Babá decide entregar crianças à polícia após mãe ultrapassar o tempo combinado

Entenda o caso da babá que decidiu entregar as crianças à polícia após os atrasos sucessivos da mãe das crianças.
Babá decide entregar crianças à polícia após mãe ultrapassar o tempo combinado

Última atualização: 29 março, 2022

Uma menina de 28 anos que trabalha como babá fez um relato anônimo na rede social Reddit, contando sobre o dia em que ela decidiu acionar a polícia, pois estava cansada dos atrasos de sua patroa em relação ao horário combinado para a mãe das crianças voltar à casa. De acordo com a jovem, isso acontecia frequentemente.

Ela conta que era comum que a mãe das crianças se atrasasse bastante em relação ao horário combinado, o que gerava diversos transtornos para a babá. No entanto, ela não fazia nada pois se preocupava com as crianças.

“Eu geralmente ficava de babá para que ela pudesse tomar café da manhã com os amigos, mas ela ficava fora das 11h às 19h. Ela nunca se limitava aos horários que me passava e não ligava para me avisar, apenas não voltava para casa”.

Até que chegou o dia em que sua paciência acabou. A jovem conta o que aconteceu: “Obviamente o horário combinado chegou e ela não estava em casa. Eu liguei para ela, mas ela não atendeu. Mais uma hora se passou e nada. Meus planos já estavam arruinados e eu estava chateada e exausta”.

A jovem conta que o horário que tinha sido combinado entre ela a patroa era por volta das 18h, mas já eram 21h e a mãe das crianças simplesmente não tinha se manifestado. A jovem então disse a ela através de uma mensagem de voz que estava pensando em acionar a polícia.

A decisão de acionar a polícia

“Se ela tivesse apenas atendido o telefone e dito ‘Vou ficar fora até a hora x’, eu teria ficado. Dei a ela mais 15 minutos e então finalmente liguei para a polícia”.

Quando os policiais chegaram, a jovem mostrou todas as mensagens e ligações que fez à patroa. Os oficiais tentaram entrar em contato com ela, mas também não obtiveram resposta. Foi então que a babá decidiu deixar as crianças com os policiais.

“Fui dispensada e eles levaram as crianças para a delegacia. Às 3h da manhã, eu acordei com ligações frenéticas. Era ela perguntando onde estavam as crianças. Eu disse que cumpri minha ameaça e que ela deveria procurá-las na delegacia de polícia. Ela me xingou, desliguei e fui para a cama”.

Ela conta que só percebeu a gravidade de sua atitude mais tarde, ao comentar o que tinha acontecido com um amigo. “Eu não pensei que estava errada, até falar com um amigo que tem filhos. Ele disse que eu deveria ter apenas esperado e que ela pode acabar perdendo a guarda dos filhos”.

Ela recebeu diversos tipos de comentários como resposta, mas quase todos concordaram que a atitude da mãe foi negligente, ainda mais considerando-se que essa era uma conduta frequente. “A mãe costuma deixar alguém cuidando dos filhos e ficar fora de contato para evitar responsabilidades. É totalmente possível que eles estejam sendo deixados de lado de outras maneiras. Se isso afetar a custódia dela, provavelmente é o melhor”.

Outro internauta comentou: “Se ela não sabe se os filhos estão bem e não responde quando o cuidador está tentando entrar em contato, será que ela merece a guarda dos filhos?”

Respondendo aos comentários que diziam que a babá tinha prejudicado a mãe em relação à guarda das crianças, outra pessoa respondeu: “A polícia não vai tirar as crianças da mãe apenas por um pequeno deslize. Eles podem investigar, mas se tudo estiver bem e for apenas isso, nada vai acontecer”.

Pode interessar a você...
Privação afetiva: causas e consequências
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Privação afetiva: causas e consequências

A privação afetiva causa atrasos no crescimento das crianças e distúrbios no desenvolvimento motor, cognitivo e social. Saiba mais aqui!