Como a mudança de escola afeta as crianças?

8 de abril de 2019
As mudanças provocam diferentes reações nas crianças, tais como medo, desconfiança ou ansiedade. Mudar uma criança de escola significa que ela vai precisar se adaptar a novas circunstâncias para as quais possivelmente pode não estar preparada.

Começar a frequentar uma escola nova envolve um complexo processo de adaptação no qual a criança deve enfrentar seu medo do desconhecido. Ela vai experimentar sentimentos de incerteza ou insegurança que podem levá-la a se sentir indefesa perante a nova realidade. Você sabe como a mudança de escola afeta as crianças?

Se você está planejando mudar seu filho de escola, primeiramente considere como essa decisão pode afetá-lo.

Ao mesmo tempo, as mudanças podem abrir caminho para uma nova oportunidade de crescimento, na qual tudo vai depender da atitude assumida pelas crianças. E você pode ajudá-las nesse processo.

O papel dos pais perante a mudança

As mudanças são uma parte normal da vida, pois nos fazem entrar em contato com nossos medos, nossas dúvidas e desconfianças. As crianças, devido à pouca experiência, não têm a capacidade de avaliar ou mensurar as situações que vão encarar.

Por esse motivo, os pais devem apoiá-las e prepará-las para que enfrentem a transição com tranquilidade, confiança e sucesso.

No entanto, você deve compreender que cada criança terá sua própria forma de expressar a incerteza que as novas circunstâncias podem lhe causar. Por essa razão, você deve ficar atenta aos sinais que as crianças manifestam.

Além disso, os pais devem ter disposição para ajudá-las e se mostrar uma boa companhia. Como eles representam estabilidade para os filhos, são quem pode amenizar as consequências da mudança.

Como a mudança de escola afeta as crianças?

Como mãe, você já teve ter passado por diferentes tipos de mudança ao longo de sua vida. Por exemplo, mudança de emprego, de amizades, de casa, de médico, etc. Nesse sentido, você tem consciência de que as mudanças afetam, sim, e podem causar sofrimento às crianças.

a mudança de escola

Para uma criança, desapegar-se de tudo o que representou estabilidade a ela não é nada fácil. Pode emergir uma ampla gama de sentimentos, como nostalgia, raiva, frustração, ansiedade, medo, pessimismo, tristeza, vergonha, alegria, angústia, etc.

Entre as mudanças que uma escola nova representa, estão:

  • Fazer novas amizades e se distanciar um pouco das antigas.
  • Adaptar-se a outros professores e, possivelmente, a novos métodos de estudo.
  • Viver em um ambiente desconhecido ou em um clima diferente.
  • Ser o centro das atenções por ser o novo aluno da sala ou da escola.
  • Usar meios de transportes diferentes e se acostumar a caminhos novos.

Algumas crianças podem se mostrar muito resistentes à mudança, enquanto outras vão se mostrar positivas, flexíveis e muito adaptáveis. Quanto mais drástica for a mudança, maior será a obstinação que a criança pode vir a expressar.

Naturalmente, não é possível medir com exatidão o grau de impacto que a mudança de escola irá causar na criança. A intensidade dos sentimentos vai depender de quais elementos a criança terá que abandonar e quais outros vai encontrar.

Por isso, é fácil concluir que, se a criança conseguir fazer novos amigos em pouco tempo, a mudança será mais suportável. Você deve considerar inclusive que seu desempenho acadêmico pode diminuir.

“As mudanças podem abrir caminho para uma nova oportunidade de crescimento, na qual tudo vai depender da atitude assumida”

Como reduzir os efeitos da mudança de escola?

A seguir, vamos detalhar algumas recomendações que você pode seguir para ajudar seu filho a enfrentar essa mudança:

Comunicação e sinceridade

Quando você souber que a decisão de mudar o seu filho de escola é irreversível, deve comunicar-lhe o mais breve possível. Converse com ele abertamente e lhe proporcione a oportunidade de expressar suas preocupações e inseguranças. Lembre-se de que talvez o seu filho se mostre reticente e pessimista.

Não minta para ele ao tentar fazê-lo acreditar que você poderá protegê-lo das mudanças. Isso porque, mais cedo ou mais tarde, ele se dará conta de que vai precisar enfrentá-las de qualquer maneira.

Ajude-o a enxergar a mudança de maneira diferente, mas positiva

Começar a frequentar uma nova escola vai oferecer a oportunidade de começar de novo, de fazer novos amigos. Tente ajudar seu filho a aproveitar a mudança, em vez de sofrer com ela.

Visite a escola com seu filho antes

Com esse detalhe, seu filho não vai se sentir perdido quando for assistir às aulas. Dessa forma, dê um passeio pelas instalações da nova escola. Caso for possível, mostre qual será a nova sala de aula, onde fica a biblioteca, a cantina, o pátio, etc.

Preparem-se para o primeiro dia de aula

A prevenção é a sua melhor opção. Quanto mais você souber e informar seu filho, melhor será para ambos. Explique a ele quais são os horários de chegada e saída, quais materiais escolares vai precisar levar, quem serão os professores, entre outras questões.

a mudança de escola

Estimule-o a participar de atividades extracurriculares

Uma forma rápida de se integrar com os novos colegas fora do horário das aulas é participando de atividades extracurriculares. Portanto, incentive a criança a participar de algum time, como futebol, basquete ou vôlei. Se ela gostar de artes, pode participar de aulas de música, pintura ou teatro.

Por fim, você deverá ter paciência e dar um tempo ao seu filho para que ele se adapte à mudança. Isso vai permitir que a criança experimente coisas diferentes por si mesma, contribuindo, assim, para seu amadurecimento.

Se você respeitar seu espaço e confiar na criança, poderá ajudar a fortalecer sua autoestima e sua segurança. Assim, a mudança de escola será positiva para a criança.