As crianças podem escolher as próprias roupas?

18 de junho de 2018
Em um de seus livros, a psicóloga Rosa Jove afirma que a maioria dos pais quer que os filhos se tornem adultos independentes, saudáveis e capazes de tomar decisões corretas. Mas às vezes nós não os deixamos ser.

Nesse sentido, você pode estar se perguntando: as crianças podem escolher as próprias roupas? Experimentar sempre é bom, especialmente se elas têm seu apoio e orientação.

Quando tinha nove anos de idade, tive a minha primeira discussão com a minha mãe porque não queria usar a roupa que ela havia escolhido para mim.

Teria sido uma situação muito tranquila se a minha mãe tivesse compreendido que aquela situação era a voz de uma menina que pedia alguma independência.

Aquele episódio foi um verdadeiro drama. Ambas lutávamos para impor nossas opiniões. Mamãe, sem saber, começava a enfrentar uma adolescente e não entendia isso. Eu também não sabia que o capricho de escolher a roupa era uma pequena conquista para mim.

Agora, o jogo é outro, os filhos têm voz e voto desde pequenos. Eles são ouvidos e respeitados em questões como o que usar e os pais vão entendendo que podem ceder em situações como as preferências das crianças por suas roupas.

As preferências das crianças

Tenho uma prima chamada Fabiana que desde os cinco anos de idade sabe o que gosta de vestir. Ela escolhe cores e tipos de roupa e como a maioria das crianças tem uma fraldinha preferida que não tem descanso. Entre suas preferências, com certeza está o tule rosa e a fantasia de super herói.

Agora, Fabiana vai fazer sete anos de idade e tem gostos bastante definidos. Sua mãe sabe o que comprar para ela e respeita suas preferências. A mãe faz isso principalmente porque ela continua sendo uma criança e suas tendências não são orientadas para ser ou parecer, através de suas roupas, algo que ela não é.

Tenha regras claras e não se esqueça de que, acima de tudo, você está lidando com uma criança. Lembre-se de que a criança deve poder se sujar durante uma brincadeira, para a qual você deve proporcionar uma roupa adequada, aconselha a psicóloga Rosa Jove.

escolher as próprias roupas

Acompanhando na escolha das suas roupas

As crianças sabem muito bem o que querem, são elas que escolhem suas roupas“, declarou em uma oportunidade o estilista Custo Dalmau. E eu acredito que sim, o que ele disse está correto. Mas como na maioria das situações na vida, devemos ter cuidado. Uma coisa é a criança opinar e seus gostos serem respeitados, outra é que uma menina de cinco anos, por exemplo, se torne um guru da moda.

O ideal é que seu filho experimente, que se sinta capaz de tomar as próprias decisões e que possa expressá-las sem pressão. E, principalmente, que em qualquer momento de sua vida possa sentir que conta com a companhia e o apoio de seus pais para aproveitar a liberdade de escolher, explorar, ensaiar e errar em um ambiente seguro.

escolher as próprias roupas

As vantagens de escolher a própria roupa

Você precisa entender que você, como mãe ou pai, deve supervisionar as escolhas da criança e explicar para ela as normas sociais ou as condições climáticas que fazem uma roupa ser adequada ou não.

Ofereça, dentro desses limites, várias possibilidades que sejam do seu gosto, para que elas tenham liberdade de decidir a roupa, os sapatos ou os acessórios que vão usar no dia a dia.

Também é bom saber que o fato de permitir que elas escolham a própria roupa e decidam sobre sua aparência oferece vantagens para o desenvolvimento. Elas se sentem mais respeitadas e valorizadas porque adquirem confiança nelas mesmas e aumentam a que sentem por nós.

Além disso, a personalidade se fortalece e elas se tornam mais independentes. Isso as ajuda a tomar pequenas decisões, o que irá contribuir para afirmar sua experiência e aprender a tomar grandes determinações.