Como aliviar a tosse seca em bebês?

Como aliviar a tosse seca em bebês?

Última atualização: 25 Novembro, 2021

A tosse é um dos sintomas mais frequentes da infância, em qualquer época do ano. E entre os diferentes tipos, a tosse seca e irritante causa grande preocupação nos pais, principalmente quando os filhos são bebês.

Além do incômodo que causa para a criança e sua família, a verdade é que a tosse é um mecanismo reflexo de defesa do nosso organismo. Se não existisse, seríamos extremamente vulneráveis ao ataque de micróbios e partículas do ar que respiramos.

Por isso, é importante saber quais medidas devem ser tomadas em casa e quais não. Porque a ideia principal é amenizar o sintoma incômodo, sem causar mais danos aos bebês. Não deixe de ler!

A tosse dos bebês tem um significado

Em geral, a tosse dos bebês é involuntária e responde aos mecanismos reflexos de proteção das vias aéreas. Ou seja, a todas as estratégias que garantam que o caminho pelo qual o ar flui seja livre de obstáculos.

A anatomia respiratória dos bebês é diferente da dos adultos: não só é menor, como também está mais sujeita a obstruções. Isso se deve à fragilidade e imaturidade das estruturas que o cercam.

Sempre que o bebê tosse, devemos interpretar que algo está atacando suas vias respiratórias. Portanto, nossos esforços devem ser voltados para solucionar a causa da tosse e não apenas extingui-la.

O que provoca a tosse seca nos bebês?

Bebê de babador tossindo.

A tosse é um reflexo nervoso complexo que é desencadeado pela estimulação das paredes respiratórias, desde a laringe até os brônquios. Os receptores presentes nessas estruturas são sensíveis a estímulos físicos (como as partículas de poeira ou o muco) e a produtos químicos (como aqueles presentes na fumaça do cigarro).

Quando o cérebro recebe a mensagem de que as vias aéreas estão irritadas ou obstruídas, ele envia um sinal aos músculos respiratórios para que se contraiam e expulsem o ar em alta velocidade. Isso é a tosse.

Dessa forma, existem várias causas para a tosse nos bebês e, a seguir, descreveremos as mais frequentes:

  • Infecções das vias aéreas superiores (como os estágios iniciais de um resfriado).
  • Laringite.
  • Bronquite.
  • Bronquiolite.
  • Asma infantil.
  • Tosse ferina ou coqueluche.
  • Rinite alérgica.
  • Refluxo gastroesofágico.
  • Malformações congênitas das vias aéreas (laringomalácia, fístula traqueoesofágica ou anéis vasculares).
  • Menos comuns: bronquiectasia, fibrose cística, imunodeficiências.

Medidas gerais para aliviar a tosse seca nos bebês

Às vezes, a tosse pode ser um sintoma muito incômodo e interferir em certas funções vitais, como comer e dormir. Por esse motivo, muitos pais recorrem a várias estratégias para garantir o bem-estar dos bebês.

No entanto, é preciso ter muito cuidado a esse respeito, uma vez que alguns remédios que parecem inócuos podem ser bastante prejudiciais para as crianças. Além disso, a eficácia que aparentam ter pode não ser tão verdadeira quanto se pensa.

Vejamos algumas medidas gerais que podem ser tomadas em casa para aliviar a tosse seca em bebês.

1. Controlar a umidade do ar

Quando o ambiente é resfriado ou aquecido com ar seco, a mucosa respiratória fica desidratada e irritada facilmente. Por isso, é importante manter um clima temperado dentro de casa e garantir um nível mínimo de umidade.

É importante ressaltar que a umidade excessiva no ambiente favorece o crescimento de microrganismos (como fungos) e também pode causar tosse no bebê.

O uso permanente de vaporizadores ambientais não é recomendado e é aconselhável evitar nebulização em bebês pequenos, a menos que o pediatra indique o contrário.



2. Evitar toxinas ambientais

A poluição do meio ambiente é um problema dentro e fora de casa. É essencial reduzir ao máximo a presença de toxinas no ambiente, especialmente quando há bebês pequenos. Portanto, é recomendável não fumar e evitar o aquecimento com aparelhos inadequados dentro de casa.

3. Ventilar os cômodos e aspirar a poeira

Tanto nas estações quentes como nas frias, é importante ventilar os quartos todos os dias. Isso ajuda a reduzir a presença de partículas de poeira e germes no ar e nas superfícies.

4. Garantir hidratação suficiente ao bebê

Para melhorar a irritação da mucosa, é necessário garantir uma boa hidratação ao pequeno. Seja com o peito, ou a mamadeira de leite ou água, se você já tiver iniciado a alimentação complementar.

5. Elevar a cabeça no berço

A posição mais segura para dormir é sempre de costas. Mas quando o bebê está resfriado ou tosse mais quando fica deitado, a área da cabeça no berço pode ser levemente elevada para evitar desconforto.

É claro que o colchão todo deve ser elevado, pois não é conveniente colocar o bebê em cima do travesseiro, devido ao risco de asfixia.

6. Não oferecer mel para bebês menores de 12 meses

Embora existam algumas evidências a favor do uso desse alimento para o alívio da tosse em crianças, seu uso em bebês com menos de um ano é contraindicado devido ao risco de botulismo.

Em quais casos a tosse seca de bebês precisa ser tratada com medicamentos?

Mãe colocando xarope na colher.

Em geral, é melhor evitar o uso de medicamentos para tosse quando a causa for desconhecida.

Apenas medicamentos que se mostraram eficazes no tratamento de doenças específicas que causam tosse devem ser prescritos. Por exemplo, o uso de broncodilatadores no caso de asma ou o uso de anti-histamínicos para a rinite alérgica.

De acordo com uma revisão sistemática realizada pela Colaboración Cochrane em 2014, nenhum dos medicamentos de venda livre (anti-histamínicos, mucolíticos ou antitussígenos) se mostrou eficaz para o alívio da tosse em crianças.

Em caso de dúvida, é melhor consultar o pediatra

Quando o bebê está com tosse, é melhor entrar em contato com o pediatra. Embora esses quadros sejam recorrentes na infância, nem sempre são iguais e é necessário examinar a criança em cada caso para decidir a resposta mais adequada.

Lembre-se de que nem todos os remédios são eficazes e, muitas vezes, podem colocar em risco a vida das crianças.

Pode interessar a você...
Sialorréia em crianças: o que é e qual é o seu tratamento?
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Sialorréia em crianças: o que é e qual é o seu tratamento?

A sialorreia ou hipersalivação é um fenômeno normal nos primeiros anos de vida, mas deve ser avaliado se persistir após os 2 anos.