As 4 melhores massagens durante a gravidez

· 16 de outubro de 2018
Se você estiver grávida, esses quatro tipos de massagens serão essenciais para melhorar o seu desconforto. Além disso, elas servirão para enfrentar melhor o momento do parto.

Embora seja uma fase muito bonita, a gravidez requer aprender a lidar com mudanças físicas e mentais para torná-la agradável e relaxada.

Receber massagens durante a gravidez pode ser muito benéfico para a mãe se sentir melhor.

Assim, ela pode enfrentar todas as mudanças que ocorrem à medida que os meses avançam de uma forma mais relaxada.

A gravidez é um estágio que traz muitas mudanças para as mulheres e o desconforto é praticamente inevitável. Uma maneira de reduzir é com boas massagens durante a gravidez.

As massagens são, sem dúvida, uma maneira eficaz e fácil de aliviar os desconfortos. Na verdade, existem vários tipos de massagens durante a gravidez.

Dessa forma, as diferentes necessidades das mulheres podem ser atendidas, além de beneficiar não só a mãe, mas também o bebê.

As 4 melhores massagens durante a gravidez

1.- Massagens na cabeça, rosto e pescoço

Trata-se de uma série de excelentes massagens para diminuir a tensão no corpo.

No caso da cabeça, basta exercer um pouco de pressão no couro cabeludo com a ajuda dos dedos. Isso vai ajudar a evitar dores de cabeça durante a gravidez.

É uma massagem eficaz e pode ser feita tranquilamente no conforto da casa. Existem também alguns acessórios para passar no couro cabeludo que produzem uma sensação de bem-estar geral.

Os músculos do rosto e pescoço também recebem muita tensão no dia a dia.

Como são músculos muito sensíveis, a irrigação do sangue no rosto melhora de maneira eficiente ao realizar massagens leves, o que ajuda a reduzir a tensão. Essas massagens são extremamente simples.

Faça movimentos para cima partindo do pescoço com pequenos toques com as pontas dos dedos, passando pelo queixo, bochechas, orelhas, têmporas, testa e, principalmente, as sobrancelhas, onde se acumula muita tensão.

Esse tipo de massagem é muito relaxante e, além disso, é adequadas para ser realizada em qualquer fase da gravidez.

massagens durante a gravidez

2.- Massagens nas pernas, tornozelos e pés

Algumas das massagens que não podem faltar durante a fase de gestação são aquelas feitas nas pernas, tornozelos e pés.

As extremidades inferiores são aquelas que recebem a maior sobrecarga de pressão. Por isso, tendem a sofrer dores, retenção de líquidos e inchaço.

Isso causa muito desconforto para as mulheres durante a gravidez, especialmente à medida que o tempo passa. As massagens nos membros inferiores ajudam a ativar a circulação.

O ideal é que você receba a massagem de um especialista, pois ele vai saber o que fazer para obter o melhor efeito.

Da mesma forma, o seu parceiro pode ajudar em casa com massagens mais leves.

Este tipo de massagem vai ajudar a reduzir a inflamação, a dor, a retenção de líquidos e o aparecimento de cãibras nas pernas.

“A gravidez traz muitas mudanças para as mulheres e o desconforto é praticamente inevitável. Uma maneira de reduzi-los é com boas massagens “

3.- Massagem nas costas

A parte inferior das costas é uma das áreas mais afetadas durante a gravidez. Isto acontece devido ao aumento de peso durante este período.

Essas massagens também devem ser feitas por um especialista. Com essa massagem, é possível reduzir a tensão na região lombar.

Igualmente, é possível tentar evitar ou pelo menos reduzir a inflamação dos nervos e dos músculos. Dessa forma, possíveis lesões são prevenidas.

Estas massagens são recomendadas a partir do segundo e terceiro trimestres, que é quando o aumento de peso se torna mais perceptível.

massagens durante a gravidez

4.- Massagem na área perineal

Essas massagens são ideais para se preparar para o momento do parto. É um tipo de massagem que pode ser perfeitamente feito em casa.

As massagens na região perineal são recomendadas por especialistas em obstetrícia no terceiro trimestre da gravidez. A ideia é realizar alongamentos e massagens suaves na área perianal.

Dessa forma, você pode evitar a ruptura da área ou até mesmo a realização de episiotomia no momento do parto.

É aconselhável, portanto, realizá-las por 5 minutos todos os dias e começar aproximadamente 6 semanas antes da data prevista para o parto.

Antes de realizar qualquer tipo de massagem durante a gravidez, é aconselhável consultar o médico.

Ele é o profissional que pode dizer quais são as mais indicadas, além do tempo e da quantidade apropriada.