Como agir quando seu filho comete um erro

26 Outubro, 2017

É muito importante saber agir de maneira adequada e correta em várias circunstâncias típicas da criação de um filho. Um dos momentos essenciais é exatamente quando seu filho comete um erro. Nesse momento é indispensável saber como agir para evitar o medo do fracasso ou a frustração.

Além disso é vital para aprender, pois é com os equívocos que mais aprendemos. Assim, construir e edificar conhecimentos, lições, ensinamentos, e aprendizados sobre esses erros, isso se transforma em qualidade.

Entretanto, com certeza você – assim como todas as mães – sente uma preocupação: como agir quando meu filho comete um erro? Pois neste artigo de Sou Mamãe vamos contar em detalhes a maneira como você deve reagir a fim de fazer um bem ao seu filho. Tome nota de cada conselho!

Não castigar com palavras ofensivas

mãe abraçando filha que cometeu um erro

Preste muita atenção nas palavras que você for usar, pois elas marcam a personalidade e o futuro do seu filho. Se você fica apenas na irritação pelo erro da criança, nada de bom vai sair disso. Pois a criança vai se sentir incapaz, o que a deixa ainda mais insegura, dependente. A partir de então, isso vai limitar a sua autoestima.

Como se isso fosse pouco, ao questionar e recriminar com insistência você apenas desperta medos e temores. E além disso, os aumenta. A criança passa a não tentar mais, pelo simples fato de que se frustra facilmente. A isso é somado também o medo de se equivocar, o medo de errar de novo.

Então, quando seu filho comete um erro você apenas deve lidar com extrema tranquilidade. Explique qual aspecto ele pode melhorar e, especialmente, reconheça a tentativa. Essa é a maneira a partir da qual é possível conquistar grandes coisas com as crianças.

Destacar a ousadia da tentativa e o esforço

Esse é outro ponto central para agir adequadamente quando seu filho cometer um erro. Destaque e valorize a tentativa, que é sempre muito mais positiva que não fazer nada. Se não houvesse o esforço no caminho, consequentemente não haveria erros. Assim, no mínimo, reconheça o lado positivo.

Por outro lado, a ideia é destacar o tempo todo os esforços e os sacrifícios. Não seja uma pessoa que só olha o resultado. Analise o processo, os meios. Dessa maneira você ensina muito mais do que imagina.

Mostre o quanto você está orgulhosa pelo crescimento e pelas novas responsabilidades que seu filho deseja assumir. Naturalmente não se trata de pintar um mundo cor de rosa porque isso também seria bastante contraproducente. A diferença reside simplesmente na maneira como falamos as coisas. Uma pequena sutileza muda o mundo.

Ensinar como fazer as coisas da melhor maneira possível

menina chorando e segurando seus livros

Com base em tudo que já foi dito, é possível dar mais um passo. Já com as bases estabelecidas, tentar ensinar da maneira menos cruel ou traumática. Como? Após evitar os insultos e os castigos, tendo destacado o lado positivo e valorizando adequadamente, você deve incentivar a criança a olhar para o erro pacientemente.

Então, nesse momento,ensinamos como fazer para melhorar naquilo que a criança tentou fazer e errou. Mostrar como fazer as coisas da melhor maneira possível para que seu filho tenha sucesso. Temperança, muito amor, e doçura são os ingredientes necessários para que essa receita seja realmente perfeita.

Lembre-se sempre de uma grande verdade que desejamos compartilhar com você. O fracasso não é nada além de uma imensa oportunidade para aprender, para crescer. Se algum projeto fracassar isso não é o fim do mundo para ninguém.

Tentar até não poder mais é o mais importante

Trata-se apenas de tentar várias vezes para que algum dia, aquilo que era difícil dê certo. As mães e os pais costumam se esquecer de que apenas algumas poucas palavras podem mudar drasticamente o futuro de um filho.

Se você não agir adequadamente, provavelmente vai acabar com o entusiasmo do seu filho para sempre. Não, essa não é uma maneira de motivar e incentivar a criança a melhorar. A ideia é dar inspiração, abrir a mente, moldar a paciência, e aumentar a autoestima.

Estimular a confiança em si mesmo, fortalecer a segurança e promover a autonomia e a independência das crianças. Criar um verdadeiro guerreiro animado para o dia de amanhã. Definitivamente, tudo depende de você. O que você escolhe: ficar no erro ou destacar o amor e a educação do seu filho?