As consequências de dormir mal na adolescência

7 de outubro de 2019
Dormir é fundamental para o desenvolvimento dos adolescentes. A seguir, explicaremos as consequências de dormir mal durante essa etapa.

Dormir é um ato que realizamos de forma automática, diariamente. É uma atividade muito importante para revigorar a mente e o corpo. Portanto, é fundamental para qualquer pessoa, mas, essencialmente, para aquelas que estão em processo de desenvolvimento. Por isso, criamos este artigo sobre as consequências de dormir mal na adolescência.

Durante essa etapa, os jovens passam por várias mudanças – físicas, psicológicas, emocionais e sociais – que também podem afetar a qualidade do sono.

Os motivos de dormir mal durante a adolescência

Ao dormir, alternam-se, durante a noite, dois tipos de sono:

  • O sono NREM: distribuído em quatro fases, desde a transição do sono-vigília até o sono de ondas lentas;
  • O sono REM: também conhecido como paradoxal ou de movimentos oculares rápidos.

Nesse sentido, o sono profundo de ondas lentas parece ser a fase mais importante. Já que tem a função básica de diminuir o metabolismo cerebral e permitir que o cérebro descanse. Além disso, acredita-se que o sono REM tem relação com o desenvolvimento do cérebro e do aprendizado.

As consequências de dormir mal na adolescência

Essas fases podem ser modificadas facilmente durante a adolescência, devido aos fatores vinculados atualmente à má higiene do sono ou às exigências sociais que os jovens estudantes vivenciam.

A higiene do sono

Uma boa higiene do sono implica obedecer a uma série de práticas necessárias para manter um estado normal durante o sono noturno e durante a vigília diurna. Assim, os motivos de dormir mal na adolescência podem ser:

  • Ter hábitos de alimentação pouco saudáveis;
  • Fazer exercício antes de dormir.
  • Ingerir determinadas substâncias, como café, bebidas energéticas, tabaco, álcool ou outras drogas;
  • Ver séries ou filmes até tarde da noite;
  • Utilizar celular antes de dormir;
  • Jogar videogame durante a noite.

“A fase de transição da infância à vida adulta deve facilitar o desenvolvimento de um adulto maduro, responsável e bem preparado. Para tanto, é necessário um triunvirato de hábitos saudáveis de vida aliados aos estilos de vida duradouros. Os hábitos nutricionais e o exercício físico são pilares fundamentais. Um sono saudável e adequado permite horas saudáveis de vigília. Não teremos saúde se nosso sono não for saudável. No entanto, o entendimento desse terceiro pilar da saúde, geralmente, é ausente ou mínimo”

 – William Charles Dement –

As exigências sociais

Se pensarmos nas altas exigências que há na sociedade atual, é possível entender por que as demandas acadêmicas e sociais afetem o sono dos adolescentes.

Em muitos casos, eles buscam atividades extracurriculares ou passam a tarde com seu grupo de amigos, e isso não lhes permite realizar suas obrigações acadêmicas durante o dia.

Efetivamente, muitos jovens estudantes varam noites acordados para dar conta de suas tarefas ou estudar para as provas.

Paradoxalmente, dormir poucas horas está relacionado a resultados ruins, posto que os adolescentes precisam de ótimos níveis de qualidade sono para obter e processar a informação adequadamente, facilitando, também, o processo de aprendizagem.

Os motivos de dormir mal na adolescência

As consequências de dormir mal durante a adolescência

Durante a vida escolar, os adolescentes precisam enfrentar, diariamente, uma jornada de estudos de várias horas, a qual pode ser afetada pelo fato de ter dormido mal na noite anterior. Isso pode acarretar diversas consequências nocivas, como:

  • Dificuldade para estar atento à explicação do professor;
  • Problemas de concentração ao realizar as tarefas;
  • Fadiga e cansaço diurno;
  • Perda de memória;
  • Dificuldade para fazer anotações sem se distrair;
  • Problemas sociais;
  • Baixo rendimento acadêmico ou fracasso escolar;
  • Irritabilidade e mudanças no estado de ânimo;
  • Redução da motivação e da energia;
  • Déficit na resolução de problemas e para tomar decisões.

Definitivamente, dormir mal prejudica o bom funcionamento do corpo e da mente, provocando disfunções cognitivas, motoras e do estado de ânimo, que podem afetar a vida cotidiana. Assim, é preciso solucionar os problemas relativos à privação do sono durante a adolescência, uma vez que estes podem se agravar na vida adulta.

  • Andreu, M. M. y Arboledas, G. P. (2013). Trastornos del sueño durante la adolescencia. Revista de3, 29-66.
  • Carlson, N.R. (2006). Fisiología de la conducta. Madrid: Pearson Educación.
  • Sierra, J.C., Jiménez-Navarro, C. y Martín-Ortiz, J.D. (2002). Calidad del sueño en estudiantes universitarios: importancia de la higiene del sueño. Salud Mental25(6), 35-43.