Birras em público: 9 dicas para saber como agir

As birras são algo que faz com que os pais percam a paciência, ainda mais quando elas ocorrem em público. A seguir, vamos dar algumas dicas para poder resolvê-las de forma bem-sucedida.
Birras em público: 9 dicas para saber como agir

Última atualização: 14 Março, 2021

Certamente, mais de uma vez, você já passou pela situação de ir às compras ou sair para passear com os filhos e eles começarem a fazer birras em público por causa de algo que queriam e não conseguiram.

Isso geralmente acontece com as crianças, e é algo normal, que faz parte do seu desenvolvimento. Os pequenos estão crescendo e as emoções são algo novo para eles. Como eles não sabem como expressá-las de outra forma, elas surgem em forma de birras. Mas isso não é nenhuma novidade, não é mesmo? Não é nada que você mesmo já não tenha experimentado.

Nossa atitude como pais é muito importante diante das birras em público

Essa é uma situação que costuma ocorrer com frequência, principalmente se a criança em questão tiver entre 2 e 4 anos. Quando há um conflito, as crianças se expressam por meio das birras: elas se jogam no chão, gritam, choram, chutam, etc. Muitas vezes, elas ficam fora de si e não conseguimos fazer com que voltem à razão, nem consolá-las.

Birras em público

Isso é totalmente normal e não deve ser motivo de preocupação, mas é claro que é uma situação incômoda e que, em muitas ocasiões, faz com que percamos a paciência. Porém, isso é exatamente o que não pode acontecer: nunca devemos perder a paciência.

São crianças e sua forma de expressar o que sentem é através das birras, já que algumas delas nem sequer sabem falar, o que causa uma frustração ainda maior.

Nossa atitude como pais

Quando acontecem essas birras em público, os pais precisam se mostrar próximos e fazer com que as crianças vejam que podemos compreendê-las. É preciso sempre ter em mente que o importante não é a birra da criança, e sim a resposta que damos a ela. O que queremos dizer com isso?

Sempre que uma birra ocorre, temos a oportunidade de ensinar o nosso filho a lidar com esses sentimentos que ele está experimentando. Se apenas ficarmos zangados e repreendermos a crianças por chorar ou gritar, não estaremos direcionando essas emoções, nem ensinando ferramentas e recursos que possam ser aplicados nas próximas vezes que ela sentir essa frustração. Isso é o que realmente importa e é isso o que temos que ensinar.

9 dicas para saber como agir diante das birras em público

Quando as birras em público ocorrem porque o pequeno quer algo que não estamos dispostos a dar, certamente acontecerá uma reação agressiva por parte da criança e, por isso, não devemos agir da mesma forma.

Nesse momento, se ficarmos bravos e gritarmos com ela, estaremos ensinando que essa é a maneira de resolver as coisas, porque somos o seu espelho. Essas dicas vão nos ajudar a controlar a situação e, também, a melhorar o problema no longo prazo.

Devemos manter a calma

Com as crianças, é sempre importante reagir com calma, mas, diante de uma birra, isso é ainda mais importante. Por isso, devemos tentar não nos alterar mesmo que a criança chore, grite ou dê pontapés em locais públicos.

Devemos agir como se nada tivesse acontecido

As birras nada mais são do que tentativas de chamar a atenção, e a criança usa esse recurso para conseguir o que deseja, mesmo que não tenha consciência dessa intenção. Por isso, é indispensável ignorarmos essa atitude. Essa é uma estratégia adequada para evitar a chantagem.

Na medida do possível, desde que seja seguro, devemos deixar o pequeno sozinho

Sem dúvida, essa dica só pode ser seguida se a criança estiver em um lugar seguro. Caso contrário, isso não poderá ser feito. Além disso, mesmo se a deixarmos sozinha, devemos ficar observando sem que ela perceba. As birras são como uma peça de teatro e, portanto, se não houver público (os pais), elas não têm razão de ser. Quando o pequeno perceber que os pais não estão presentes para poder chamar a atenção deles, ele vai se acalmar.

Devemos levar a criança para um lugar mais tranquilo

Quando estamos na rua e a criança começa a fazer birra, o melhor a fazer é levá-la para um lugar mais tranquilo para que ela possa se acalmar. Às vezes, o simples ato de levar a criança para outro lugar já é o suficiente para que ela se acalme ou esqueça o motivo da sua raiva.

Devemos nos manter firmes diante das birras em público

Não devemos ceder aos seus pedidos, por mais cansados ​​que estivermos das birras, pois, se agirmos dessa forma, vamos reafirmar que a estratégia da criança funciona.

Devemos informar que as birras não vão servir para nada

Se, apesar de ficar sozinho, o pequeno continuar com as birras, devemos  informar que não vamos falar com ele até que se acalme. Depois disso, continuaremos a ignorar a birra até que ele pare. Não devemos insistir nem dar a atenção que a criança está buscando.

Devemos ouvir, mas só quando a criança se acalmar

Se o nosso filho já souber falar, quando a birra passar, devemos conversar com ele para que nos explique qual foi o motivo da sua raiva. Dessa forma, ele vai compreender que pode expressar a sua raiva e frustração através das palavras. Não ceder não significa que não devemos escutá-lo ou deixar de explicar como ele deve agir, pelo contrário.

Birras em público

Não devemos dar muita importância ao que aconteceu

Quando o pequeno se acalmar e pudermos argumentar com ele, temos que encorajá-lo a se desculpar e explicar que, com essa atitude agressiva, ele não vai conseguir nada. Esta é uma forma de acabar com as birras: fazer a criança entender que, por mais que faça escândalo, ela não vai conseguir o que quer.

Devemos aceitar o arrependimento

Quando o pequeno se arrepender e estiver disposto a pedir perdão, devemos perdoá-lo, apoiá-lo e esquecer os maus momentos que passamos.

Em relação às birras em público…

Como vimos, as birras em público podem ocorrer com mais frequência do que os pais gostariam, mas, se seguirmos essas dicas, poderemos resolver o momento complicado da birra e, além disso, acabar com elas a longo prazo.

Uma coisa importante que devemos ter em mente é que a prevenção é uma ferramenta imprescindível para evitar que as birras ocorram. Como podemos preveni-las? Estabelecendo limites antes de sair de casa ou de realizar qualquer atividade. Por exemplo, se formos às compras, antes de sair, devemos deixar claro o que podemos comprar e que não vamos abrir nenhuma exceção. Acima de tudo, lembre-se de que a paciência e o amor sempre funcionam.

Pode interessar a você...
9 alternativas para evitar gritar com o seu filho
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
9 alternativas para evitar gritar com o seu filho

Em muitas ocasiões, o cansaço nos faz gritar com as crianças. Aqui, veremos algumas alternativas para evitar gritar com o seu filho.



  • Freud, J. K. (2014). El reto de ser padres. B DE BOOKS.
  • Jové, R. (2011). Ni rabietas ni conflictos. Madrid: La esfera de los libros.
  • Pernasa, P. D., & de Luna, C. B. (2005). Las rabietas en la infancia: qué son y cómo aconsejar a los padres. Pediatría Atención Primaria, 7(25), 67-74.