Seu bebê está com torcicolo? Confira!

Seu bebê está com torcicolo? Há muitas coisas que você pode fazer em casa ou com a ajuda de um profissional para melhorar sua situação. Descubra abaixo!
Seu bebê está com torcicolo? Confira!

Última atualização: 10 Setembro, 2021

Existem muitos fatores que podem causar torcicolos nos bebês, mas o importante é saber como lidar com essa situação para que não se torne um problema maior.

Os bebês podem ficar com torcicolo por causa de problemas hereditários, por ter ficado em má posição no útero antes do nascimento, pelo estresse sofrido no pescoço durante o parto vaginal, por má postura, etc.

Os exercícios de alongamento e posicionamento que você fará em seu bebê serão o tratamento mais provável para o torcicolo muscular congênito.

Você deverá aprender a fazer e se sentir à vontade na realização desses exercícios antes de sair do fisioterapeuta, pois assim você poderá reproduzi-los cuidadosamente em casa, seguindo as orientações do profissional.

Também é aconselhável estimular seu filho a realizar movimentos para o lado em questão.

 

Fisioterapia: solução para bebê com torcicolo

Por exemplo, se ele tiver dificuldade para virar a cabeça para a esquerda, você pode tentar colocá-lo no trocador e ficar à esquerda dele. Isso também pode ser feito no berço.

Ele sempre terá que virar a cabeça para a esquerda para ver você. É importante observar que os músculos do pescoço tendem a se desenvolver mais rapidamente quando os bebês passam muito tempo deitados de bruços.

Um cirurgião ortopédico ou um fisioterapeuta será o profissional para o qual o pediatra irá encaminhar seu bebê se ele estiver com torcicolo.

Seu filho está com torcicolo? Algumas alternativas

Tratamento não cirúrgico

Existem muitas maneiras simples de alongar e desenvolver músculos fracos em uma criança com torcicolo. O pediatra ou o fisioterapeuta infantil são os profissionais responsáveis por ensinar esses exercícios.

Por exemplo, as maneiras adequadas de segurar o bebê enquanto você o alimenta são importantes, assim como as maneiras específicas de colocá-lo no berço para incentivar o movimento na direção a ser trabalhada também são importantes.

Se você seguir corretamente as instruções do profissional, a recuperação pode ocorrer em dois meses ou entre 6 a 12 meses nos casos mais graves.

Fisioterapia

A fisioterapia para o tratamento do torcicolo envolve fazer um balanço das habilidades motoras do bebê e avaliar os movimentos do pescoço, dos braços e das pernas.

O fisioterapeuta do seu filho ensinará diferentes exercícios de flexão e alongamento para ajudar a fortalecer os músculos do seu pescoço.

Um programa de exercícios em casa geralmente envolve movimentos ativos e passivos de flexão e alongamento durante as brincadeiras e o sono para promover movimentos simétricos.

O sucesso do programa de exercícios depende da rapidez de início do tratamento, do comprometimento dos pais e da gravidade do dano muscular ou da presença de um nó muscular tenso.

Taxas de sucesso bastante altas foram registradas, e é importante seguir estritamente as instruções do fisioterapeuta.

 

Colocando o bebê de bruços

Essa estratégia envolve colocar o bebê de barriga para baixo sobre um cobertor ou uma superfície macia e posicionar alguns brinquedos na frente dele, motivando-o a pegá-los.

Você também pode brincar com os brinquedos e tentar chamar a atenção dele para que mova o pescoço naturalmente.

O objetivo é encorajar o bebê a levantar a cabeça e fazer tudo o que puder para ajudar a fortalecer os músculos do seu pescoço.

Tratamento cirúrgico

Em alguns casos, a fisioterapia destinada unicamente ao tratamento do torcicolo pode não ser suficiente para proporcionar uma recuperação completa do bebê.

O pediatra, então, pode aconselhar você a consultar um cirurgião ortopédico se aos 18 meses o bebê ainda tiver músculos do pescoço fracos e o desconforto persistir.

É sempre preferível esgotar todos os recursos de recuperação por meio da fisioterapia antes de optar pela cirurgia.

As operações cirúrgicas podem ajudar a alongar os músculos para uma recuperação completa.

Quando procurar um médico?

Se os sintomas não melhorarem com o tratamento ou se surgirem novos sintomas e seu filho se sentir cada vez mais incomodado, você deverá procurar o médico o mais rápido possível para avaliar a situação do seu bebê.

O torcicolo causado por alguma doença ou lesão pode ser muito grave. Se você achar que a situação está piorando, procure ajuda médica imediatamente.

Pode interessar a você...
O reflexo do pescoço: a sua importância no desenvolvimento infantil
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
O reflexo do pescoço: a sua importância no desenvolvimento infantil

Conheça o reflexo do pescoço, que costuma estar entre as respostas involuntárias primárias mais importantes de uma criança.