As feridas familiares são as que mais levam tempo para curar

· 23 de março de 2018
A família é a base da educação na infância. É essencial ter cuidado com o ambiente, o tratamento e tudo que envolve o dia a dia em casa, pois as feridas familiares são as mais duradouras.

É muito difícil encontrar uma família que seja capaz de conviver sem ter problemas. Embora exista amor, compreensão e respeito, cada um dos membros é diferente e único. Isso pode gerar problemas de convivência que acabam por causar feridas familiares.

Essas feridas podem afetar significativamente a vida e o coração das pessoas que fazem parte do núcleo familiar. Além disso, podem deixar sequelas emocionais.

Como curar as feridas familiares?

Por mais que as feridas emocionais sejam as mais profundas, é necessário tentar recuperar aqueles vínculos responsáveis por manter a família unida. Isso pode ser realizado por meio de uma série de passos que vão ajudar a curar internamente, de forma rápida e efetiva:

feridas familiares

1.- Aceitar que a cura não pode ser instantânea

Qualquer ferida externa leva tempo para curar. O mesmo acontece quando se trata dos sentimentos. Por isso não se deve assumir posturas nem comportamentos que contrariem essa regra.

Para uma cicatrização ocorrer, é importante dar o tempo necessário. Permitindo também que as pessoas envolvidas possam lidar com a mudança que é realizada.

2.- Corrigir tudo o que for necessário

Se houve alguma situação em que você ofendeu e prejudicou a família, é importante oferecer desculpas sinceras e realizar um esforço para consertar as coisas. Dessa maneira, quem faz parte da família vai perceber que existe o arrependimento e a situação pode ser resolvida.

3.- Perdoar

Quando existe um problema, é necessário aprender a perdoar. Principalmente quando a pessoa tenta mudar seu comportamento. Para ajudar, o resto da família deve apoiar essa atitude.

A melhor maneira de perceber se o perdão foi efetivo é conversar sobre o passado, sem censurar os erros nem expressar sentimentos de ódio ou irritação.

4.- Focar no presente

No momento de se recuperar de feridas familiares, as pessoas costumam dirigir toda a atenção aos problemas que as levaram a se sentir mal com a família. No entanto, para curar é importante parar de viver no passado, esquecendo-se daquelas coisas que só impedem a evolução.     

5.- Buscar a cura

Quando se está em processo de mudança, sempre vão ocorrer erros e tropeços que serão inevitáveis. Por isso, é necessário tentar construir relações mais saudáveis e fortes, procurando, além disso, mostrar todas as mudanças positivas que ocorreram até o momento.

6.- Amar cada membro da família

Uma família significa a unidade das pessoas apesar de todos os seus defeitos e contratempos. É imprescindível compreender que cada pessoa vai agir de uma maneira diferente. Embora não se demonstre amor constantemente, isso não significa que não se possua sentimentos de carinho pelos companheiros de vida.

É preciso se lembrar da necessidade de tentar fazer com que os outros compreendam seus sentimentos pessoais, seja de maneira verbal, física ou com pequenos detalhes. Por meio da empatia, é preciso aprender a notar a mesma coisa nos outros, pois cada pessoa é cheia de emoções.

feridas familiares

7.- Incentivar as mudanças

Motivar as pessoas que fazem parte do núcleo familiar a contribuir para a mudança é a melhor forma de eliminar as feridas familiares. Dessa maneira, não apenas vão deixar de levar para o lado pessoal, mas também aprenderão a amenizar os problemas. A autoestima de todos vai aumentar significativamente.

8.- Compreender os outros

No momento de recuperar uma relação, é importante levar em consideração as situações que essa pessoa viveu e a maneira como se sentiu enquanto tudo acontecia. É muito positivo compreender e apoiar ao mesmo tempo em que se encoraja e se perdoa.

Toda pessoa que tem a intenção de melhorar e solucionar os problemas que envolvem as feridas familiares merece receber compreensão por parte das pessoas com quem convive. E essa compreensão deve ser ainda maior se forem pessoas que amamos.