Quando começar a ler para as crianças?

18 Janeiro, 2020
Os contos e os livros são recursos imprescindíveis para educar as crianças, até mesmo quando elas ainda não tiverem a capacidade de ler.

Por volta dos 6 anos – alguns até mesmo antes – os pequenos começam a desenvolver as habilidades leitoras. Mas quando devemos começar a ler para as crianças? Qual é a idade recomendada para iniciá-las na leitura? Quais são os benefícios de promover hábitos de leitura na infância? A seguir, respondemos a todas essas perguntas.

Leve em consideração que ler é o primeiro passo para adquirir conhecimentos e novas aprendizagens. Assim, a leitura é considerada uma destreza básica na promoção do desenvolvimento cognitivo.

“A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo”.

-Joseph Addison-

Quando começar a ler para as crianças?

Desde os primeiros anos de vida, já se pode começar a ler para as crianças. De fato, isso é o recomendado, já que, dessa forma, os pequenos são introduzidos na leitura de um modo progressivo. Assim, segundo o autor Antonio Manuel Trujillo García, pode-se dizer que existem três etapas básicas na formação de uma criança leitora:

começar a ler para as crianças

  • A primeira etapa vai desde o nascimento até que o pequeno comece a desenvolver as habilidades leitoras. Nessa fase, a criança não lê e, dessa forma, precisa que outra pessoa se encarregue de narrar para ela as histórias.
  • Na segunda, a criança começa a adquirir a capacidade de ler, de modo que ela lê na presença de outras pessoas que podem ajudá-la a entender melhor o conto.
  • A terceira etapa ocorre quando a criança é uma leitora autônoma.

É importante que as mães e os pais se encarreguem de fazer com que os seus filhos passem por todo esse processo. Para isso, é fundamental estabelecer momentos de leitura em família como, por exemplo, antes de ir dormir.

Mas também é conveniente dispor de uma ampla gama de contos e livros infantis, os quais devem estar ao alcance dos pequenos da casa para que eles se sintam estimulados e comecem a manipulá-los e a explorá-los livremente.

“Acostume o seu filho a ler. Uma criança que lê será um adulto que pensa”.

-Anônimo-

Características de um bom livro infantil

Na hora de selecionar os contos e os livros infantis, temos que nos assegurar de que eles reúnam a maior parte dessas características:

  • Poucas letras e frases curtas.
  • Vocabulário simples.
  • Muitas imagens e ilustrações chamativas.
  • Diferentes texturas.
  • Poucas páginas.
  • Histórias próximas das experiências da criança.

“A leitura é a fábrica da imaginação”.

-Jairo Gomelsky-

Quais são os benefícios de promover hábitos de leitura na infância?

Os benefícios de promover hábitos de leitura na infância são múltiplos, pois a ação de ler:

começar a ler para as crianças

  • Fomenta a imaginação e a criatividade.
  • Favorece a autonomia cognitiva e a capacidade de aprender a aprender.
  • Potencializa o desenvolvimento e o aperfeiçoamento da linguagem.
  • Melhora a expressão oral e escrita.
  • Aumenta o vocabulário.
  • Melhora a redação e a ortografia.
  • Potencializa a capacidade de atenção e de concentração.
  • Melhora a capacidade de memória.

Portanto, as famílias têm a responsabilidade de fazer com que a leitura faça parte da rotina diária do lar.

Mas isso não é conseguido unicamente lendo contos com as crianças quando elas são pequenas, pois também é necessário, que elas, à medida que crescem, observem os seus próprios pais lerem de forma autônoma e por prazer, já que as figuras paternas são modelos que os filhos levam em consideração e imitam.

Assim, se uma criança vir o seu pai ou a sua mãe ler, ela, provavelmente, vai desenvolver a mesma conduta. Definitivamente, não se trata de incutir a leitura como uma obrigação, mas sim como uma atividade de lazer e diversão.

“Não importa o quão ocupado você pensa que está, você deve encontrar um tempo para ler, ou então se entregar a uma ignorância autoimposta”.

-Confúcio-

  • Samaniego, C. (2015). La importancia de la lectura desde una edad temprana. Revista Para el Aula15.
  • Trujillo-García, A. M. (2011). La importancia de la lectura desde la infancia. Revista digital para profesionales de la enseñanza, (16).