Como deve ser a banheira do bebê?

· 28 de novembro de 2017

Se você está grávida, é hora de começar a pensar em todos os objetos que vai precisar para quando seu filho nascer. A banheira do bebê é um deles. A seguir, vamos apresentar as características que uma banheira deve ter para você poder escolher a mais adequada para as necessidades do seu filho.

Características da banheira do bebê

  1. Uma boa banheira deve ser resistente e estável. Ambas as características proporcionam a segurança que seu filho precisa no momento do banho.
  2. O formato da banheira. Ela deve ter uma formato que facilite para que o bebê fique sentado ou encostado. Isso reduz o risco de a água poder ultrapassar a altura da cabeça em alguma situação.
  3. É essencial que a banheira não tenha bordas pontiagudas que possam machucar o bebê. Assim, a melhor escolha são as banheiras com bordas arredondadas.
  4. A banheira também não deve ter buracos que permitam que o bebê enfie os dedos nem espaços entre os seus elementos.

Tipos de banheira para bebê

Se você ainda tem dúvidas sobre como deve ser a banheira do seu bebê, a seguir apresentamos diferentes tipos de banheira e alguns conselhos para orientar você na sua busca na hora das compras.

banheira do bebê

  • Tradicional. A banheira do bebê tradicional é simples e pode ser colocada em cima de qualquer superfície plana e horizontal. Não tem pés e geralmente é de plástico, pequena e econômica.
  • Banheira com trocador. Existem trocadores que também assumem a função de banheira. Esse tipo de móvel costuma ser grande e um pouco mais caro, embora também existam modelos dobráveis.
  • Banheira de viagem. Existem banheiras infláveis ou dobráveis, especialmente pensadas para quando a família vai viajar.
  • Banheira para colocar em banheiras. Esse tipo de banheira para bebês é para ser colocada dentro da banheira dos adultos. Suas melhores qualidade são que ocupam pouco espaço e têm um sistema de enchimento e esvaziamento facilitado. É comum que esse tipo de banheira inclua uma espécie de cavalete ajustável às banheiras grandes.

A importância de deixar as crianças confortáveis

Tenha em mente que o bebê nunca deve ficar sozinho na banheira para não correr o risco de escorregar. Para evitar esse tipo de acidente, é bastante útil colocar um tapete ou um sistema antideslizante.

Hoje em dia existem muitas opções, desde imagens de borracha com diferentes formatos que impedem que o bebê escorregue até pequenas redes e aros de segurança. Esses suportes são muito úteis para dar banho no bebê durante a fase em que ele ainda não consegue ficar em pé sozinho.

Além disso, quando você der banho no seu filho, fique muito atenta à temperatura da água. Encha a banheira primeiro com água fria e, em seguida, com água quente aos poucos. Assim que a água estiver morna, você pode colocar o bebê na banheira. É importante que a água não esteja muito quente, pois a pele do bebê é muito delicada. Mas também não pode estar muito fria para que o banho se torne um momento agradável. O ideal é que esteja a, aproximadamente, 35 graus celsius.

Aumentar as medidas de segurança da casa

Quando um bebê chega na casa, é preciso reforçar as medidas de segurança. Isso implica deixar fora da vista objetos cortantes, cosméticos e medicamentos. Da mesma maneira, é recomendável tirar da tomada todos os aparelhos elétricos, como o secador de cabelo, a máquina de barbear ou de depilação. Além disso, é importante também proteger as tomadas com alguma tampa específica para isso.

banheira do bebê

Por fim, não se esqueça de fechar a tampa do vaso sanitário depois de usar. As crianças pequenas costumam jogar objetos ou colocar as mãos lá dentro, o que é extremamente anti-higiênico. Não menos importante é manter o chão sempre seco. Assim, você não corre o risco de escorregar e se machucar.

Aspectos para prestar atenção

Se você precisa comprar uma banheira e está impressionada com a quantidade de possibilidades disponíveis no mercado, o melhor é preferir banheiras de polipropileno. Esse material, além de resistente, não se deforma com o tempo. Da mesma maneira, é preciso prestar atenção na estrutura e verificar se o tamanho vai se adaptar perfeitamente ao espaço que você tem disponível na sua casa. Por fim, a banheira do bebê deve ser anatômica para que a criança não escorregue e possa ficar em uma posição adequada no momento do banho.

Lembre-se de que o banho sempre deve ser um momento especial para você e para o seu bebê. Escolher uma banheira adequada vai ajudar a aproveitar esses momentos e deixar o bebê bem relaxado antes de dormir.