Como curar a relação entre filhos e pais?

· 29 de abril de 2019
Curar a relação entre filhos e pais é um esforço conjunto que deve ser feito pelos membros de uma família. Embora isso possa parecer um desafio, devido a frequentes conflitos e mal-entendidos, é possível recuperar o respeito e o amor incondicional.

Uma grave crise que atravessa as relações na era moderna é a conexão que deve existir entre as crianças e os pais. É comum ver que a comunicação entre ambos se limita a questões rotineiras como gerenciamento de dinheiro ou repreensão, que termina em conflitos. Para resgatar o conceito de família, a qualquer momento, é necessário curar a relação entre filhos e pais.

A seguir, conheça as causas dessa dissociação e como recuperar a relação mais importante: entre filhos e pais.

Relação entre filhos e pais: causas de ruptura

Curar a relação entre filhos e pais é um dos pontos mais abordados na psicologia moderna. Um ambiente familiar deteriorado é a causa de falhas nas relações interpessoais e na esfera econômica; para mencionar apenas alguns.

As causas dessa situação são diferentes em cada família. No entanto, na maioria dos casos, ocorre devido a:

Uso ampliado de tecnologias

Aparelhos eletrônicos, em alguns casos, aumentaram a distância entre as pessoas que moram na mesma casa. Atualmente, é muito mais comum ver os pais na frente de seus aparelhos eletrônicos trabalhando em todos os momentos.

Enquanto isso, as crianças passam o tempo brincando com o tablet. Desde pequenas, elas se acostumaram a não atrapalhar e não interferir no que os pais fazem.

Todo mundo acha que tem razão

Alguns conflitos entre pais e filhos surgem quando todos pensam que estão certos e não estão dispostos a ceder.

Para muitos, expor seu ponto de vista implica em um debate; que leva ao medo de perder a sensação de segurança e cair em vulnerabilidade. Esse medo impede o diálogo. Assim, o processo de quebrar o relacionamento começa.

Medo

Para muitas crianças, o conceito de intimidade aparece juntamente com desconfiança e medo dos pais; fatores contrários à promoção de um relacionamento saudável.

Nesses casos, as crianças veem os pais como intrusos que querem investigar sua privacidade; o que enfraquece ainda mais a comunicação.

Por parte dos pais, muitas vezes há também o medo de diminuir sua autoridade e de expor eventos ou fatos que aconteceram quando eram jovens.

Eles também experimentam o medo de que as crianças descubram as preocupações que têm, seja no contexto econômico, profissional ou social.

Curar a relação entre filhos e pais: medidas práticas

família de papel dando as mãos

Para curar a relação entre filhos e pais, é necessário, antes de tudo, aprender a ouvir e a falar. No entanto, é um aprendizado com o qual ambas as partes devem se comprometer para compensar o esforço.

Algumas das medidas mais eficazes são:

Pais

Desde muito cedo, as crianças devem perceber que você é uma pessoa acessível e que deseja estabelecer uma comunicação saudável. Para fazer isso, inicie a conversa compartilhando ideias que sejam atraentes e sem cair no interrogatório.

Deixe-as saber que o que acontece com elas lhe interessa. Para fazer isso, você deve parar o que está fazendo e ouvi-las. Além disso, evite também interrompê-las e deixe-as se expressar livremente.

pai gritando com o filho

Por outro lado, a maneira como você reage também pode estimular ou interromper a comunicação com seus filhos. Isso pode mostrar claramente se você quer discutir, se você está na defensiva ou chateada com a situação.

Expresse sua opinião sem rebaixar a das crianças. Dessa forma, você criará um ambiente saudável que promove um relacionamento de união e, o melhor de tudo, dará um bom exemplo.

Crianças

O trabalho não é simplesmente dos pais, pois os filhos também precisam fazer algum esforço. Algumas das recomendações sugeridas pelos especialistas podem ser resumidas da seguinte forma:

  • Meditar sobre as consequências de um relacionamento frágil com os pais. Os pais são as pessoas mais importantes na vida dos filhos, já que os guiaram durante o crescimento. Uma decisão ruim pode causar danos que prejudicam a si e a toda a família conjuntamente.
  • Mantenha uma mente aberta para diversas opções. A experiência de seus pais representa sabedoria. Ouvi-los e ser honesto é a melhor maneira de aproveitar o que eles têm a oferecer.
  • Lembre-se de que seus pais não são perfeitos. Essa premissa deve levar os filhos a perdoá-los diariamente, considerar seus erros e ter paciência.

Em conclusão, curar a relação entre filhos e pais é o que a sociedade moderna precisa para ter sucesso. 

A importância desse fato é evitar viver com mágoas e ressentimentos; que prejudicam tanto a saúde emocional quanto a física. Da parte de ambos, sentir-se parte da família deve ser a coisa mais importante em todos os momentos.

  • Mead, M. (2014). “La educación desde la comunicación”, Cultura y Educación, 10 (1): 17-34.
  • Pacho, Z. R., & Triñanes, E. R. (2011). “Programas de entrenamiento para padres de niños con problemas de conducta: Una revisión de su eficacia”, Anales de Psicología, 37 (3-4): 223-230.
  • Torío López, S. (2004). “Familia, escuela y sociedad”, Aula Abierta, 83: 35-52.