Carrinho de bebê: conselhos e considerações

· 14 de dezembro de 2017

O carrinho de bebê é um dos elementos básicos que você tem que ter se tiver um bebê. No entanto, saber escolher o carrinho adequado para o seu bebê nem sempre é fácil porque o mercado disponibiliza muitos modelos e opções de carrinhos para bebê. Por isso, é normal que você não saiba por onde começar a olhar. A seguir, apresentamos uma série de conselhos para que sua compra esteja de acordo com o que seu bebê necessita.

Antes de mais nada: estética e praticidade

Nem sempre a estética, quer dizer, nossos gostos, é compatível com aquilo que é prático ou portátil. Assim, é fundamental que você leve em consideração certos fatores na hora de escolher o carrinho para o seu filho. Por exemplo: escolha um carrinho que caiba no porta-malas do seu carro ou que possa entrar num elevador. No entanto, isso não significa que você não possa escolher o carrinho que seja mais do seu agrado: existem muitas opções. Dessa forma, com certeza, você vai encontrar aquela que combine ambos os requisitos.

Características do carrinho de bebê:

Antes de mais nada você tem que se certificar de que seu filho vai viajar em um carrinho de bebê seguro. O cinto de segurança do carrinho deverá contar com travas simples e rápidas na hora de destravar. Além disso, deverá contar com uma barra protetora que ofereça garantias suficientes de segurança para o seu bebê.

Além disso, o carrinho deve ser leve, isto é, uma vez empurrado, ele deve ser capaz de ser conduzido usando apenas uma das mãos. E também é importante que seja prático, ou seja, que rode e gire bem para que você possa levar seu filho com maior conforto. Na verdade, existem alguns tipos de rodas que são capazes de se adaptar a diferentes terrenos e tipos de solo. Essas rodas são mais adequadas para viagens.

mães passeando com os filhos no carrinho pelo parque

Quanto às medidas ou dimensões, você deverá verificar se o carrinho se adapta à suas necessidades. Se você tem uma casa pequena, o ideal vai ser um carrinho que não ocupe muito espaço. Além disso, é fundamental verificar se ele é ajustável a diferentes alturas. Não é a mesma coisa você empurrar o carrinho de bebê usando tênis ou sapatos de salto alto. O carrinho deve poder ser regulado para ficar na sua altura, para que você não sofra de muitos problemas nas costas.

Com relação aos acessórios, muitos modelos grandes vêm acompanhados de um espaço para colocar todo tipo de acessórios: bolsas, mochilas, sombrinha e, claro, uma capota para proteger contra a chuva. Por último, certifique-se de que a cadeira pode ser reclinada e se o tapete é lavável, secável e acolchoado.

Análise dos modelos: os modelos Maxi Cosi

Os modelos conhecidos como Maxi Cosi, que se acoplam sobre um simples chassi, são uma opção muito mais prática dos que os modelos chamados de moisés. Hoje em dia, existem carrinhos para bebês Maxi Cosi que garantem conforto para o bebê, assim como sua postura correta.

O modelo Maxi Cosi proporciona mais comodidade que o moisés. Além disso, não é tão cheio de parafernália, oferecendo a possibilidade de adicionar acessórios e costuma também ser uma opção mais barata. Esses carrinhos para bebês costumam ter três peças acopladas ao chassi, formado pelos pés e as rodas. Essas três partes são:

  • A cadeira de descanso, que se utiliza a partir dos seis meses de idade, quando a criança já é capaz de apoiar sozinha a cabeça.
  • O moisés ou bebê-conforto é projetado para bebês com pouco tempo de vida que ficam deitados, como se fosse uma cama.
  • O Maxi Cosi propriamente dito, ou seja, o centro do carrinho. Embora seja o nome de uma marca de carrinhos para bebês, o nome deriva dessa peça.
bebê dormindo no carrinho

Aspectos culturais refletidos na forma de transportar o recém-nascido

A maneira que transportamos os bebês recém-nascidos tem uma matriz cultural. Na Espanha, a maior parte das crianças é transportada em um moisés, sobretudo, se forem pequenas. Além disso, muitos profissionais aconselham escolher essa opção. Isso porque costuma-se defender a teoria de que as costas das crianças têm que ficar o tempo todo na posição horizontal.

No entanto, o carrinho para bebês padrão não existe. O que pode ser adequado para algumas crianças não é para outras. Por isso, é preciso levar em consideração as necessidades e as peculiaridades de cada um. De qualquer forma, existem algumas características que qualquer carrinho de bebê deveria ter:

  • Ser pequeno, confortável e portátil.
  • Ser leve. A isso temos que acrescentar o peso da criança porque no conjunto o carrinho pode ficar muito pesado.
  • Se forem pais que gostam muito de viajar, o carrinho para bebês tem que ser de três rodas. Assim, ele vai ser capaz de se adaptar a qualquer tipo de solo.

A questão de ter um moisés ou não vai depender dos gostos dos pais. Normalmente, quando se trata de um recém-nascido o carrinho de bebê costuma levá-lo para qualquer lugar. No caso de você optar por algum deles, é recomendável que o moisés seja simples, leve e que possa ser dobrável. Dessa forma, você vai poder guardá-lo em casa quando seu filho crescer e quiser apenas usar o carrinho de bebê. Além disso, existem alguns modelos indicados para a viagem de carro.