Como é o processo para tirar as fraldas?

· 1 de agosto de 2018
A partir dos 20 meses, chega um momento muito importante para as crianças e para os pais. É nesse ponto que se iniciará o procedimento de retirada das fraldas. Um acontecimento definitivo para que a criança alcance sua autonomia e independência.

A priori, soa muito bem. Porém, para que realmente tudo corra bem, não deve ser um acontecimento traumático para a criança. E assim surge a grande pergunta: como tirar as fraldas do seu bebê?

Conselhos para tirar as fraldas do bebê

A primeira questão a abordar é não ter pressa e fazer isso quando a criança der indícios de que está preparada. Se a retirada das fraldas for realizada antes do momento certo, irá se transformar numa missão impossível. Mas como saber se a criança está preparada para não usar mais fraldas? Fique tranquila! Os indícios não são difíceis de reconhecer.

Tenha consciência de que as crianças se espelham em nós e repetem o que fazemos. Por isso, se nos veem entrar no banheiro e usar a privada, elas vão querer nos imitar para se sentirem “grandes”. Até é possível que inclusive se sentem no vaso. Além disso, se a criança tem irmãos mais velhos, o processo será ainda mais fácil, já que têm ainda mais uma referencia para imitar.

No caso das meninas, é possível que o processo ocorra antes e mais rápido do que quando se trata de um menino. Isso ocorre porque o desenvolvimento tanto psicológico quanto físico das meninas é mais rápido.

Outros sinais para saber se chegou o momento é observar se seu filho se chateia ao ficar sujo e, quando faz suas necessidades, logo quer ser limpo e trocado por você. Se, junto a isso, os intervalos com as fraldas secas se prolongam durante horas, certamente esse é o momento certo.

tirar as fraldas

Mais considerações para tirar as fraldas definitivamente

Devemos ter em conta diversas considerações antes de iniciar a tão importante mudança. Como já comentamos, esse é um momento muito importante e de grande significação. Entretanto, como todas as grandes mudanças, não irá ocorrer em dois dias. É preciso ter paciência e ser constante, já que o processo costuma durar no mínimo um mês ou, até mesmo, vários meses. Em alguns casos, pode chegar até a três anos.

Um dos fatores que devemos considerar é que seja no momento certo. Se for uma época de grandes mudanças para o seu filho, é melhor esperar até que se acostume à nova situação. Essas mudanças podem ser, por exemplo, devido à chegada de um novo irmãozinho, mudança de residência, mudança de creche ou colégio, ida à casa de praia por um tempo, etc.

Outro fator influente a se ter em conta tem a ver com os pais. É positivo que os responsáveis busquem um momento em que não estejam submetidos a uma grande carga de trabalho ou a um período de estresse, como, por exemplo, durante uma gravidez, ou se você não esta bem emocionalmente, etc. Esse processo demanda tempo e paciência.

Se a criança se negar veementemente, é melhor deixar para outra ocasião. Não se preocupe, logo chegará seu tempo.

Chegou o momento: estamos preparados para tirar as fraldas

Escolha a época que corresponde à primavera ou verão. Pois, nessas épocas do ano, se a criança fizer xixi na calça, será mais tranquilo para trocar as roupas e ela também não vai passar frio.

tirar as fraldas

Leve a criança para fazer compras

O ideal é envolvê-la em todo o processo. Assim, vocês podem ir juntos comprar o penico, por exemplo para que a criança escolha o que mais gostar. Existem opções com desenhos, com formato de animais e inclusive com música. Dessa forma, a criança vai encarar a mudança de uma maneira totalmente natural e divertida, e todo o processo fará ele ou ela se sentir “grande”. Além disso, vocês vão passar alguns momentos divertidos juntos.

Uma vez em casa, deixe que brinque com o penico, que se familiarize com ele e o veja como algo totalmente normal. Passados alguns dias, é recomendável que você mostre para a criança, usando bonecos, por exemplo, como fazer suas necessidades. Uma forma divertida é permitir que ela brinque colocando os bonecos no penico.

Uma vez que alguns dias tenham se passado e a criança já tenha brincado com o penico e seus bonecos, chegou a hora de colocá-la no vaso sanitário e explicar que ali é o lugar ideal para fazer as necessidades, igual às pessoas adultas. Primeiro com a roupa vestida, para testar. Depois, já pode colocar a criança no assento, sem fraldas, e contar alguma história para que ela sinta esse momento com toda normalidade.

A partir desse momento, devemos ir retirando as fraldas. Primeiramente, por breves períodos. Em seguida, aumentando cada vez mais o tempo sem fralda. As noites podem demorar mais para se acostumar. É normal. Leve a criança ao banheiro antes de se deitar, mesmo que ela não peça. E, se por acaso a criança fizer xixi na cama, não chame a atenção e explique com paciência que é só pedir quando tiver vontade que a privada está logo ali.

E como sempre, grandes doses de paciência e carinho nessa grande mudança são essenciais.