluções e respostas. No âmbito da aprendizagem por pesquisa, a surpresa e a descoberta de ideias são os gatilhos para a exploração, a análise e a reflexão sobre os conhecimentos.

Curiosidade e pesquisa, as bases da aprendizagem por pesquisa

A aprendizagem por pesquisa é uma abordagem de ensino-aprendizagem por meio da qual o professor ajuda os alunos a encontrar soluções para problemas educacionais. Assim, a aprendizagem por pesquisa tem como objetivo motivar os alunos a participar, de forma ativa e colaborativa, de um processo de pesquisa.

Nesse processo, devem ser feitas perguntas, iniciando um caminho ativo de observação, coleta e análise de informações, bem como de busca bibliográfica e empírica, para que seja possível interpretar os dados e chegar a conclusões a partir de diferentes hipóteses e suposições relativas a um problema inicial.

o ensino por investigação

Portanto, é interessante o que propõe o estudo La indagación: una estrategia innovadora para el aprendizaje de procesos de investigación (A pesquisa: uma estratégia inovadora para a aprendizagem de processos de pesquisa, em tradução livre).

Nele, afirma-se que o ensino com base na pesquisa ajuda os alunos a estabelecer relações entre o teórico e o empírico de uma forma mais simples e a reconhecer a teoria que fundamenta o conhecimento prático.

Portanto, os pilares da aprendizagem por pesquisa são a curiosidade constante e a copesquisa realizada entre professor-aluno e aluno-aluno. E, conforme indica Patricia Escalante Arauz em um artigo, a aprendizagem por pesquisa consiste em “um processo que ocorre em um ambiente de aprendizagem física, intelectual e social”.

Principais vantagens da aprendizagem por pesquisa

  • Motiva e desperta o interesse e a curiosidade pelo conhecimento.
  • Incentiva e desenvolve a aprendizagem cooperativa e colaborativa, bem como a copesquisa.
  • Potencializa o pensamento sistemático.
  • Aguça a observação e a memória.
  • Promove a participação ativa dos alunos na aquisição de conhecimentos.
  • Desenvolve o pensamento crítico e a capacidade analítica.
  • Estimula a criatividade para justificar, argumentar e refutar conceitos e ideias.
  • Incentiva o uso de recursos tecnológicos que auxiliem na visualização, coleta, análise e armazenamento de informações e conhecimentos.

A importância das questões essenciais na pesquisa

É necessário enfatizar que, para que o ensino por investigação seja realmente significativo, a proposta de ensino desempenha um papel fundamental. Ou seja, é muito importante a forma como o educador levanta o problema inicial que os alunos devem pesquisar.

Nesse sentido, para que a investigação seja efetiva, é preciso partir de questões essenciais e não de perguntas simples, pois estas últimas, conforme também sugere Patricia Escalante Arauz, são “uma janela aberta para o entendimento”.

A autora sustenta que não é igual fazer uma pergunta simples a partir de um fato, como, por exemplo: “O que é a arte do Renascimento?”, do que estabelecer uma questão essencial como: “Como a arte reflete ou muda a cultura?”

Certamente, uma questão substancial não tem uma resposta única e, portanto, ela incita e estimula a pesquisa e a investigação para compreender a sua resposta. É o próprio processo de investigação que leva os alunos à participação, ao diálogo, ao debate e à integração de disciplinas ou matérias para encontrar soluções.

o ensino por investigação

A aprendizagem por pesquisa e o papel da tecnologia

A incorporação da tecnologia pode contribuir para o desenvolvimento da aprendizagem por pesquisa de forma significativa. Internet, infinitos sites, aplicativos e plataformas de diversos tipos permitem que a pesquisa, em um processo de investigação, seja muito mais ampla, complexa e detalhada.

Graças à tecnologia, os alunos têm acesso a uma infinidade de conteúdos e informações. Além disso, eles também podem acessar diferentes formas de visualizar, organizar e armazenar as informações. E isso não é tudo, pois a tecnologia também permite que as crianças trabalhem remotamente, mas, ao mesmo tempo, de forma colaborativa.

Portanto, a aprendizagem por pesquisa, juntamente com os recursos tecnológicos que temos atualmente, é algo muito eficaz e poderoso. A tecnologia abre aos alunos um universo de infinitas possibilidades para explorar e descobrir o conhecimento.

Conforme mencionado no início, a pesquisa é um estado mental caracterizado pela curiosidade e pela investigação. Pesquisar é buscar a verdade, a informação ou o conhecimento. Portanto, a aprendizagem por pesquisa nunca é uma aprendizagem passiva, mas sim um ensino com base em um processo ativo no qual participam tanto o aluno quanto o professor.

Desse modo, faz muito sentido um postulado ao qual se referem muitos dos estudos e pesquisas que falam sobre a aprendizagem por pesquisa: “Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e eu lembrarei. Envolva-me e eu aprenderei”. Certamente, esse postulado define a essência da aprendizagem por pesquisa