10 atividades de movimento livre para crianças pequenas

07 Novembro, 2020
As crianças precisam de movimento livre durante as brincadeiras para um bom desenvolvimento. Por isso, vamos propor 10 atividades que elas vão adorar.

Para as crianças pequenas, as brincadeiras e o movimento livre são essenciais para seu desenvolvimento e crescimento. Por isso, é fundamental que os pais levem isso em consideração para que os filhos, além de se divertirem brincando em família, também se desenvolvam corretamente.

A seguir, vamos falar sobre algumas atividades de movimento livre para crianças pequenas que elas vão adorar fazer com você. Tome nota de todas elas!

Brincadeiras de movimento livre

Aqui estão algumas ideias de atividades divertidas para as crianças experimentarem em casa ou na escola. Não é preciso ter nenhum equipamento sofisticado e é possível improvisar com muitos objetos encontrados em casa ou ao ar livre.

1. O croquete

Você pode imaginar com os seus filhos que vocês são croquetes ou toras de madeira deslizando pelo campo. Para isso, divirta-se com os seus filhos rolando pelo chão ou na grama. Além disso, também mova as mãos para os lados e gire.

Rolar é bom para coordenar os músculos das costas, pescoço, ombros, quadris e para desenvolver a força. Se você tiver um jardim inclinado ou puder encontrar um barranco de grama em um parque, rolar ladeira abaixo é muito divertido e uma ótima atividade de movimento.

Além disso, você também pode colocar um cobertor sobre a grama, segurar uma das pontas e então pedir para que o seu filho se deite na outra ponta, role sobre o colchonete e saia novamente.

atividades de movimento livre para crianças pequenas

2. Quem sou eu?

Essa atividade promove brincadeiras de fantasia e habilidades de pensamento, juntamente com a construção de habilidades motoras grossas. Para isso, escolha diferentes animais e finja se mover como eles. Revezem-se para adivinhar qual é o animal da outra pessoa. Experimente sugerir diferentes categorias para deixar o jogo mais desafiador, tais como animais que saltam, voam ou correm.

Algumas das criaturas que vocês podem imitar são:

  • Tartaruga.
  • Caranguejo.
  • Elefante.
  • Cachorro.
  • Serpente.
  • Borboleta.
  • Coelho.

3. Movimento livre: congelar!

Nessa versão da brincadeira pega-pega, a pessoa que for pega deve ficar congelada até que alguém a toque e a descongele. É melhor jogar com a família toda ou com a classe toda. Os jogos de perseguição ensinam as crianças a mover os seus corpos pelo espaço de forma eficaz (sem colidir com as pessoas e objetos durante o movimento) e a melhorar a sua velocidade e seu tempo de reação.

4. Saltar sobre pratos de papel

Coloque alguns pratos de papel bem juntos no chão do jardimfinjam que vocês são rãs pulando sobre vitórias-régias ou animais cruzando um rio saltando sobre as pedras. Conforme o equilíbrio e a coordenação do seu filho forem melhorando, coloque os pratos mais longe e em várias direções para que o pequeno tenha que traçar um caminho seguro.

5. Caça ao tesouro

O simples ato de estar ao ar livre e correr na natureza é uma atividade necessariamente de movimento. Por que não tentar algo divertido como uma caça ao tesouro na natureza? Em uma folha de papel ou papelão, desenhe ou cole figuras de objetos encontrados na natureza e corra pelo jardim ou parque em busca desses itens.

6. Salto na escada

Uma escada é uma ótima ferramenta que pode ser usada de várias maneiras. É possível usar uma escada de ginástica, uma escada de corda ou uma escada doméstica normal. Coloque-a sobre a grama e salte entre os degraus.

Pratique o salto com pernas alternadas e também com as duas pernas juntas, o que é mais desafiador. Saltar é um marco importante no desenvolvimento físico. Incentive seu filho a caminhar pelas bordas laterais de uma escada para manter o equilíbrio!

7. Movimento livre: pular corda

Aprender a pular é um marco motor bruto importante para as crianças pequenas. A melhor maneira de introduzir esse movimento é ensinar o seu filho a pular uma corda em movimento.

Amarre uma corda em uma cadeira ou outro apoio e, segurando a outra ponta, balance-a lentamente de um lado para o outro enquanto o seu filho pula sobre ela. Aumente a altura e a velocidade conforme a habilidade do pequeno for melhorando.

atividades de movimento livre para crianças pequenas

8. O jogo da escuta

Os jogos de escuta e movimento envolvem ouvir com atenção e se lembrar de várias instruções. Dê uma série de orientações divertidas, tais como pular três vezes, correr ao redor de uma árvore e pular para trás com os pés juntos e veja se o seu filho consegue segui-las na sequência correta e se lembrar de todas elas. Comece com apenas duas instruções para as crianças menores e acrescente mais de acordo com o permitido pela idade e capacidade da criança.

9. Concurso de equilíbrio

Faça uma competição com o seu filho e veja quem consegue se equilibrar por mais tempo, ou ajuste um cronômetro se você não quiser que o seu filho perca todas as rodadas e veja se ele consegue bater o próprio recorde de tempo anterior.

Em seguida, fiquem em pé e se equilibrem em uma perna só, depois na outra, com os olhos fechados, etc. Então, coloquem um livro sobre a cabeça e vejam por quanto tempo conseguem mantê-lo no lugar enquanto estão apoiados em uma perna só.

10. Movimento livre: perseguir bolhas

As crianças adoram a emoção de perseguir bolhas no jardim ou no parque. Essa atividade não precisa ser reservada apenas para crianças pequenas. Brinque de contar quantas bolhas o seu filho consegue estourar cada vez que você sopra. Isso é ótimo para aprimorar a coordenação motora.

Por fim, se você estiver brincando com crianças, diga que cada criança deve pegar uma bolha e que duas crianças não podem tocar a mesma bolha. Isso vai trabalhar os reflexos e ensinar os pequenos a tomar decisões rápidas e mover o corpo pelo espaço com cuidado.

Esperamos que essas atividades de movimento livre sejam do seu agrado para complementar o desenvolvimento total dos seus filhos enquanto vocês passam bons momentos juntos. Vamos nos divertir!

  • Muñoz García, A,. (2010) Psicología del desarrollo en la etapa de educación infantil. Editorial: Pirámide