Como a mudança de escola afeta as crianças?

· 22 de junho de 2018
Na maioria dos casos, a mudança de escola é um processo complexo para as crianças. Elas podem se sentir emocionalmente abaladas devido à ideia de ter que abandonar sua vida anterior, seus amigos, etc. De acordo com sua personalidade, a criança vai se adaptar em um tempo maior ou menor à nova situação.

A mudança de escola é uma processo que pode afetar as crianças mais do que os adultos podem imaginar. Em muitas situações, presume-se, erroneamente, que as crianças são capazes de se adaptar rapidamente a mudanças bruscas. No entanto, elas sofrem com as mudanças que abalam sua estabilidade e rotina.

Como a mudança de escola afeta as crianças?

As crianças nem sempre se adaptam fácil e rapidamente às mudanças. De fato, esse é um dos grandes mitos que existem em relação aos pequenos.

Assim como os adultos, as crianças sentem medo e ansiedade em relação ao que é desconhecido, ou seja, as mudanças. Por isso, é fundamental que os pais transmitam a confiança necessária e ofereçam suporte e apoio adequados para que a criança consiga superar com sucesso essa transição em sua vida.

Como a mudança de escola afeta as crianças? Os pais que já passaram por um processo de transição sabem que esse tipo de mudança afeta, sim, as crianças.

Os pequenos enfrentam uma mistura de emoções, dentre as quais estão incluídas a tristeza e o medo do desconhecido. O fato de romper os laços afetivos com seus amigos e deixar para trás o mundo que antes conheciam e lhes proporcionava estabilidade é muito difícil.

Por essa razão, as crianças são, sim, afetadas por essas mudanças; o que não podemos prever é com qual intensidade vão senti-las. Evidentemente, assim como no caso de qualquer adulto, a situação pode ser enfrentada a partir de uma perspectiva positiva ou negativa.

A intensidade das emoções vai depender do que a criança deixa para trás, assim como do que ela vai encontrar. Nesse sentido, quando a criança chegar a uma nova escola, se fizer amigos rapidamente e se sentir bem recebida, a mudança será muito mais fácil.

mudança de escola

Como minimizar os efeitos da mudança de escola?

Vamos analisar a seguir algumas questões que os pais devem considerar antes de explicar para os filhos a mudança de escola:

Honestidade

As crianças não são bobas. Pelo contrário, a cada nova geração estão mais espertas e inteligentes do que a anterior. É por isso que enganar, mesmo com o objetivo de proteger, não é a melhor opção. Especialmente porque, cedo ou tarde, a criança terá que enfrentar a realidade e, se você enganá-la, o golpe será mais forte. Além disso, a criança vai se sentir magoada pelo fato de que a mamãe e o papai mentiram para ela.

Assim, ela deve ser informada honesta e claramente sobre a decisão de mudá-la de escola ou sobre qualquer outra mudança. É preciso explicar para a criança quais foram os motivos que levaram a essa decisão. Sem nenhum tipo de barreiras ou meias-verdades, os pais devem conversar sempre sendo sinceros e usando uma linguagem adequada à idade da criança.

Ressaltar o lado positivo

Outro aspecto importante é que os pais mostrem para o filho os aspectos positivos que essa mudança vai trazer. Mais uma vez, é essencial não mentir. Não se deve prometer à criança coisas das quais não temos certeza.

Segurança

As crianças podem se adaptar com mais ou menos facilidade às mudanças se os pais se manifestarem firmes. Então, é fundamental que eles se mostrem seguros e confiantes a todo momento.

Os pais representam o ponto mais importante de estabilidade dos pequenos. Por isso, a importância de transmitir segurança ao longo da trajetória acadêmica das crianças.

“O fato de romper os laços afetivos com seus amigos e deixar para trás o mundo que antes conheciam e lhes proporcionava estabilidade é muito difícil.”

Integração

Provavelmente, a criança vai se adaptar muito melhor à escola se os pais estiverem ativamente envolvidos em sua educação. Nesse sentido, é recomendável conhecer os professores, se envolver em várias atividades que exijam o apoio dos tutores. Os pais também podem, por exemplo, contribuir com livros para a biblioteca, entre outras ações.

Visitar a nova escola juntos

Se estiver dentro das possibilidades, sempre é recomendável visitar a nova escola e os arredores do bairro onde ela está localizada. É uma boa ideia para que a criança se familiarize com as novas instalações antes de se deparar com o novo ambiente repentinamente no primeiro dia de aula.

mudança de escola

Atividades extracurriculares

Matricular a criança em atividades extracurriculares é importante para que ela continue desenvolvendo as atividades que gosta de realizar. Também é uma forma de facilitar novas amizades. Essas atividades podem ser proporcionadas pela escola ou em estabelecimentos especializados.

Sem dúvida alguma, a mudança de escola afeta cada criança em menor ou maior medida de acordo com inúmeros aspectos. O mais importante é oferecer ao pequeno, acima de tudo, honestidade, estabilidade e compreensão.

Da mesma forma, os pais devem ter paciência. É necessário entender que esse processo pode ser mais lento do que imaginavam. Com o tempo, a criança vai se adaptar e essa experiência vai contribuir com seu amadurecimento.