Como a alimentação afeta a fertilidade?

26 de julho de 2019
Aprender como a dieta afeta a fertilidade te ajuda a se preparar para o que você mais deseja no mundo: ser mãe. O ideal é seguir uma dieta variada, com os nutrientes necessários que o corpo requer para a gravidez.

Para quem quer ter um estilo de vida saudável, uma boa alimentação deve se tornar o hábito principal. Esse aspecto é ainda mais importante quando se deseja a chegada de uma criança, tanto para os homens quanto para as mulheres. A seguir, vamos nos aprofundar sobre como a alimentação afeta a fertilidade. Anote e faça as mudanças necessárias.

Como a alimentação afeta a fertilidade feminina?

A alimentação afeta diretamente a fertilidade. Uma das possíveis consequências da obesidade é a infertilidade. Em contrapartida, a redução extrema do consumo de calorias diminui a quantidade de nutrientes e também reduz a capacidade de engravidar. Em ambos os casos existe uma alteração do ciclo menstrual, o que afeta a produção saudável dos óvulos.

O consumo adequado de nutrientes garante o desenvolvimento saudável do embrião e, consequentemente, a gestação de um bebê saudável e forte.

Com uma alimentação saudável, vários problemas de saúde podem ser evitados tanto na mãe quanto no pequeno. Além disso, também diminui a probabilidade de a mulher sofrer um aborto espontâneo em qualquer fase da gravidez.

Como a alimentação afeta a fertilidade masculina?

A comida também influencia a fertilidade dos homens, já que a qualidade do sêmen pode ser melhorada com uma nutrição equilibrada. Estima-se que 40% dos problemas reprodutivos estejam ligados à má alimentação.

Por isso, o ideal é consumir alimentos ricos em antioxidantes porque previne o envelhecimento do sistema reprodutivo e estimula a mobilidade dos espermatozoides. Da mesma forma, aumentar o consumo de frutas e vegetais melhora significativamente a qualidade e a saúde dos espermatozoides.

Saber como a alimentação influencia a fertilidade de homens e mulheres ajuda a evitar problemas futuros.

Recomendações para uma dieta que melhora a fertilidade

A maioria dos alimentos contêm nutrientes que têm efeitos a longo prazo no corpo humano. Portanto, é conveniente analisar os alimentos que podem melhorar a fertilidade e incluí-los na alimentação de forma gradual e constante. A fim de garantir a variedade do ponto de vista nutricional, tenha em mente os seguintes aspectos:

Consumo de vitaminas

As vitaminas são essenciais se você quiser engravidar, pois cada uma age de maneira específica. Veja os benefícios das seguintes vitaminas:

  • Vitamina B. Ajuda a equilibrar os níveis de hormônio da mulher e contribui para a formação do sistema nervoso do feto.
  • Vitamina C. Além de estimular o sistema imunológico, favorece a produção de óvulos nas mulheres e melhora a qualidade do sêmen nos homens.
  • Vitamina D. Influencia a secreção de insulina, o que aumenta as chances de gravidez.

Estes e outros grupos de vitaminas podem ser obtidos naturalmente em frutas, legumes e carnes. Em caso de deficiência de certa vitamina, pode ser que o médico recomende um suplemento.

Gorduras

Recomenda-se o consumo de ácidos graxos, como o ômega 3, 6 e 9, que são encontrados em peixes gordurosos e castanhas. No caso dos homens, melhora o amadurecimento dos espermatozoides. Já nas mulheres, reduz a ansiedade e a depressão próprias da gravidez.

Consumo de zinco e selênio

Nos homens, o zinco e o selênio faz com que a quantidade de hormônios masculinos aumente, assim como a quantidade de espermatozoides.

Por sua vez, nas mulheres, a falta desses minerais aumenta o risco de aborto. Eles podem ser obtidos em vegetais, peixe, atum, sardinha, sementes e nozes.

“Os hábitos saudáveis ​​tornam-se ainda mais importantes quando se deseja a chegada de uma criança, tanto para os homens como para as mulheres”.

Reduza a quantidade de café

O consumo de café pode ser prejudicial se você quiser engravidar pois pode aumentar o risco de aborto espontâneo. Por isso, é altamente recomendável eliminar o café da alimentação. Se for realmente difícil, diminua o consumo para duas xícaras por dia, no máximo, e procure optar por alternativas descafeinadas.

A alimentação influencia na fertilidade assim como os exercícios físicos.

Pratique exercícios

Praticar esportes de forma moderada traz benefícios que colaboram com a saúde reprodutiva. Alguns dos benefícios são os seguintes:

  • Reduz o estresse. A atividade física aumenta os níveis de dopamina, e portanto, faz você se sentir feliz.
  • Melhora a circulação sanguínea e estimula os receptores celulares dos hormônios.
  • Proporciona o equilíbrio hormonal. Além de tonificar a musculatura, melhora a produção de hormônios e regula os problemas de miomas e endometriose.

Em suma, saber como a alimentação afeta a fertilidade ajuda a prevenir problemas futuros. Por isso, não deixe de lado esses fatores e se torne uma mamãe incrível.

  • Shmerling, R; Shmerling, A. (2018). Fertility and diet: is there a connection? Harvard Health Publishing. Harvard Medical School. [En línea] Disponible en: https://www.health.harvard.edu/blog/fertility-and-diet-is-there-a-connection-2018053113949
  • Panth, Neelima et al. “The Influence of Diet on Fertility and the Implications for Public Health Nutrition in the United States” Frontiers in public health vol. 6 211. 31 Jul. 2018, doi:10.3389/fpubh.2018.00211
  • Shekhar, Anuradha. (2016). Effect of Diet and Nutrient Intake on Women Who Have Problems of Fertility. International Journal of Pure and applied Bio sciences. 4. 198-204.